BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

domingo, 7 de dezembro de 2014

NOSSO REAJUSTE EM JANEIRO

     Podemos especular o percentual que será aplicado aos nossos defasados holerites no mês de janeiro, tanto na parcela do INSS quanto na PREVI. Temos certeza absoluta que o índice vai passar dos 6%. Não temos nenhuma "bola de cristal", entretanto, a inflação está recrudescendo e nos últimos anos os índices do INPC, nosso indexador, foram superiores a 0,5% no mês de dezembro, conforme demonstrativo: 
2010  -  0,60%
2011  -  0,51%
2012  -  0,74%
2013  -  0,72%
     O SulAmérica Investimentos fez previsão sobre o IPCA de novembro de 0,51% e acertou na mosca. Para dezembro a previsão é de 0,80%. Segundo o SulAmérica, em dezembro o IPCA tem que vir abaixo de 0,88% para que a meta de inflação não seja descumprida. Obviamente, o IPCA não é igual ao INPC, porém caminham juntos, ora o primeiro sendo maior, ora o inverso. Com esta previsão de 0,80% para o IPCA em dezembro, arrisco-me a fazer um prognóstico para o INPC, que deverá ficar entre 0,70% e 0,90% neste mês.
     Desta forma, o reajuste em janeiro ficaria entre 6,27% a 6,47% sem medo de errar. Se der 6,37% (média entre os dois) quem recebe R$ 8.000,00, entre INSS + PREVI terá um aumento nominal de R$ 509,60, com acréscimo na margem consignável em R$ 153,20. Em 2015, precisamos de mais aperto financeiro porque os números apontam para um ano difícil.
EM NOVEMBRO O IPCA FOI DE 0,51% E O INPC CRAVOU NO 0,53%. JÁ EM OUTUBRO DEU IPCA 0,42% CONTRA 0,38% DO INPC.

43 comentários:

Anônimo disse...

Tudo roda no Banco do Brasil.

É sabido que o presidente da instituição, Aldemir Bendine, deve ceder o cargo ao secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Paulo Rogério Caffarelli, apoiado por seu chefe, Guido Mantega, e pelo ex-ministro Antônio Palocci.

Bendine será premiado com a presidência da Cielo, empresa de cartões do BB e do Bradesco.

Menos pacífica é a transição na Previ, fundo de pensão do BB com ativos de R$ 180 bilhões.

Três vice-presidentes do BB disputam o cargo.

Walter Malieni, da área de risco, é o preferido dos economistas Delfim Netto, Luiz Gonzaga Belluzzo e de Marcos Molina, da Marfrig.

Maurício Maurano, vice-presidente de atacado, tem a chancela de Bendine e grandes empresas, como o J&F.

Ivan Monteiro, de relações com investidores, é o favorito do futuro ministro da Fazenda, Joaquim Levy.



ISSO FAZ LEMBRAR A FRASE RECENTE DE PAULO ROBERTO COSTA:

DESDE O GOVERNO SARNEY, NÃO EXISTE DIRETOR DE ESTATAL

QUE NÃO SEJA NOMEADO PELOS POLÍTICOS.

SERIA PORQUE?

Anônimo disse...

prof 2 perguntas : o bet 2014 foi perdido ou existe a possibilidade de ser restituido uma vez que por força de acordo teria que ter sido pago , segunda pergunta : aquele superavit que até hj não teve destinação que fim ele terá ? não pode ser utilizado em nosso favor ? , agradeço se puder me esclarecer.

Anônimo disse...

Como no caso do BET, a Cooperforte já sabia bem antes de nos que seria suspenso.Acho que no caso da retirada do desconto da fopag, a Cooperforte também já sabia há tempos.
Já liguei 4 vezes desde o dia da noticia e so me mandam ligar mais tarde, depois amanha, agora na semana que vem.......
Por que não nos dao uma resposta clara, e SIM ou NAO e acaba logo com essa tortura e nos da tempo para recorrermos a outro.

Anônimo disse...

Colegas aposentados e pensionistas:

A presidência da Previ deve ficar com alguém da Marfrig ou da J&F. Incrível como a Previ virou um verdadeiro balcão de negócios dos amigos do rei ou da rainha de plantão.
Estamos bem arranjados.

Ari Zanella disse...

