BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

NOSSO FUNDO DE CADA DIA

     Passadas as turbulentas eleições presidenciais em que estranhamente o presidente do TSE, Dias Tóffoli, ministro do STF, chamou a atenção pelo modo centralizador na apuração das eleições, sendo ele mesmo um ex-militante do Partido dos Trabalhadores, vamos continuar remando, mesmo contra a maré, repetindo o bordão de certo narrador esportivo: "Segue o jogo!"
     Em nosso mundo previano nada muda. As regras do jogo continuarão sendo as mesmas, com a inovadora resolução 26 tendo mais força do que nunca. Todos saímos prejudicados porque houve entidades de funcionários do BB, caso da CASSI, que "fechou" com Dilma Rousseff, fechando as portas da mudança. Será que a CASSI não sabia, que se a resolução 26 fosse extinta, aumentaria nossos proventos e consequente arrecadação da CASSI? Mirian Fochi e William Mendes representam a Contraf-Cut. Obviamente pediram votos para Dilma e criticaram os novos congressistas, chamando-os de "conservadores" e contrários aos interesses dos trabalhadores. Ora, que dizer, então, do petista José Barroso Pimentel, que além de criar a resolução 26, ainda sentou-se em cima do PDS 275/2012, como autoproclamado "relator" e vai deixar caducar por decurso de prazo da legislatura. São estes tipos que são a favor dos trabalhadores, Miriam e William??? Quanta hipocrisia!...
     O ES foi prorrogado nas mesmas condições criadas em julho passado, até 31.12.2014. Fica tudo na mesma pois nada foi feito para reverter a MC.  O que é inadmissível é o PAS - Programa de Assistência Social do BB - que é um programa de ajuda para aquisição de produtos relativos à saúde de todos nós, cujas prestações mesmo não transitando na fopag (são debitadas em conta) tenha reflexos na margem consignável. Vou pedir ao Carvalho, o único que briga por nós no CD, para que faça uma proposição de retirada de tal verba da MC. Outra aberração é a contribuição dos aposentados, que seja mudado o estatuto para que apenas voltem a contribuir os da ativa e o patrocinador. A contrapartida do patrocinador, no caso dos aposentados, não existe mais. Nem no INSS o aposentado contribui depois de aposentado! O dado concreto é que, mantido o "status quo" dificilmente haverá mudanças que nos beneficiem. O PT já disse que não quer mudar. E muitos "coleguinhas" disseram amém. O Brasil continua vermelho...


DANIELA MERCURY AO VIVO EM COPACABANA: VERMELHO, VERMELHAÇO, VERMELHUSCO, VERMELHANTE, VERMELHÃO. O VELHO COMUNISTA SE ALIANÇOU...


MUDANÇA RADICAL DE QUEM DERROTOU LULA EM 1989. HOJE ELE DIZ "SIM" A TUDO O QUE DISSE "NÃO".

45 comentários:

Valdevino disse...

Prezados Ari, Carvalho, Cecília e Medeiros (Transcrevo sugestão enviada à Previ p/Autoatendimento)

Ao Diretor de Seguridade, Senhor Marcel:

Quanto à prorrogação para 31/12 das condições do ES estabelecidas em julho, respeitosamente, faço as seguintes considerações:
1 – A simples prorrogação por mais 2 meses não atenderá os assistidos que, hoje, não possuem margem consignável, portanto, a meu juízo, não identifico qualquer benefício em prol dos assistidos em função da referida prorrogação.
2 – Dada a impossibilidade já manifestada por essa Caixa quanto à concessão de renegociação do saldo devedor sem liberação de crédito novo, que seria o desejo da maioria dos assistidos, visando diminuir o impacto da parcela mensal em seu contracheque, sugiro:
a – Estender o prazo de 120 meses previsto para as faixas etárias de até 50 e de 51 a 62, também, para a faixa de 63 a 74 anos.
b – Flexibilizar, por mais 12 meses, os prazos previstos para as faixas subseqüentes, ou sejam, 75 a 86, 87 a 98 e a partir de 99 anos.
c – Não computar no cálculo da margem a contribuição mensal para a Previ relativamente aos assistidos AUTOPATROCINADOS, mantendo, no referido cálculo, apenas a contribuição mensal normal.

