BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

terça-feira, 26 de agosto de 2014

CONSELHO DELIBERATIVO

     Eu, você e todo o mundo já sabe da importância do Conselho Deliberativo em qualquer corporação. Na PREVI não é diferente, sendo coadjuvante essencial com relação às decisões tomadas pela diretoria. Só para termos uma ideia basta relembrar que a decisão equivocada da diretoria, em dezembro passado, precisou ter o aval do CD que, infelizmente, nem precisou lançar mão do voto de Minerva posto que nossos eleitos se deixaram passivamente influenciar pelo patrocinador. Com a chegada no CD do Antônio José de Carvalho (titular) e do Medeiros (suplente) já assistimos uma salutar mudança de atitude de parte dos eleitos remanescentes.
     Tenho insistido com o Carvalho e o Medeiros para propormos a volta do BET e a retomada da suspensão das contribuições. Me informa o Carvalho que o primeiro fica fora de cogitação, pelo menos neste ano. O que poderia ser conseguido com maior facilidade, a partir de 01.01.2015 é a volta da suspensão das contribuições. Mesmo porque os resultados estão a demonstrar que a situação da PREVI era momentânea e causada (logicamente) pela renda variável. Certamente os diretores que hoje ainda continuam nos cargos devem estar se descabelando só em pensar na besteira que fizeram ao suspender o BET e fazer voltar as contribuições. Estão certamente arrependidos de seus intempestivos atos que fulminaram com milhares de velhinhos indefesos. Bastaria dosificar o remédio: ou se mantivesse o BET com a volta das contribuições, ou vice-versa. No entanto, predomina a velha história de se achar (o Banco) dono da PREVI e apenas olhar o seu lado, como se o Banco fosse criado somente para cuidar de SEU fundo de pensão, por seu belo patrimônio.
     Acreditamos que a suspensão das contribuições será retomada em janeiro porque beneficia principalmente o patrocinador, é de seu interesse. Porém, sei que a proposta do Carvalho, novamente muito justa, é isentar somente aqueles que já contribuíram com os 360 meses, quer na ativa ou como aposentado.
Se tal proposta lograr êxito, terá sido uma das mais justas já implantadas na PREVI, porque é uma tremenda injustiça muitos terem contribuído, do próprio bolso, com 30, 35 e até 40 anos, enquanto os da ativa atualmente estão a se refestelar com a contribuição vinda dos fundo de reservas. Isto é uma vergonha!
     De sorte que doravante a preocupação maior é derrotar o partido que sabe de tudo sobre a nossa situação, mas que além disso, ainda aparelha as estatais para dela tirar todo o proveito em detrimento de seus verdadeiros donos. Votação maciça na oposição, qualquer que seja. O mais importante é tirar o poder das mãos destes nossos abutres.

79 comentários:

Anônimo disse...

O cartaz diz tudo. NÃO É SENHOR PRESIDENTE DA PREVI E DEMAIS???????????????????????????
Voces não atravessam dificuldades financeiras, mas isto não quer dizer que no futuro não venham tê-las. Se tiverem, lembrem-se de suas atitudes a mando do patrocinador, à frente da PREVI. VOCES NÃO SAO, VOCES ESTÃO DE PRESIDENTE E DIRETORES DA PREVI, AMANHÃ SERÃO IGUAIS A FLORES MURCHAS!!!!

Antonia disse...

Prof. Ari,

Se vamos lutar por suspender pelo menos quem já contribuiu com 360 contribuições,ou seja, 30 anos. Então, teria direito quem entrou no BB de 1984 prá trás, tendo em vista que quando as contribuições estavam suspensas o valor estava sendo depositado proveniente do superavit a que teríamos direito. O que o Sr. acha?

Ari Zanella disse...

Cara Antonia,

A probabilidade de o Banco aceitar esta tese é mínima. Provavelmente ele vai querer a suspensão para todos (inclusive ele, BB).
Nós olhamos a questão da JUSTIÇA, entretanto, se for para beneficiar a TODOS que venha a isenção geral e irrestrita.

Anônimo disse...

Profº Ari,

Essa comprovação de vida junto ao BB para o INSS manter o benefício, será para todos?
Vi no terminal de auto-atendimento que o prazo vai até Dezembro

Grato

Ari Zanella disse...