07:21

A conta Reserva especial (superávit) continua sendo aplicada nos investimentos da PREVI. Desta forma, não há mais possibilidades de utilização, nem o BET que foi interrompido, nem aquele bilhão de 2012. O que é olhado é a conta especial no final do ano:

Exemplos:

Final de 2012 - havia nesta conta mais de um bilhão (não foi discutida a destinação)

Final de 2013 - Não houve saldo

Final de 2014 - Não haverá saldo.

Assim, vamos precisar de um ano onde haja saldo para discutir a nova distribuição. Lembrando que a discussão pode acontecer já no primeiro ano em que houver superávit, SENDO OBRIGATÓRIA a distribuição ao fim do terceiro exercício CONSECUTIVO.
Vale lembrar que uma nova discussão tem que envolver todos os órgãos do governo (BB, MF, DEST, Planejamento) e finalmente ser aprovado pela PREVIC.

Na minha opinião, não teremos novos superávits tão cedo. Vamos torcer para, PELO MENOS, conseguirmos a suspensão das contribuições que somente acontecerá se for PARA TODOS. Não há como suspender apenas para os aposentados, por causa da LEGISLAÇÃO EM VIGOR.

Marcelino Maus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcelino Maus disse...

Re-Ratificando

"Como no caso do BET, a Cooperforte já sabia bem antes de nos que seria suspenso.Acho que no caso da retirada do desconto da fopag, a Cooperforte também já sabia há tempos."

Se, no BB e na Previ, TUDO é maquiado, orquestrado pelo PT, precisamos AJUIZAR o cumprimento do ACORDO BET de 2010, que previa distribuição dos 20% até 12/2014 !

SE as reservas esgotaram-se antes desse prazo, pergunto:
O BB devolveu sua parte dos 7,5 BI mais outros créditos compensados com suas dívidas .... 20 BILHÕES ?

Senhores da Chapa 3, Conselho Fiscal, ANABB: promovam uma TEMPESTADE DE AÇÕES.
- A ANABB que se mostra inerte e subserviente pode ser classificada como "mensaleira"?
Só nos resta a esperança que as AFFAs (ANAPLAB...) NUNCA SE CURVARÃO aos PeTralhas.

QUERO MEU DINHEIRO DE VOLTA !
- Os 20 ou 40 Bilhões que o BB usurpou da Previ na apropriação ILEGAL do Superávit;
- Outros tantos Bilhões de Prejuízos nas Estatais por culpa dos PeTralhas, que corroeu o Valor das Empresas com perdas irreversíveis aos Investimentos da Previ.

PATROCINADOR não é Participante nem Assistido, não tem direito a Excedente nenhum.

Senhores da ANAPLAB, favor disponibilizar dossiê que colecione essas FRAUDES, para que QUALQUER Participante do PB1 da PREVI ingresse INDIVIDUALMENTE na Justiça contra a PREVI.

Vamos ver o que farão com dezenas de milhares de Ações impetradas no PROCON ou JT (gratuitas) ou Vara Cível (tem custas).

Funcionários da Ativa, com vínculo no BB, poderiam utilizar a Justiça do Trabalho, sem advogado, valendo-se do "Jus Postulandi" ?

Anônimo disse...

Depois ainda achamos que somos os donos da Previ. De direito pode ser, mas de fato eu nem faço idéia. Não será surpresa se o Yossef for quem deu as ordens para a capachaida de lá até ser preso.
Essa conversa de confidencialidade também é bastante esquisita. Nem digo abrir para geral. Entretanto poder-se- ia eleger uma comissão de pessoas para ter acesso à caixa preta, para tirar esse véu de desconfiança que paira sobre tudo relacionado ao fundo. Afinal, pelo que tudo indica a PF encontrará as digitais do Vaccari nos negócios da Previ. TÁ TUDO DOMINADO MENOS O SÉRGIO MORO

Pr.guima disse...

-Prof. já não teria chegado a hora da escolha do presidente(previ) passar pelos associados, legítimos donos da Previ, assim como toda diretoria? Faz-se necessário reforma estatutária urgente...

rafael campagnoli disse...