Entendo tratar de sugestões possíveis, sem aumentar o risco da inadimplência, sem impactar a reserva de recursos destinada aos empréstimos simples e, justiça se faria aos AUTOPATROCINADOS que, com a volta das contribuições em janeiro 2014, tiveram um impacto negativo na margem consignável em relação aos demais.

Prezado Diretor, conto com a sua sensibilidade na análise das propostas, uma vez que estou expondo minha opinião com toda transparência e dignidade que são peculiares.

Tenha certeza Sr. Diretor, que, senão 100%, a grande maioria dos assistidos mais necessitados de recursos para manutenção de suas famílias ficarão satisfeitos e agradecidos pela posição positiva que o Senhor tomará juntamente com os seus pares.
Atenciosamente
Valdevino Alves Sobrinho

Anônimo disse...

BM&FBOVESPA: UMA BOLSA DE VALORES COM VIÉS IRREVERSÍVEL DE BAIXA?

PARTE II/III: ABORDAGEM DO “VALOR” (“RIQUEZAS”)

https://docs.google.com/document/d/1_ErdoPmVkMsnDDY_w4tdLaCC1CiR3N8bd7dT74BjLso/edit

Blog do Ed disse...

Taí, gostei desta postagem!
Edgardo Amorim Rego

Anônimo disse...

Zanella,
Você já assinou a petição dirigida ao Obama?

WILSON LUIZ disse...

O ministro da fazenda, Mantega, já foi saído do governo, e é dada como certo que o presidente do Banco do Brasil, o Bendine, nosso querido Dida, também será defenestrado(jogado pela janela).
O presidente da PREVI, Dan Conrado, deve ser apadrinhado de algum deles, então é provável que também seja substituído. Para nós nada melhora, mas pelo menos não teremos que aguentar mais a arrogância e deboche de nosso Don.

WILSON LUIZ disse...

ESQUEÇAM TUDO QUE PROMETI, by Dilma Rousseff

-na campanha, a candidata vociferava “a oposição quer plantar inflação para colher juros, no meu governo, os juros vão baixar”. Dois dias depois da eleição, o COPOM elevou os juros para 11,25% ao ano, e novos aumentos deverão vir

-“não vai haver tarifaço, isto acontecerá se a oposição vencer”. Acabam de ser determinados reajustes para a energia elétrica de 20, 30 e, pasmem, 54% para o riquíssimo estado de Roraima. Vamos ver o que vai ocorrer com o preço da gasolina, transportes urbanos, etc...

Ari Zanella disse...

Diletíssimo Edgardo,

Vindo deste grande Mestre é muito mais do que um simples elogio. Obrigado!

WILSON LUIZ disse...

A presidenta não tem noção de ridículo. Durante a campanha, vinculou vídeo em que os banqueiros apareciam como mafiosos tramando como tirar a comida do prato do povo brasileiro. Agora, teve a cara de pau de mandar alguém divulgar o nome do presidente do Bradesco, para ver o que acontecia. Parece que o tiro saiu pela culatra, pois o Trabuco já teria declarado que não aceitaria, se convidado, pelo menos teve vergonha na cara.
Restou, como nossa última esperança de alguma ordem no caos econômico, o ex-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles. Se ele também não aceitar, pois não se curvaria às vontades do Planalto, restaria apenas o Nelson”mais do mesmo” Barbosa.

blogtreze disse...

"... o Trabuco já teria declarado que não aceitaria, se convidado, pelo menos teve vergonha na cara.
Restou, como nossa última esperança de alguma ordem no caos econômico, o ex-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles. Se ele também não aceitar, pois não se curvaria às vontades do Planalto, restaria apenas o Nelson "mas do mesmo” Barbosa."

Acrescento: já que ninguém quer assumir a boléia da Kombi desenfreada, que a DILssimulada convoque o maior culpado pela DÍVIDA INTERNA, DELFIM NETTO.

Em última análise, que a dupla Bonnie e Clyde saltem da rampa palaciana e convoquem o E.I.

Anônimo disse...

Caro Ari,
Veja que interessante, ou melhor, estranho. O PT postou no site,conforme link, às 19:35 do dia 26/10 a reeleição da anta.
Será que o site está em outro fuso?

http://www.pt.org.br/dilma-reeleita/

Anônimo disse...