16:58

Sim, era até o ano passado mas adiaram até o fim deste ano. Eles fazem isso a cada 5 anos. Quem recebe o auxílio do INSS em conta corrente, faz na própria agência com o seu Gerente de Atendimento. Quewm recebe por cartão faz numa agência do INSS.

Anônimo disse...

Eu acho que a isenção das contribuições não deveria ocorrer, só beneficia as altas aposentadorias e o patrocinador, os que estão nos representando sabem disso, mas não adianta, pelo menos não venham com a máxima da hipocrisia de utilizar o termo solidariedade nas ações da PREVI.

Anônimo disse...

Quem acessar seu blog através do Dr.Medeiros, receberá vírus pelo que vi.
Pede-se até que se faça uma inscrição esquisita. Veja lá por favor.

Anônimo disse...



" I N S S FAZ RECENSEAMENTO ANTES DA PRIMAVERA CHEGAR "

Operoso Mestre, o INSS ciente de que a pressão da turma está
alta, trata de antecipar a contagem do rebanho para ver se o
balanço fica no azul. Mas, não precisa "dar na cara" assim,;
despista, gente. Diz que é ´porque o 13° está chegando !!!
Mestre, eu tenho muita dificuldade para falar sobre o bom Gil-
van pois os adjetivos perdem o brilho.Mas, como se diz na Bahia
o "cara é porreta de bom". Um abraço para todos e um lembrete p/
João Rossi : não deixe a bolsa cair, senão os nossos bolsos !!!
Cordialmente,DivanySilveira-SeteLagoas-Minas

Anônimo disse...

Acredito que ao menos UMA VEZ em nossas vidas poderíamos nos dar ar mãos e agir em conjunto, UNIDOS, para botar para fora a corja petista. Claro que não penso que os funcionários incompetentes do BB que se acarrapatam nos sindicatos vão se unir a nós. Mas os que realmente trabalharam no Banco, dia a dia, ano após ano, deveriam seriamente pensar nisso. Não é que o próximo governo será realmente melhor para nós do que este. Mas este que aí está com seus apaniguados levariam a tunda que merecem.

Cláudio Almeida disse...


Prof.

A suspensão das contribuições, para ter algum efeito, deve retroagir a 01.01.2014,com devolução do que foi pago.

Estamos muito longe de 01.01.2015.
Que seja para todos, até para o Banco, mas que seja.

Carvalho, o aperto é agora.

Abraços

Anônimo disse...

Quem tem o benefício INSS integrado à FOPAG/PREVI precisa fazer a comprovação de vida?

Anônimo disse...

Prezado Ari,
Quem recebe o INSS junto com o benefico da Previ,precisa provar alguma coisa...?

WILSON LUIZ disse...

Noto que há muitas dúvidas entre os colegas sobre ser , ou não, necessário aguardar mais três exercícios futuros consecutivos com saldo na reserva especial para revisão do plano de benefícios. Entendo eu que não. A PREVI já cumpre o requisito básico, que é ser superavitária, todo saldo que excede a reserva matemática constitue-se em superávit. No momento, este superávit não cobre o mínimo legal, de 25% da reserva matemática, mas tenho quase certeza que, logo que este percentual estiver coberto, o excedente constituirá reserva especial, que poderá ser utilizada imediatamente para revisão do plano de benefícios. Infelizmente, a distribuição imediata da reserva especial somente será efetuada se houver concordância da PREVI/BB, não havendo acordo, a distribuição será obrigatória após três exercícios. Gostaria que os colegas que não concordam com meu raciocínio expusessem suas razões; a Diretora Cecília, ou o Conselheiro Carvalho poderiam nos informar a posição da diretoria da PREVI sobre o assunto.

Sobre o assunto, pincei alguns parágrafos da resolução 26,


DA DESTINAÇÃO E DA UTILIZAÇÃO DO SUPERÁVIT

CAPÍTULO I

DA RESERVA DE CONTINGÊNCIA E DA RESERVA ESPECIAL

Art. 7° O resultado superavitário do plano de benefícios será destinado à constituição de reserva de contingência, até o limite de 25% (vinte e cinco por cento) do valor das reservas matemáticas, para garantia dos benefícios contratados, em face de eventos futuros e incertos.
Parágrafo único. Para os fins do disposto no caput, serão consideradas as reservas matemáticas atribuíveis aos benefícios cujo valor ou nível seja previamente estabelecido e cujo custeio seja determinado atuarialmente, de forma a assegurar sua concessão e manutenção, bem como àqueles que adquirem característica de benefício definido na fase de concessão.