Infelizmente, em face da nossa total incapacidade de enfrentar os reais donos da Previ ( Governo, BB, políticos afins ), ficar remoendo assuntos macro ( política, PT, petrobras, manobras, congresso etc )não tem nenhum reflexo objetivo, prático, pragmático nas nossas segundas feiras, dias 20 etc ... Isso não resolve nossos problemas e nem temos massa suficiente para sensibilizar a opinião pública em favor de nossas bandeiras. Muito pelo contrário!!! Acho que uma estratégia eficaz da chapa 3 seria focar EXPRESSAMENTE EM ASSUNTOS DE NOSSO EXCLUSIVO E IMEDIATO INTERESSE: SUSPENSÃO DE CONTRIBUIÇÕES, MELHORIAS DE PROVENTOS, SUSPENSÃO DE PRESTAÇÕES DE ES ... ETC. Os demais assuntos só se prestam a nos deixar mais frustrados do que já estamos ... É o que penso.

Rosalina de Souza disse...

Prezado Ari Zanella,

Empréstimo é bom porque cumpre dois papéis nos fundos de pensão. Ao mesmo tempo em que se mostra um investimento dos mais seguros, a salvo da inadimplência, ajuda a tornar os planos mais atraentes aos olhos dos participantes, especialmente os mais jovens e distantes do momento da aposentadoria.

Por conta disso, não surpreende que mais entidades se empenhem em tornar a sua concessão algo mais simples e confortável para a massa de ativos e assistidos, sem perder, claro, a segurança.

Nós sempre concordamos em ter aumentados o FQM, justamente para que a Previ receba seus recursos, alias nossos recursos, pois somos donos da Previ.

A Cecília em e-mail me informa que votou contra esse ajuste, mas junto com o Décio foi voto vencido 4x2, claro que quem elaborou o novo ES jamais votaria contra sua proposta.

Eu ti pergunto, o Conselho Consultivo do PB-1, juntamente com a Diretoria de Planejamento não tem como elaborar um percentual maior de investimentos para ser usado no investimentos como o ES.

Porque da forma que esta sendo feito a Chapa 3 termina o mandato sem ter um único beneficio a favor dos seus assistidos.

Já sabemos que aumento acima do INPC não passa, devido a Resolução 26, a volta das contribuições é justa para quem não se aposentou, mas para quem já esta aposentado é injusto.

Uma vez em conversa com um gerente geral ele me disse o beneficio de um gerente geral depois de 30 anos de trabalho hoje é em torno de 8.000,00( oito mil reais).

Veja que os futuros aposentados vão receber essa média de benefícios e que ao longo dos anos a tendencia é de queda ainda mais profunda nos pagamentos feitos pela previ.

O que deve estar em desiquilíbrio é as benesses a um grupo da elite, que estão aposentando com super benefícios, mas a maioria fica nesta faixa de oito mil reais por mês e neste valor já esta incluído o INSS.

A maioria dos atendeste do Banco do Brasil hoje recebe em torno de 2.000 mês, o que demostra o porque a Cassi esta QUEBRADA.

Atenciosamente

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Ari Zanella disse...

Caro Pr. Grima,

O presidente da PREVI é um dos três nomeados pelo Banco. Portanto, não temos nenhuma chance de elegê-lo.

A não ser, como você mesmo apregoa, uma REFORMA ESTATUTÁRIA URGENTE. Mas, o Banco concordaria? É uma situação muito complexa este poder do patrocinador.

Anônimo disse...

Existe possibilidade de renovação do ES em janeiro, ANTES dos novos parâmetros entrarem em vigor, mas já com (no meu caso) R$ 160,00 a mais de margem consignável, a partir de rodada a folha (dia 15)?
O que você acha, Ari?

Ari Zanella disse...

Estimada Rosalina,

Na conversa de quarta-feira, o Marcel me colocou:
"Faleceu há dias um mutuário que havia sido recalculada a prestação do ES, em função da Ação 30%. A prestação era de 1.190,00 e passou para 790,00, uma diferença de 400,00. Havia nove meses que pagava este valor. No total a diferença representou 3.600,00. O FQM quitou a dívida SEM ESSE VALOR que ficou como prejuízo do fundo, pois o Juiz não determinou na Ação como seria feito esse reembolso pelo mutuário."

Eu quero com isso tentar fazer vocês entender que cada "probleminha" vira um "problemão" na cabeça do diretor de seguridade. A Chapa 3 vai até 2018. Mas é FUNDAMENTAL que em 2016 votemos em um novo diretor de Seguridade que esteja SINTONIZADO conosco, não com o patrocinador. Da mesma forma e na mesma eleição, serão escolhidos DOIS NOVOS ELEITOS no Conselho Deliberativo.