Lendo seu comentario de que: Outra aberração é a contribuição dos aposentados, que seja mudado o estatuto para que apenas voltem a contribuir os da ativa e o patrocinador. A contrapartida do patrocinador, no caso dos aposentados, não existe mais. É VERDADE ESTA AFIRMAÇÃO ???ENTÃO O SUPERAVIT DA É FORMADO POR UMA PARTE DA QUAL O BANCO NÃO CONTRIBUI E ELE METE A MÃO EM 50% ??

Anônimo disse...

Fico emocionado ao perceber que de norte a sul deste país, colegas passam pelo mesmo malabarismo para com o mínimo de dignidade, sustentarem suas famílias. A cada dia o dinheiro encurta e o mês aumenta. A inflação está controlada só no Palácio do Planalto. No restante do país os hipermercados, farmácias, etc dizem o contrário. Que país é esse do Pt?

Anônimo disse...

Ao das 18:48

Com certeza não é o meu país.

Anônimo disse...

Um esclarecimento: todo Presidente do TSE é Ministro do STF e acumula as funções.

Ari Zanella disse...

Grato pela informação, Anônimo 18:57

Rosalina de Souza disse...

Prezado Ari Zanella,

Desde que saiu a edição da revista da Previ dando explicações sobre o Empréstimo Simples,nas entrelinhas do discurso barato havia um claro recado a CHAPA 3 e os Assistidos da Previ de que em 2014, as alterações já havia sido feita, com claro apoio dos atuais eleitos.

Pode dizer o que melhor servir de desculpas,mas a CHAPA 3 Previ Livre Forte e de Todos, foi conivente e aceitou covardemente esta alteração feita pela Diretoria Executiva e como também o Conselho Deliberativo, nada fez além de pedido baseado em uma única proposta defendida pelo Conselheiro Carvalho, que apenas alongava o prazo de pagamento,sem novo aumento de limite.

Esta questão do Empréstimo Simples é eleitoreira, baseada em pilares rachados e falidos, pois a logica diz que novos avanços é esbarrado pela formula criada no mandato do Diretor de Seguridade, ES-170 que penaliza os tomadores mais idosos,ficando patente a falta de vontade e o descaso com os mais velhos do PB-1 da Previ.

Falar, mostrar os erros, apontar os caminhos é tarefa inócua, pois todos os eleitos sabe das nossa necessidades e da real situação porque passa a maioria dos Aposentados e Pensionistas da Previ, em especial os do PB-1 que a cada dia aumenta mais a insatisfação com esta e tantas outros administrações que passam pela Previ com síndrome de mentiras e enganação, para garfar o eleitor ingenuo e cheio de esperança de dias bem melhores.

Não acredito em mais nada, para mim tudo esta fora de contexto e fora da verdadeira realidade, e por ter visto a cada ano a piora financeira, nada mais me admira, nem choros nem lamentos, pois a realidade bate a nossa porta todos os dias e em todos os momentos.

Aconselho a todos os seus fieis leitores, pare de chorar, para de se lamuriar, afinal todos ficam sabendo da nossa vida e o resultado tem sido a piora nas negociações a nosso favor, e ao termino de mais um mandato vamos ver quem tinha razão.

Atenciosamente,

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Anônimo disse...

Sr. ARI ZANELLA, gostaria de saber se no caso dos aposentados onde nós estamos contribuindo se não existe a contrapartida do Banco no mesmo valor ???

Ari Zanella disse...

23:22

O Banco só contribui com o pessoal da ativa para formar a reserva matemática. No nosso caso, o Banco não contribui pois nós já estamos recebendo aposentadoria com base na reserva matemática já formada.Tanto que a nossa contribuição é de 4,8% e a do Banco é de 7,8% que nada mais é do que a contrapartida do Banco para a contribuição do pessoal da ativa que também é de 7,8%. É a paridade 1/1.

Ari Zanella disse...

Prezado amigo Carvalho,


Solicito seus préstimos no sentido de iniciar uma proposição no CD da PREVI
com a finalidade de EXTINGUIR as verbas do PAS do Banco do Brasil, do
cálculo da Margem Consignável. Atentar que a verba do PAS, em que pese NÃO
TRANSITAR PELA FOPAG (espelho), apenas o débito em conta-corrente,
INFLUENCIA na MC porque o Banco do Brasil INFORMA DIARIAMENTE à PREVI a
cobrança do PAS.