Art. 8º Após a constituição da reserva de contingência, no montante integral de 25% (vinte e cinco por cento) do valor das reservas matemáticas, os recursos excedentes serão empregados na constituição da reserva especial para a revisão do plano de benefícios.

DA REVISÃO DO PLANO DE BENEFÍCIOS

Seção I

Da Revisão Voluntária e da Revisão Obrigatória

Art. 12. A revisão do plano de benefícios poderá se dar de forma voluntária, a partir da constituição da reserva especial, e será obrigatória após o decurso de três exercícios.
Parágrafo único. A EFPC deverá manter controle dos valores apurados a título de reserva especial em cada exercício.

Art. 13. Na revisão voluntária do plano de benefícios, admite-se a destinação parcial da reserva especial.
Parágrafo único. Na revisão voluntária, a destinação e a utilização da reserva especial oriunda de superávit com causa conjuntural somente deverão ocorrer se estiverem embasadas em parecer atuarial e em estudos que comprovem sua viabilidade e segurança, os quais deverão permanecer na EFPC à disposição da Secretaria de Previdência Complementar - SPC. 5

Art. 14. Deve ser integralmente destinado o valor apurado a título de reserva especial há mais de três exercícios ou, no caso de ter havido revisão voluntária, o seu remanescente.

Ari Zanella disse...

Sim, na própria agência onde mantém a conta, com o Gerente de Atendimento que vai entrar no "Sistema" e regularizar a pendência.

Anônimo disse...

ARREPENDIMENTO?

Não acredito em arrependimento por parte de "cumpanheiros" indicados e treinados pra praticar atos que venham a favorecer o patrocinador.

Talvês, quando chegar a hora derradeira desses "colegas" e a consciência os atormentar, não terão mais a chance de pedir perdão, pois a maioria dos prejudicados - os velhinhos - já terão partido para o andar de cima e ali estão à espera da ascensão desses infelizes para acompanhar o justo julgamento final.

Se quiserem corrigir as injustiças, façam-o agora, enquanto estiverem em seus cargos.


Eis a questão:

Para meia dúzia dêem-se 500 mil gratuítos mais um teto salarial elevado; e para os milhares de colegas restantes, um empréstimo simples impagável, e para consolo, o fim do BET e a contribuição mensal.

A propósito: alguém ainda lembra do ACORDO assinado? É lógico que já está no esquecimento. E é nisso que eles sempre apostam: no ESQUECIMENTO!

Anônimo disse...

Minha conta no BB está paralizada.Preciso procurar o atendimento no BB para fazer a comprovação em vida, já que recebo por ORPAG? Grato Prof. Ari.Lourival.

Anônimo disse...

E as pensionistas que não pagam contribuição? ficarão a ver navios.Não teremos nenhum beneficio. Só me faltava essa. Pensionistas da nossa previ vamos entrar em açâo, vamos gritar e lutar pelos nossos direitos .

Anônimo disse...

Caro Ari.

Somos donos de invejável patrimônio de 170 BILHÕES. Onde contribuimos por vários anos para formação dessa fábula de dinheiro. Portanto, O que a diretoria está fazendo com aposentados e pensionistas é uma verdadeira barbárie. Tenho uma firmã pensionista que está passando por sérias dificuldades financeiras.

Ari Zanella disse...

Lourival,

Nada tem a ver com a movimentação da C/C ou não. Se o teu INSS for creditado junto com a sua Orpag, tens que ir na agência e fazer a comprovação de vida.

rafael campagnoli disse...

REVISÃO DE BENEFÍCIOS - pela leitura dos extratos da Resolução e Estatutos acima, parece claro que em havendo superávit num exercício pode OCORRER A REVISÃO VOLUNTÁRIA ... E se ocorrer 3 exercícios seguidos de superávit aí a REVISÃO É OBRIGATÓRIA! Ou seja, como estamos superavitários, nada impede que comecem VOLUNTARIAMENTE a fazer alguma coisa em nosso benefício. É só querer, é voluntário! e manda deixar os documentos para posterior análise da Previc ! Ou seja, é a coisa mais fácil de fazer, DA MESMA FORMA QUE O DAN E O MARCEL CORTARAM DUMA SÓ VEZ, NUMA VELOCIDADE INCRÍVEL, SEM CONSULTAR NINGUÉM, O BET E MANDARAM RETORNAR AS CONTRIBUIÇÕES ... Eles não são do bem para nós ... só para eles.