Daí então podemos nos considerar, pelo menos, em igualdade de condições para novos pleitos A NOSSO FAVOR, pois, caso contrário, obrigaríamos o patrocinador a USAR SEMPRE o voto de qualidade. Este é muito desgastante!

Ari Zanella disse...

13:15

Não, não existe. Os lançamentos futuros não são considerados. Somente poderia ser feito no dia 21, mas aí já estarão em vigor os novos parâmetros.

Anônimo disse...

Prezados Ari/Cecília/Medeiros
ANALISEM MINHA SITUAÇÃO:
63 anos de idade
1 – Condições ES até julho 2014: 63 x 74 anos = 96 meses
2 – de Julho/14 a 31.12.14 = 108 meses
3 – 01.01 a 20.01.15 = retorna o prazo de 96 meses
4 – A partir de 21.01.2015: estende para 120 meses.
Pelo que entendi, quem estiver nesta situação e quiser renovar o ES de 01.01 a 20.01.15, para se beneficiar da MC aumentada com o reajuste do benefício só poderá fazê-lo em até 96 meses.
A Previ, pelo menos, poderia estender a prorrogação de 31.12.14 para 20.01.15.
Se isto ocorrer, veja o exemplo como ficaria minha situação:
Benefício: R$ 9.871,50 x 6% = 592,29 > R$ 10.463,79
Cálculo 30% R$ 3.139,14
Deduções:
ES em andamento - 1.749,43
ES em andamento - 252,66
Previ mensal (4,8% s/10.463) - 502,26
Previ patrocinador(4,8% s/10.463) - 502,26
Margem disponível R$ 132,52

(1.749,43 + 252,66 + 132,52 = 2.134,61
Com a prorrogação de 31.12 para 20.01.15 eu poderia renovar assim:
143.000,00 x 108 meses x 2.125,33
Meus agradecimentos,

Anônimo disse...

Prezado Ari, permita-me argumentar sobre o seu comentário das 13:15 hs.
As regras ES mudarão em 21.1.15, portanto, até 20.1.15 permanecem as regras anteriores.
Quando ao reajuste do benefício: No dia 1º de janeiro de 2015 o meu benefício oficial já será o atual mais o INPC, portanto, entendo que não há vínculo entre a vigência do aumento com o crédito do benefício na conta corrente.
Corrija-me se estiver errado no raciocínio.
Obrigado, como sempre,

Anônimo disse...

Mas Prof Ari, sobre o anonimo das 13:15, haveria a possibilidade dele renovar no dia 20, antes dos novos parametros, mas ja com a nova margem. Ou estou errado?

Pr.guima disse...

-Prof obrigado pelo esclarecimento. Não pesquisei nos Estatutos, mas pergunto, se vc tiver a resposta, o Banco não concordando com uma reforma estatutária, ficaria por isso e pronto, ou haveria uma forma dos associados forçarem uma provável alteração (nr.mínimo, assembleia extraordinária, baixo-assinado, ou coisa parecida)?

WILSON LUIZ disse...


Vários colegas fizeram postagens sobre portabilidade de suas reservas na PREVI para outro banco.

Fiquei curioso, e pedi a um amigo que trabalha no Bradesco que me informasse algo sobre o assunto. Ele me disse que, para eu ter direito a receber o benefício que tenho na PREVI, pela minha expectativa de vida, teria que aportar mais ou menos R$ 4 milhões. Ele falou que era um cálculo de mais ou menos, que o cálculo exato é muito complexo, mas não deve variar muito do valor que ele me informou.

Me incluam fora desta tal de portabilidade, acho que minha reserva na PREVI não chega a tanto. De qualquer forma, não acredito que o nosso fundo tenha condições de calcular a reserva de cada um de nós, individualmente, já que é um plano solidário, todos ajudamos a pagar o benefício daqueles que já esgotaram suas reservas. Se alguém conseguir o valor de sua reserva, por favor nos informe como fazer.

Anônimo disse...

Caro professor Ari,

Entendo sua argumentação quanto ao percentual do reajuste para janeiro/2015. Mas parece que o amigo se esqueceu da famosa "contabilidade criativa". Será que não irão maquiar o INPC de dezembro?

Anônimo disse...