Resposta do Carvalho:

Caro Ari,
Este assunto está sendo rediscutido no âmbito da Diretoria e nossos eleitos,
com o nosso apoio indireto estão se desdobrando para conseguir avanços e
melhorias.
Acredito que estamos próximos de conseguirmos alguma atenuante para o
empréstimo simples ainda este ano. Estamos acompanhando e ajudando nesta e
em outras lutas que como prevíamos não será nada fácil.
Abraço,
Carvalho.

WILSON LUIZ disse...

Caro Professor Ari,

Acho que está havendo alguma confusão no que se refere às contribuições. A paridade 1/1 de 7.8% é para os funcionários do PREVI Futuro. Os funcionários do PB1 ainda na ativa contribuem com 4,8%, mesmo índice dos aposentados, e o Banco também contribui com o mesmo índice, tanto para os ativos quanto para os aposentados. Sempre foi assim, a não ser que algo tenha mudado recentemente.

Não teria lógica o Banco não contribuir, já que, se ocorrer déficit, nós e o Banco contribuiremos paritariamente.

Vou transmitir nossa dúvida à Diretora Cecília, para ver se ela consegue esclarecer.

Anônimo disse...

Prof Ari,

Uma observação:

A Mirian Fochi e o William Mendes nunca fizeram parte
da "Semente da União",
ambos foram eleitos apoiados pela Contraf-CUT

Anônimo disse...

Ora salvo melhor juizo se nós aposentados contribuimos e este valor o banco não contribui no mesmo valor, deduzo que nossa contribuição contribui para o superavit e que não tem nenhuma logica o banco levar 50% baseado na resolução 26 uma vez que nós aposentados contribuimos com este 4,8% sem contrapartida do Banco. Está tudo errado, nós somos usurpados em dobro: PELA RESOLUÇÃO 26 E POR UMA RESERVA PARA QUAL O BANCO NÃO CONTRIBUI.

Carlos - Rio Pardo(RS) disse...

Sr. Ari - ES - Dúvida -
Quanto ao seu comentário das 23:57, no qual tem a resposta do Carvalho acerca de indagações sobre a exclusão do PAS na MC, pergunto: Podemos ter alguma esperança de melhorias para esse ano?
Pois li que talvez surja alguma atenuante para o ES, ainda neste ano, ou essas palavras do Sr. Carvalho referem-se apenas ao PAS?
Um abraço,Carlos

Ari Zanella disse...

02:14

Obrigado pela informação. Já corrigi no texto.


Ari Zanella disse...

Prezado Carlos,

Baseado na resposta do Carvalho, a minha expectativa é que tenhamos novidades boas ainda neste ano.

blogtreze disse...

Referente resposta do D.D. Dr. Ari Zanella, um caso para TODOS os Participantes:

"O Banco só contribui com o pessoal da ativa para formar a reserva matemática. No nosso caso, o Banco não contribui pois nós já estamos recebendo aposentadoria com base na reserva matemática já formada. "

Em vista do BB não ter recolhido/não recolher a cota patronal em vista das contribuições dos inativos, é motivo suficiente para não ter interesse em suspensão/devolução das contribuições, porque não lhe afeta em nada: não recolheu, não recolhe, não terá restituição.

A propósito, trata-se de EXCELENTE OPORTUNIDADE para colegas esclarecidos (Adaí, Juares & Cia) indicarem o site ou página, ou solicitarem para alguém PRODUZIR um Gráfico/Planilha que contenha os PRINCIPAIS PONTOS e CONSEQUÊNCIAS sobre Períodos de Carência, Data de Implantação e Exigibilidade das Contribuições, suspensão, etc.

Planilha com quesitos que comparem os Principais Regulamentos... 1967, 19XX, 1980, 1997, 2002... informando O QUE VIGIA e PASSOU A VIGER em cada Regulamento.

A maior Injustiça do caso das Contribuições:
- Não Suspensão, na data Aposentadoria - quem pagou 240 meses, recebe menos 240/360!
- Não Suspensão, ou impedimento do Retorno da Cobrança a partir da 360a.

Impasse: como implantar a Cláusula Limite das 360 Contribuições, SEM que imponha-se a RESTITUIÇÃO das Contribuições a partir da 361a. ?

MAUS

Anônimo disse...

Rosalina, voce está coberta de razão, também quero esquecer esses últimos anos e o lenga lenga do ES que não deu em nada, vou parar de ler as notícias , só fazem a gente alimentar esperanças, parece que os colegas aposentados que se acomodam é que estão certos, envelhecemos não servimos mais... descartaram-nos, será que nem a ação cesta alimentação e a dos 30 % consignável nós iremos vencer?espero que a ANAPLAB não nos abandone.