Anônimo disse...


Terça-feira , 26 de Agosto de 2014


Executivos da PREVI participam da revisão do Plano Estratégico 2015-2018
Em busca de uma gestão mais ativa, gestores e diretores se reuniram para atualizar a estratégia da PREVI para os próximos quatro anos.


Anônimo disse...

Quanto à suspensão das contribuições levanto as diversas óticas:
a) se a reserva de contingencia for superior aos 25% da reserva matemática, então as contribuições devem ser suspensas, pois caso contrário, como afirmado pelo mestre Edgardo, sua cobrança resultará em maior desequilíbrio do plano (maior superávit);
b) a suspensão deve, neste caso, abranger todos os contribuintes, sejam participantes, assistidos ou o patrocinador; aqui existirá evidente favorecimento aos participantes (ativos), pois receberão benefícios sem que para isso tenham contribuído, porém cumpre-se, neste caso, o princípio de solidariedade previsto em lei;
c) eventual realinhamento de plano deve ser sempre precedido de suspensão das contribuições ou, no mínimo, implementado de forma concomitante;
d) a suspensão de contribuições observando-se a relação 360/360 (aqui sem ligação com o "excesso de superávit") teria como base a analogia à previdência oficial; ou seja, encerrado
o período contributivo previsto, inicia-se o dos benefícios.

Luiz Faraco - Florianópolis-SC

Anônimo disse...

Pro andar de cima ou pro andar de baixo ?
O acordo (?) de 2010 está esquecido porque ninguém quer se lembrar que foram ludibriados, pois foi um referendo aos 7,5 bi do Banco.
Não se pode culpar só o "partido".
O bônus ou a política de remuneração da diretoria -cedidos pelo Banco - existe desde 2005 e foi melhorada em 2008 com a aprovação do Conselho Deliberativo.
Quem eram esses conselheiros ?
Por que votaram pró ?
Aconteceu o voto de minerva ?
Os nomes de ontem são os mesmos de hoje e serão os mesmos amanhã.

Anônimo disse...

Colegas,

Eles os comandados pelo governo, estão de pouco e de muito nos tirando VIDA, pois se não distribuem o imenso patrimônio entre seus participantes estão martirizando os idosos aposentados do plano 1.
Mentem os diretores nababos sobre as condições da Previ em para uns muito para o grande contingente de idosos quase nada.
é distribuição socialista e COMUNISTA.
Na Rússia que era do povo, hoje é dos magnatas, tiraram o dinheiro do POVO para benefício próprio tal qual está sendo feito no Brasil dirigido por falsos distribuidores de renda e salário.
Adeus meus amigos, se Deus quiser estarei em outro plano antes de essa mda acabar.

Anônimo disse...

PROFº
A pesquisa do ibope
parece mostrar que
a ascensão da Marina
não é fogo de palha.
Será que o tucano vai
sobrar nessa disputa(?).
Para reflexão.

Anônimo disse...

Ari e demais colegas,

As melhorias precisam ser urgentes, impossível esperar janeiro/2015.

Vejam o comentário do colega anônimo das 11:39 na postagem anterior, "SINUCA DE BICO".

É puro desespero, e igual a ele têm milhares entre aposentados e pensionistas.
Lydio


ricardo albuquerque disse...

Colegas,
Dois assuntos: 1- A rádio CBN, abrangência nacional, AM, FM OU WEB fará, a partir de hoje, entrevistas com os candidatos à presidente. Os ouvintes podem enviar perguntas. O de hoje é nanico talvez não valha a pena mandar perguntas. Para os que tem chance de vencer, nossas e nossos batalhadores que se interessarem, podem enviar perguntas breves como: se eles estão a par dos desmandos que acontecem na previ neste momento. As perguntas tem que ser pequenas se não, não serão levadas em conta. O site da radio deve ter todas as orientações. 2- Leio todos os jornais, houve época de lia 3 (2 de SP e um do Rio), nunca vi uma declaração deste eminente a favor dos trabalhadores. obrigado pela atenção ricardo

Jeanne disse...

Prof Ari, eu tambem recebo por Orpag e meu beneficio INSS esta junto com o da Previ. como vou saber se preciso de recadastramento ou prova de vida, se ninguem me solicitou nada? Obrigada, Jeanne.

Anônimo disse...