Delenda Patrocinio !
Será que tudo isso, mais as exigências do Banco quanto à Cassi, não é para a retirada de patrocínio ?
Para ficar como estar (ou piorar), já vai tarde.
Os 3.600,00 de prejuízo para o fundo, nos caso da ação dos 30%, virou um problemão, não para a cabeça do diretor, mas para o fundo. Afinal quem vai absorver o prejuízo são todos os participantes.
Nunca concordei com aumento do FQPM e a versão do diretor que o fundo garantidor seria deficitário, mas se assim for, ele tem razão.

Anônimo disse...

Marcelino Maus,
Quanto ao seu comentário de que "a ANABB é inerte", faço-me solidário. Nunca vi uma associacão ser tão conivente com o "governo"! Parece mais com aquela letra de música que diz "com a boca escancarada de dentes, esperando a morte chegar"! Não é pro-ativa em nada! Fica esperando a justiça se manifestar para só daí tomar alguma medida reativa. É patética! Quer um exemplo: em contato com a mesma, soube que a AÇÃO IR PREVI 1/3, foi adiada em 120 dias (no dia da votação! em 07/11/14) porque a mesma (ANABB) não providenciou a autorização de cada integrante, sendo que essa necessidade já era sabida desde 14/05/14, quando a justiça exigiu. Agora que a associação tomará essa providência! Já imaginou que bela defesa temos lá?! Lastimável!

Ari Zanella disse...

Penso que a PREVI deixará os parâmetros atuais, que foram prorrogados até o dia 31.12, até o dia 20.01.2015, portantos o limite de 120.000 deve permanecer até lá.
(Vou confirmar isso amanhã).

Qualquer reforma estatutária ou do Regulamento tem que iniciar pelo CONSELHO DELIBERATIVO.

Caro Wilson Luiz: Em nosso caso (aposentados), a Reserva Matemática é "trocada" pelo Benefício por ocasião da aposentadoria. Somente possuem as reservas matemáticas quem ainda está na ativa.

Blog do Ed disse...

Meu amigo e mestre Ari
Sou, sem dúvida, um dos que mais contribuíram para a PREVI, porque, desde os 15 anos de BB, conquistei, por trabalho, não por pedido, COMISSÃO DO SEGUNDO MAIOR NÍVEL NO BANCO (abaixo somente da de lº nível, as três maiores do Gabinete da Presidência). Pois bem, agora COMO TEIMO EM SOBREVIVER, aparecem uns iluminados para ME PENALIZAR NO EMPRÉSTIMO SIMPLES!... Vou contratar um FAZERDOR DE DESPACHO para preparar uma boa para essa turma...
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Mestre Ari,

Nosso reajuste vem apenas no mês de fevereiro, já que o benefício de 20/01 /2015 ainda é relativo ao mês de Dezembro.

Ou estou enganado.

Ari Zanella disse...

Dia 20.01.2015 já sai com o reajuste. O período apurado é de 12 meses (janeiro a dezembro).

Anônimo disse...

Sr. Ari, a Cooperforte já deu a palavra final? Vai aceitar o debito na conta corrente ou não?

Ari Zanella disse...

Sexta-feira, quando liguei, o Josué já tinha saído. Vou ligar amanhã, pela manhã. Assim que eu tiver uma resposta, eu aviso aqui.

Anônimo disse...

- E Cassi 14:46?

Anônimo disse...

Aumentar prazo do empréstimo, não pode.
Pagar bonus por administração temerária pocde!
Discriminar os mais idosos pode.
Idosos desfrutar de contribuições pagas por dezenas de anos não pde!
è muita canalhice, me perdoa Sr. Ari.
Se não quiser publicar o canalhice pode trocar o termo.

Anônimo disse...

Senhores aposentados e pensionistas:

para saber quando vai ser aplicado o reajuste é só pegar o espelho de dezembro do ano anterior e comparar com o de janeiro do ano seguinte (ou seja, façam uma pastinha para guardar os espelhos, ou entrem no site da Previ para conferir). É por isto que a Previ faz o que quer conosco. Muitos de nós não sabe nem quando o reajuste é aplicado.
O professor tem uma paciência de Jó.

Anônimo disse...

essa resoluçao 26 eh 'maquiavelica", tira dos pobres p dar aos ricos.......e o IR cobrado sobre os proventos que mal dah p o sustento?eh deprimente a situaçao dos aposentados......

Anônimo disse...

Parece que o Brasil descobriu o Cabral e o monstro de nove dedos num bilhetinho de um presidente de empreiteira. Será que a casa do sapo barbudo caiu? Arri égua ó xente

Anônimo disse...