Anônimo disse...

Como aposentado com o orçamento estrangulado, clamo à Previ para suspender as parcelas do Es neste final de ano.

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Caro Mestre: por favor, só PARA EU MORRER DE RAIVA! A PREVI além da CONTRIBUIÇÃO PESSOAL MENSAL, vai agora no 13º SALÁRIO, tal e qual a ETERNAMENTE FALIDA CASSI (volta e meia nós funcionários temos de fazer aportes extras), nos COBRAR uma CONTRIBUIÇÃO PESSOAL ANUAL (VERBA 810) COMO FOI UM DIA NO PASSADO? Muito obrigado.

Anônimo disse...

Caro Srs.,

Como estamos meio perto de partir, vamos fazer a batalha dia a dia contra os que nos esfolam e massacram, com cobrança na justiça de cesta alimentação e outros crimes hediondos contra idosos.

Anônimo disse...

Ari ... me desculpe ... mas preciso falar ...que vergonha ... quanta enganação ...
Nossa mais uma vez fala em mudanças no ES que não ira atingir os mais velhos ... que vergonha ... cansei ... nunca mais voto em chapa nenhuma ... porque na hora de encher meu E-mail de pedidos para votar ... to viva ... na hora de ajudar com o ES ... to morta ... o pior que acreditei na Chapa 3 ... e agora o que faço ... fico esperando a morte chegar???????

Ari Zanella disse...

11:44

Sejamos justos com a chapa 3. O acréscimo de 12 meses temporário foi conquista dos eleitos. Não podemos exigir tudo com mais outros quatro diretores que quase sempre não querem nos dar mais. Penso que os limites estão bons, o problema é o prazo que estrangula a Margem Consignável, onde mora o nosso "calcanhar de Aquiles".
Para complicar, elegemos de novo a mesma situação que nos oprime, com a batida res. 26 que impede melhorias salariais. Esbraveje contra aqueles que votaram na Dilma, no Pimentel, no Lula. Foi o Lula que criou a PREVIC, a rfes. 26, nomeou presidentes do BB que são contra nós, etc. Se a chapa 3 dominasse a PREVI, eu lhe daria total razão em sua reclamação e desespero.

Anônimo disse...

EMÉRITO PROF. ARI

COMPREI UMA CASA FINAN. PELA
PREVI, EM VINTE ANOS, EM SET. DE 2011,
COMPLETOU OS VINTE ANOS, E ATÉ HOJE A
PREVI. DESCONTA NA MINHA FOPAG. A PRES-
TAÇÃO DA CASA, JÁ PASSARAM VINTE E TREIS ANOS E DOIS MESES.
A PREVI., ALEGA SALDO RESIDUAL,
QUE É ANTICONSTITUCIONAL E FERE O CÓDI-
GO DE DEFESA DO CONSUMIDOR,ESTOU PASSANDO FOME COM A FAMÍLIA POR CAUSA
DESSE DESCONTO INDEVIDO QUE A PREVI
FAZ.
AGUARDO SENTENÇA JUDICIAL, QUE
É MUITO LENTA E NÃO CONSIDERA NINGUÉM
DIANTE DE UMA SITUAÇÃO DESSA,
O QUE FAZER PARA SUSTAR ESSE DESCONTO
NA MINHA FOPAG.
SUPLICO SUA AJUDA E DE TODOS
OS COLEGAS QUE NOS ACOMPANHAM.

UM TRÍPLICE ABRAÇO P-TODOS.

Anônimo disse...

COLEGAS

MAIS UMA DELAÇÃO - PETROBRAS: Link público:
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/mais-um-executivo-resolve-colaborar-com-investigacoes-de-operacao-da-pf/

Anônimo disse...

Aposentados,

Diz-se que por vingança darão golpe mortal nos aposentados.
Que golpe seria esse se já estamos defumados há muito pela atual situação?

Anônimo disse...