Emérito Professor ZANELLA:


Não sei para que DAN CONRADO e MARCEL BARROS, sob a ficção de que ainda serão os ETERNOS EMPERRADORES da nossa CAIXA DE PREVIDÊNCIA, imbuíram-se da NECESSIDADE IMPERIOSA, que os Gerentes Executivos e a Diretoria da PREVI, devam REVISAR o PLANO ESTRATÉGICO 2015-2018, NESTE MOMENTO, se ambos vão SALTAR FORA AGORA EM 2015? O primeiro pela derrota do Governo nas urnas (em todo o país) e o segundo, que será abandonado pela sua turma, tal e qual navio à deriva, que só é solidária e competente nos momentos de vitória, ficando totalmente isolado, sem amigos ou aliados, SÓ RESTANDO À RENÚNCIA. O que eles querem é COMPROMETER/ENRREDAR IRREMEDIAVELMENTE a parte SAUDÁVEL/APROVEITÁVEL DA PREVI (CHAPA 3). É lamentável esse excesso de cautela, mas nossa confiança e esperança já foram tantas vezes tripudiadas, que é impossível confiar neles, PARA TODO O SEMPRE.

Anônimo disse...

Não se pode baixar a cabeça... Vamos lutar pelo pagamento do BET retroativo a janeiro, e ES 180X180 já! Esperar até janeiro será a derrota de muitos...

Anônimo disse...

Professor Ari, há tempos que pergunto aos meus botões, por que um site tem mais de trezentos seguidores, mas apenas de um só ou dois a postagem é publicada. Seriam os membros restantes todos analfabetos? Ou apenas de um só a postagem passa pela censura?

Sobre as eleições presidenciais tenho um palpite: Se ficar de fora no 2º turno, o PT não vai deixar o eleitor livre para escolher Marina ou Aécio. E por outro lado, para não perder, os dois concorrentes venderão até a alma, inclusive ao Partido dos Trabalhadores. Conclusão: vencendo ou não, individualmente, as eleições, o partido dos terroristas não deixará o governo nem neste ano nem nunca.

Anônimo disse...

Prezado Ari,
Tenho dois filhos que são Gerentes do BB e fui informado que, no caso o pagamento do INSS com convênio, a responsabilidade é da PREVI e não do Banco. Salvo engano, a PREVI ja emitiu nota dispensando tal procedimento.

Anônimo disse...

Prof Ari,
Acabei de falar com a Previ, pelo auto atendimento, sobre cadastramento INSS. Quem recebe por convênio, por enquanto não precisa ser feito. Quem recebe por cartão deverá comparecer na sua agência para efetuar o recadastramento.

Ari Zanella disse...

Grato ao Anônimo 12:38

Fica aí a informação a todos os interessados. Leu Jeanne?

Anônimo disse...

Colega Ari,
Vários colegas, completamente corretos, postulam o fim das contribuições para quem completou 360/360.
Por outro lado, existem os que se aposentaram proporcionalmente e continuaram contribuindo. Exemplo: aposentadoria 1985 proporcional - 300/360
continuou contribuindo por mais 29 anos - ( em 1990 completou 360/360.
Para se fazer justiça, necessário seria realinhar, em primeiro lugar, o Plano.
Não seria esse o tratamento correto?

Anônimo disse...

Caro Dr. Ari, colegas:

Relembrando passado recente:

Notícias da Previ em 25-07-2014 • Empréstimo Simples:
Plano 1: Novas condições do Empréstimo Simples já possibilitaram a liberação de mais de R$ 56 milhões
Nos quatro primeiros dias foram recebidas 5.053 propostas, número 51,3% maior do que no mesmo período após a revisão de novembro de 2013.

É Irrisória a marca de 5.053 renovações alardeadas pela PREVI em JULHO:
Saldo dos Investimentos - ES da PREV em 2013/2014:
R$4.000.000.000,00 / R$100.000,00 = 40.000 mutuários.
5.053 renovações correspondem a apenas 12,50% de mutuários com MC disponível.

Isso é prova que pelo menos 75% dos associados não tem MC por conta do vergonhoso retorno da cobrança de Contribuições... principalmente para os aposentados.
Pergunta que não quer calar: na legislação tributária o Primeiro Mandamento é que para LEGITIMAR qualquer instituição ou majoração de TRIBUTO caracterizado como CONTRIBUIÇÃO, tem que haver FATO GERADOR que seria VALORIZAÇÃO DE ALGUM BEM ou MELHORIA DE SERVIÇOS ... ou ... MAIORES ou NOVOS BENEFÍCIOS !!!
Porque CONTRIBUIR após a aposentadoria se não haverá NOVO Benefício?
A suspensão das Contribuições deveria ocorrer inclusive para que tenha contribuído apenas por 25, 20 ou 15 anos, pois este último receberá benefício da ordem de 180/360...