Ari, sou o anônimo das 13:15 h. Entendo que as atuais condições do Empréstimo Simples (145.000/120 e não 120.000) estarão vigentes até entrar em vigor os novos parâmetros. Como a FOPAG aparece na internet dia 15 ou 16, acredito ser possível utilizar a nova margem num empréstimo que seja creditado até dia 20.Será que estou enganado?

Carlos-Rio Pardo(RS) disse...

Sr. Ari, tudo bem?

Tenho empréstimos na Alfacash com desconto em folha, nunca impactavam a margem, agora impactará. O que o Sr. acha? Por quais motivos a Alfacash aceitaria o débito/pagamento que não fosse na fopag, garantido para ela o recebimento.

Particularmente não acredito que exista possibilidade disso ocorrer.
Prá que trocar o certo pelo duvidoso, eles irão alegar.
Mas não tem porque eu me desesperar, ali em 2017 já acaba o empréstimo no alfacash e já poderei renovar meu ES.

Que presente de Natal do Sr. Marcel.

Agora, na minha opinião, isso foi uma INJUSTIÇA TREMENDA, que fizessem isso com quem entrou com a ação dos 30%.

Abr a todos
Carlos-Rio Pardo(RS)

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Por entender que se trata de uma dúvida, não só minha mas, acredito, de inúmeros colegas, peço informar se os tomadores do produto ES-Previ, com pagamentos em curso e não tendo completadas seis parcelas regulamentares para a sua renovação, poderão solicitar um novo empréstimo, já dentro da nova configuração que irá vigorar a partir de 21.01.2015. Desde já solicito, se for o caso, que os membros da chapa “3” envidem todos os esforços possíveis para que isso possa acontecer. Ficarei no aguardo de sua breve, importante e oportuna manifestação.


fernando disse...

PROF.ARI, vejo só uma solução ,para termos um aumento real, que é a suspensão da contribuição da PREVI, para quem ja contribuiu mais de 360 meses, fato consumado e admitido pela própria PREVI.


Anônimo disse...

Ari, você já ligou para a Cooperforte(Josue)???????

Anônimo disse...

Ilustre Professor ARI ZANELLA:


Ainda estou febril e atordoado, com os novos parâmetros para renovação do Empréstimo Simples (ES), da PREVI, a partir de 21 DE JANEIRO DE 2015. NADA NO MOMENTO É TÃO IMPORTANTE QUANTO O ES!!! Exaradas precipuamente pela DIRETORIA DE SEGURIDADE SOCIAL, cheguei à CONCLUSÃO DEFINITIVA, que o nosso insigne Diretor, NÃO TEM NADA DENTRO DA CABEÇA e que o CARGO é SUPERIOR A SUA CAPACIDADE, MENTAL e MORAL. Seu DIMINUTO INTELECTO é usado, creio eu, DELIBERADAMENTE para MAGOAR e PREJUDICAR as pessoas. Embora HABITUALMENTE SE FAÇA PÁSSAR e USE A MÁSCARA DE BOM MOÇO (que não ilude a mais ninguém), apregoa, QUE TUDO QUE FAZ, O FAZ EM PROL do Fundo de Pensão e de seus ASSOCIADOS (não aceito o rótulo de ASSISTIDO, POIS ISSO É COISA DE DOENTE. A PREVI quer criar o ESTEREÓTIPO de que idosos e aposentados são SINÔNIMOS DE DECREPITUDE E SENILIDADE). Não PRETENDO INGRESSAR COM NENHUMA AÇÃO DE 30%, NÃO PRETENDO RETIRAR MINHAS CONSIGNAÇÕES EM FAVOR DE TERCEIROS, POIS ELAS NÃO IMPACTAM A MARGEM CONSIGNÁVEL, NEM CAUSAM PREJUÍZOS A PREVI, pois é SIMPLES INTERMEDIADORA, e, ainda tenho a TÊNUE ESPERANÇA, de que TUDO SE RESOLVA FAVORAVELMENTE ATÉ AQUELA DATA, isto é, QUE POSSAMOS RENOVAR O ES PELOS CÂNONES ANTIGOS. É digno notar que atualmente UMA VOZ ISOLADA não é considerada mais nenhum DOM QUIXOTE ou UM LUNÁTICO, mas pode até virar um herói (ao menos sob a ótica de alguns segmentos de opinião), como é o caso exemplar de EDWARD SNOWDEN, que SOZINHO, munido da FERRAMENTA PODEROSA de seu COMPUTADOR, da INTERNET e das REDES SOCIAIS, conseguiu, com suas manifestações, GERAR INTENSA CRISE NO GOVERNO NORTE-AMERICANO, DESESTABILIZAR POR UM CERTO PERÍODO AS RELAÇÕES INTERNACIONAIS e AZEDAR a um NÍVEL CRÍTICO, as RELAÇÕES ENTRE OS PODEROSOS DESTE MUNDO. As atuais ponderações não se revestem de qualquer CARÁTER INTIMIDATÓRIO, REVANCHISTA ou AMEAÇADOR, mas sim, uma MERA OBSERVAÇÃO, para que os que comandam os destinos de nossa Entidade, reflitam nas possíveis implicações e desdobramentos, caso haja RADICALIZAÇÕES, e, POR FAVOR, passe a adotar uma LINHA MAIS HUMANISTA e CONCILIADORA, pois ainda há tempo!
RENATO AUGUSTO PEREIRA SILVA – Associado PREVI nº 8.531.900-7 e Advogado -OAB/RS nº 70.354 – e-mail: renatofilhos@terra.com.br – JOÃO PESSOA – (PB), 08 de dezembro de 2014.