Colegas, li no Blog da Cecília que para o pessoal do Previ Futuro não há contribuições dos associados e nem do Banco após a aposentadoria.Porque então o PBl, após a 360, a Previ continua cobrando contribuições,sendo que a cláusula alí imposta diz que o funcionário deve contribuir até as 360?Tem coisa errada nisto tudo.Quando nossas contribuições foram suspensas os funcionários do PREVI Futuro(ativa), também tiveram as suas, o que só deveria ocorrer somente após a aposentadoria.Tem coisa errada na PREVI.Os funcis do Previ futuro estão sendo privilegiados.
Lourival

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Será que a PREVI não se digna, agora em NOVEMBRO/2014, nem em elevar em MÍSEROS R$ 5.000,00 (de 145 para 150 mil), essa MULETA FINANCEIRA chamada ES?

Anônimo disse...

Se as contribuições devem ( ou deveriam) continuar, porque criaram o Beneficio Especial de Renda Certa?
Art. 88 - Para todos os participantes aposentados ou que vierem a se aposentar por este Plano de
Benefícios, será calculada renda certa com base no resultado do cálculo realizado sob o seguinte
parâmetro: somatório das contribuições pessoais e patronais excedente à 360ª vertida até o
momento da aposentadoria, ou até 31.12.2006, para participantes que se aposentaram ou
venham a se aposentar após esta data.
Nessa distribuição os beneficiados levaram a parte deles e a do Patrocinador. Até ai não existia a Resolução 26. ( Porque será?)
Alguns receberam, na época, mais de R$ 1.000.000,00.
A caixa preta deveria ser aberta agora.

Rosalina de Souza disse...

Prezado Colega Ari Zanella,

Na sua afirmação aos colega das 11:44,fez justiça aos integrantes da Chapa 3, na liberação de mais 12 parcelas no ES-FLEXIBILIZAÇÃO.

Não havia outro meio de compor o saldo devedor dos mutuários que suspenderam as suas parcelas,entre Janeiro/Março de 2014 ou Abril/Junho de 2014, sem o aumento no prazo.

O limite pelo regulamento estava ultrapassado e a Diretoria Executiva tinha que optar por uma solução que liberou novo credito até 5.000,00 Cinco Mil Reais, beneficiando diretamente a Previ, que recebeu as parcelas em um único pagamento daqueles que optaram por renovar seus empréstimos.

Não houve benefício direto aos Aposentados e Pensionistas e a CHAPA 3 na minha opinião registrou com a aprovação mais uma farsa contra os tomadores de ES.

Quando os números chegaram através da Revista Previ, ficou claro a mentira e a falsidade que a CHAPA 3 vem se propondo a participar direta ou indiretamente.

Estou farta das mentiras e do modus operante que não muda, passados um tempo da posse o discurso mudou completamente, e a verdade esta sendo oculta com promessas vazias e cheia de segredos ocultos para enganar os desesperados por alguma migalha, na esperança de um Final de Ano um Pouco Mais DIGNO.

Não defenda o que não tem defesa, acredito que nem mesmo você, esta contente com os rumos que a chapa tomou depois do acento nas belas cadeiras no palácio de Cristal.

Atenciosamente

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Anônimo disse...

Colega Lourival (04/11/14 16:25)

Pelo que entendi na leitura dos respectivos regulamentos, a diferença consiste no fato de que no Plano 1 o patrocinador, como os participantes e assistidos, também é responsável por eventuais déficits, de modo que as reservas técnicas sempre sejam suficientes para o pagamento dos benefícios definidos. Já no Previ Futuro, por se tratar da modalidade de contribuição definida, então não lhe caberia essa mesma responsabilidade. Daí a não exigencia de pagamento de contribuição por esses assistidos. Eles teriam a reserva técnica individualizada, como se fosse uma conta de poupança.
Salvo melhor juízo.

Luiz Faraco

Anônimo disse...

Colega 16:25,

Não acredito que os colegas da Previ Futuro estejam sendo privilegiados. O banco acabou faz tempo. Os colegas da ativa, pós-98 não recebem nem R$ 2 mil de salário líquido. Imagine, então, quanto será seu benefício-Previ de aposentadoria.

carlos norberto kasper disse...

Prof. Ari,

Sempre que me manifesto de alguma maneira no blog tenho muito receio de cometer alguma injustiça, mas também não durmo tranquilo quando algum assunto me intriga e muito me incomoda antes de conhecer os fatos que envolvem a matéria. Tenha você a absoluta certeza que votei e trabalhei muito pela então chapa 3. Admiro muito o seu trabalho e a incansável luta e trabalho do Medeiros. Havia integrantes que não conheço, caso do Décio. O Carvalho e a Cecilia ........bem deixa para lá ?
Mas sem muitos rodeios gostaria de saber o seguinte: durante o processo eleitoral era contundente o posicionamento de todos contra os elevados honorários mensais e, especialmente, do bônus pago e penso que assegurado para os próximos exercícios. E agora que vários integrantes da chapa 3 tem e terão estes mesmos benefícios tão contestados, já houve alguma manifestação contrária ?