ESSA É A MAIOR INJUSTIÇA JÁ PRATICADA NA PREVI!

Marcelino MAUS
F6752890

Ari Zanella disse...

12:53

Você está completamente certo. Sabe quem VETA esta proposição já realizada para aposentadoria integral de quem já contribuiu (ativo + aposentado) por mais de 360 meses?
Acertou, ele próprio, o MALDITO patrocinador, mais conhecido como Banco do Brasil. È lógico que ele quer que sobre mais para ele ao final do plano.

Anônimo disse...

O que fazer quando se tem filhos ainda pequenos com fome? e não tendo nada para oferecer, saio pedindo aos vizinhos? tenho chorado muito!
O que fazer quando esse mesmo filho diz chorando para mim: mãe, hoje vai ter papa?
O que fazer se o meu salário que não sobra para nada? tenho pedido a Deus que me leve, pois dessa vida eu estou cansada. Tenho passado vergonha e humilhação perante os meus familiares, pois quando mais jovem, eu dizia que meu falecido ganhava bem. E ganhava sim. Ele dizia que eu iria ficar bem pois eu receberia um seguro e ficaria com uma boa pensão. Sim...recebi o seguro e só deu para pagar ás dividas do meu marido. Não tenho casa própria e assim o meu pequeno salário vai quase todo embora. Tenho lutado muito, e recentemente recebi como "presente a perda do meu braço direito numa moenda e não posso mas trabalhar.

Senhores diretores da Previ, vejam bem o sofrimento por que passo. Revejam a minha, a nossa situação com os olhos do coração. Deixa o BET voltar, por favor!

Apenas um desabafo.

Rosa Maria.

Anônimo disse...

Por outro lado, se recebo benefício proporcional ao período em que contribuí na ativa (x/360), voltando a contribuir, faço jus ao recálculo da minha aposentadoria, computando os meses dessas novas contribuições.


João Rossi Neto disse...

Caro Ari,

Nos atrelaram, pela força do Voto de Minerva, ao sacolejar dos preços das ações, fundos de ações e agora somos obrigados, depois de aposentados, à arrastar as correntes das Bolsas de Valores, ainda bem que os ventos dos cenários externos não estão prejudicando e parece que a recuperação é sustentável.Hoje, às 14:40 hs, a BOVESPA está subindo 2,06% e extrapolou os 61.000 mil pontos.

Essa posição favorável seria suficiente para ensejar o retorno de um BET "Provisório" de 20% e suspensão das contribuições, pelo menos até o mês de abril/15.

Depois disso, com a divulgação do balanço de 2014, lá pelo final de março/15, reunir-se-ia para estudar os números apurados e determinar uma revisão OBRIGATÓRIA nos benefícios, já que últimos 5 exercícios são superavitários (2010/11/12/13/14). Não custa lembrar também que existe a possibilidade de revisão "Voluntária", com apenas um exercício superavitário.

Claro está que tudo vai depender, SEMPRE, da boa vontade ...? da Diretoria Executiva e CD da PREVI. Se acatada essa sugestão os associados receberam oxigênio para sobreviver por algum tempo e talvez um NATAL mais tranquilo e feliz.

Anônimo disse...

Caro Ari,
Faz um tempo que não posto em seu blog, mas é triste ver a situação de vários colegas. Isso era previsível com o fim do Bet e o retorno das contribuições. Afinal, quem pode suportar corte abrupto no salário de 25%?
Ė mister que se faça algo com premência. O mais fácil de se conseguir é o fim das contribuições mensais, principalmente porque beneficia o BB. Assim, sugiro que um dos diretores eleitos coloque o assunto em pauta na próxima reunião. E que o Marcel deixe de ser imprestável e providencie os cálculos. Que essa diretoria faça algo para justificar os R$ 500 mil que receberam. Celio

Anônimo disse...

A DIRETORIA E O CONSELHO DELIBERATIVO PODE VOLTAR TRÁS, BASTA BOA VONTADE POLITICA.

Aposentados e pensionistas recebem diferença.