Marcelino Maus disse...

Um recado à Diretora de Administração, à Chapa 3, ao CD e ao Conselho Fiscal (que é obrigado a adotar postura EM FAVOR dos Participantes):

Referente nova regra do ES:
"Os associados que tiverem empréstimos, financiamentos ou seguros em outras instituições e queiram aumentar a sua margem consignável devem requerer nessas entidades a exclusão do débito na folha de pagamento da PREVI."

Acrescento:

A Previ tem a obrigação LEGAL, em cumprimento à lei 10.820, de excluir as parcelas de ES das Cooperativas cujo valor excederem os 30% da MC.

Não deveria ser necessário requerimento dos Participantes da Previ, sob pena das Cooperativas não efetuarem a exclusão.

A PREVI deve comunicar às Cooperativas que, a partir de 01/01/2015 excluirá as Consignações em Folha, pelo menos para TODOS os Associados que fizerem o REQUERIMENTO DIRETAMENTE À PREVI.

MELHOR SOLUÇÃO: todas as Cooperativas deveriam fazer a conversão da Consignação em Folha, para Débito em Conta.

No meu caso, a COOPERFORTE já se pronunciou que em Janeiro o ES será por Débito em Conta.

Esse CARTEL de agiotas disfarçados de Cooperativas se aproveita do ROUBO que o BB e a PREVI fizeram no Cálculo dos Benefícios desde 24.12.1997 - que os reduziu a 75%, à exceção dos MARAJÁS que recebem 51.000,00 ou 81.000,00.

Mãos à Obra.

Relembrando:

Várias Instituições não consideram na MC de 30%, as contribuições a Planos de Saúde, por terem caráter de Investimento e desoneração das despesas de Saúde da Família, que evita a dependência exclusiva do SUS, sem maiores custos.

Por isso, as contribuições à CASSI, não deveriam ser consideradas DESPESAS, eis que proporcionam investimento/vantagem financeira na manutenção da saúde da família inteira, não apenas do Assistido.
Nessa análise, a verba C820, deveria ser desconsiderada na MC 30%.

Vejam o Decreto da Assembléia Legislativa de SP, fato que se repete em várias UF:
- DECRETO Nº 60.435, DE 13 DE MAIO DE 2014 (Assembléia Legislativa SP)
...
“Artigo 5º - São consideradas consignações facultativas:
I - contribuição para plano de seguro em geral e plano de saúde, inclusive odontológico.”
http://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/decreto/2014/decreto-60435-13.05.2014.html

Ari Zanella disse...

Amigo Jorge Teixeira,

De acordo com o Manoel Jorge (Major), Assessor do Marcel, foi aprovada nesta nova concessão do ES, a vigorar a partir de 21.01.2015, a DISPENSA DA CARÊNCIA de 06 meses para a contratação.
Repetindo: Não há necessidade da carência nesta primeira renovação.

Um fortíssimo abraço ao amigo.

Anônimo disse...

Parabéns Sr. Ari. O sr. tem se esforçado bastante, para responder os questionamentos! Um abraço!