Anônimo disse...

Parabéns Rosalina ... faço minha as suas palavras ... e Ari volto a dizer a mesma coisa se me permite ... to cansada de tudo ... pois os idosos foram esquecidos pela chapa 3 ... e isso não é certo ... na hora do voto estamos vivos ... na hora de melhoras estamos mortos ... li no blog da Cecília que por sinal nunca publica meus comentários ... que pode haver mudanças no ES ... mas que não atingira os mais idosos ... isso me incomodou muito ... não só por mim mas pelo número pequeno de idosos que somos ... onde fica o compromisso assumido com todos (chapa 3 - Previ Livre, forte e de Todos ) melhor mudar isso para Previ Livre, Forte e de Alguns ... pois é isso que tem demonstrado a chapa 3 ... não to no desespero não ... só to lutando pelos meus direitos ... mas não faz mal não... e tem mais uma coisa não votei na Dilma ... votei na chapa 3 ... Você Ari Zanella ... ainda é o único que tem coragem de publicar tudo e de todos ... Obrigada pelo espaço ...Fica com Deus ... e vamos que vamos ... to viva graças a Deus com ou sem ES ... Obrigada

Ari Zanella disse...

Caro Carlos Norberto Kasper,

Obrigado pela sua manifestação. É um direito de todos nós a livre manifestação desde que educamente, como o amigo fez.
Quanto ao bônus (imoral a meu ver), o Carvalho e o Medeiros iniciaram no CD seus votos contrários, obrigando o representante do Banco a usar o voto de Minerva para sua aprovação. As mudanças estatutárias necessárias teriam sido facilitadas se o PT tivesse perdido as eleições. Eu considero a perda das eleições presidenciais mais decisiva para a PREVI do que a inglória luta de uma chapa que venceu as eleições em maio último, porém, está presa às condições que o patrocinador impõe ao nosso fundo. Isto só poderia ter sido mudado com o comando em Brasília - o qual teve o apoio, diga-se de passagem, de grande parte de nossos colegas do BB. Em outras palavras: bônus da diretoria, Resolução 26, reversão de valores ao patrocinador, etc. poderiam ter sido extirpados de nosso convívio pelo voto presidencial, tornando os nossos proventos melhores. Agora aguentemos as consequências de termos reeleito o PT.
Forte abraço.

Em tempo: Mandem seus reclames para o nosso site que já em pleno funcionamento. Ali, você pode, inclusive, direcionar suas perguntas diretamente a quem de direito.
www,previlivre.com.br

Anônimo disse...

Faço meu, o escrito da amiga Rosalina, e digo mais: A maioria dos colegas da ativa votaram na Dilma, um dia eles se aposentarão.

A verdade Sr. Ari, o amigo está lutando, por tirar da MC o PAS do BB, é um paliativo, porque o amigo sabe, que são poucos os colegas aposentados que solicitam o PAS, devido a burocracia, depois que foi centralizado em Brasilia, as agencias tratam mal os aposentados, não informam direito, e muitas vezes remetem dias depois ou, perdem.

Para atingir os colegas, que não conseguiram MC para renovação, a Previ terá que tirar outra verba do cálculo da MC, mas o amigo sabe que com esta gente é vingança em cima de vingança. Veja só: O porque protelaram as novas normas do ES para 31.12.2014, e não para 31.01.2015?

Justiça seja feita, para um número menor poder renovar, pois com o aumento em 20.01. muitos sairão da MC negativa. Portanto amigo Ari a amiga Rosalina está coberta de razão, eu já tirei da minha vida o ES, não tive MC para pagar o estouro do meu saldo devedor do ES, se for para pegar migalhas para acertar a vida da Previ, não estou nem aí, só renovarei o ES se sobrar o razoável para diminuir minhas dívidas ou diminuir as minhas prestações. Coisa que não acredito.
Chega de enrolação e de engano, pois está valendo o bordão "ME ENGANA QUE EU GOSTO" na Previ e nas Afas. Uma boa semana.