Conforme abordamos no último Boletim PREVI, o resultado da economia nacional em 2003 surpreendeu a mais otimista das previsões. Esse fato, aliado à boa administração da carteira de investimentos, permitiu que a PREVI projetasse um superávit de cerca de R$ 11 bilhões para o fechamento do exercício.

Com base nesse novo cenário, a Diretoria decidiu então complementar em 10,21% o reajuste de 18% dos benefícios dado em junho de 2003. Tanto naquela ocasião quanto no final do ano, o motivo que norteou a decisão da Diretoria foi um só: a manutenção do equilíbrio do Plano de Benefícios 1. Segundo o Estatuto da PREVI, esse equilíbrio condiciona a concessão ou não do reajuste de benefícios em junho de cada ano.

COMO FOI FEITO O ACERTO
A PREVI efetuou, em 9/2, crédito na conta dos aposentados e pensionistas. Este crédito representou um adiantamento de 60% das diferenças salariais calculadas entre junho de 2003 e janeiro de 2004, relativas à diferença entre os benefícios recebidos e à correção pelo IGP-DI integral.

A partir da folha de pagamento de fevereiro deste ano, todos os associados passaram a receber os benefícios corrigidos pelo IGP-DI integral do período junho de 2002 a maio de 2003, que correspondeu a 30,05%. A diferença sobre os benefícios atuais (que já foram reajustados em 18%) é de 10,21%.

rafael campagnoli disse...

PERDA ABRUPTA DE 25% DOS PROVENTOS A PARTIR DE JANEIRO DE 2014
Todos nós aposentados e pensionistas estamos sofrendo ( ao menos a maioria que conheço ) com a decisão absurda e desumana do Presidente Dan ( ele poderia ter arrastado o assunto, mediante consultas à Previc, BB, ministérios etc ). Sobre isso, EXPERIMENTEM LIGAR NA PREVI E RECLAMEM ... E OUÇAM A DUREZA, FRIEZA E MALDADE DAS RESPOSTAS. Coisa de gente muito má!Com certeza o scripit das respostas vem da área de seguridade!!!

FERNANDO disse...

Prof. Ari, já esta disponível no painel da PREVI, os numeros do segundo trimestre 2014. Ativo líquido aumentou em R$ 1,4 bilhões , como sempre, e o superavit baixa, dado a cálculos atuariais inexplicáveis, subindo a reserva matematica(provisão)em R$ 4,6 bilhões, e superavit baixando. Não entendo mais nada. Colegas morrendo(queda de benefícios), sem aumento de salários). Não sei como chegam a esse número. Fica difícil.

Anônimo disse...

Prezado Ari,

A Bolsa fechou em mais de 61.000 pontos.

Ari Zanella disse...

Fechamento do Ibovespa hoje, dia 27.08.2014, 17:18

1,89% (+) - 60.950 pontos

Ari Zanella disse...

Amigo Fernando,

As revervas correspondem a 25% do Patrimônio líquido, assim, se o PL aumenta, também aumentam as reservas em valores.
É por isso que o Banco faz questão de manter as contas das reservas. Sobrará mais para ele ao final do plano. Diminuir as reservas e distribuir AGORA mais superávit será prejuízo futuro para o BB.
Sinta como estamos amarrados a estes sanguessugas de aposentados.

Paulo Beno, disse...

Caro Prof. Ari e leitores,

Somente as "Reservas/Provisões Matemáticas"-(é a soma atuarial para pagar todos os benefícios dos 117.248 associados do Plano 1)- atingiram em junho de 2014 (2º semestre)R$ 118,866.136 bilhões! corresponde a 84,7% do Total do Ativo Líquido e daria para pagar R$ 1,013.801 BILHÃO para cada um dos 117.248 donos deste Plano de Benefícios Definido (BD), liquidando-o por saldamento, restando ainda uma fortuna estimada em +- R$ 50 BILHÕES para os abutres !

Não foi atingido os 25% regulamentares para a "Reserva de Contingência" -ou Superavit técnico -, chegou a 18% com R$ 21,435,683 BILHÕES !
Faltou uns 7% ou R$ 8,3 BILHÕES. !!!

Fonte:"Painel Informativo" site PREVI.

Anônimo disse...

Prezado Ari,
Sou o mesmo das 12:53.
Se a proposta de realinhamento esbarra no consentimento do Patrocinador, porque não tentar devolução das contribuições realizadas pós aposentadoria PARA TODOS, inclusive aqueles que se aposentaram proporcionalmente e continuaram contribuindo?
Como O Patrocinador autorizou o Renda Certa? Será que ele já sabia quais seriam os felizardos contemplados?

Anônimo disse...

Colega Paulo Beno,
Certamente, o que está representando um peso maior para as provisões matemáticas são as polpudas aposentadorias de uma classe privilegiada.
Essa casta pouco contribuiu, mas pela média das 36 ultimas contribuições.....
A provisão de cada um atinge R$ 585 mil em valores de hoje.(45 mil X 13 )

Carlos - Rio Pardo (RS) disse...

Sr. Ari - Comentários das 12:18h e 12:38h. Também penso como eles quanto ao cadastramento/recadastramento/prova de vida do INSS. O INSS repassa através do convênio o valor para a PREVI, que me paga no contra cheque. Recebo as verbas do INSS e da PREVI, fazem mais de 10 anos e nunca precisei me recadastrar. Creio que não nos encaixamos no caso dos que tem de fazer a prova de vida.
Um abraço e tomara que na reunião do CD da Previ de amanhã, dia 28.08.14, saia algo de bom.
Carlos - Rio Pardo-RS

Anônimo disse...

SR. Ari, noticia em destaque no site dos bancarios de brasilia.
A Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil, a Previ, é o tema da TV Bancários da próxima segunda-feira (1º). O diretor de Seguridade eleito do maior fundo de pensão do país, Marcel Barros, é o convidado para responder às perguntas dos trabalhadores.

O programa será transmitido ao vivo pelo portal bancariosdf.com.br, com links simultâneos pelo Facebook e Twitter do Sindicato, a partir das 19h30. Os bancários interessados já podem enviar suas perguntas para tvbancarios@bancariosdf.com.br. As dúvidas serão respondidas no ar pelo convidado e também pelo presidente do Sindicato, Eduardo Araújo. A apresentação é do jornalista Valdir Borges.

Além de perguntas, os bancários também podem enviar sugestões de temas para os próximos programas, que são exibidos sempre às segundas-feiras. Para assistir à integra das edições anteriores, basta acessar o canal do Sindicato no youtube.com/user/bancariosbsb.

Anônimo disse...

vejam:

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/08/1507019-chefe-do-bb-pagou-multa-para-se-livrar-de-investigacao.shtml

patrimônio ...

Ari Zanella disse...

COLEGAS:


Não custa repetir que na PREVI o Órgão máximo é o Conselho Deliberativo, pois, lamentavelmente, não existe mais o corpo social. Apesar de a gestão ser compartilhada e paritária (Participantes e BB), o Banco comanda as decisões, quando desejar, usando o voto de minerva, por nós condenado, apesar de previsto no Estatuto e na Lei, como ocorreu na aprovação da remuneração variável adicional para Diretores da PREVI, (2011 a 2013), com os votos contrários dos Conselheiros Eleitos, assunto amplamente divulgado. Registramos que os Diretores Eleitos da chapa 3 – PREVI LIVRE, FORTE E DE T ODOS, não participaram da decisão. Não serão beneficiados porque assumiram em junho de 2014.


Os Conselheiros indicados tomaram por base o Convênio de Cessão de Funcionários do Banco assinado em 2010 que está sendo revisado. Os Conselheiros Deliberativos Eleitos defendem que a política de remuneração dos Diretores da PREVI seja desvinculada, pois, o Banco pode mudar os parâmetros a qualquer tempo, a exemplo de 2008 em que os Diretores passaram a ser estatutários e em 2011 quando passaram a receber bônus em ações do Banco, decorrentes de cumprimento de metas de desempenho.


Existem gargalos do passado carentes de soluções com brevidade a exemplo do teto de contribuição/benéficos dos Dirigentes Estatutários, (Banco, Previ e Subsidiárias) que se arrasta desde 2008.


São grandes os desafios. Vamos continuar lutando fielmente ao nosso programa de campanha que será conduzido com paciência, responsabilidade, persistência e determinação. Temos presente a necessidade de construção de agendas positivas (eleitos e indicados), sem radicalismo, buscando decisões equilibradas para proteger o patrimônio da PREVI e melhorias de benefícios aos participantes.


Não estamos parados. Serei flexível como um bambu. Porém, quando necessário serei firme como um Carvalho.


Antonio J. CARVALHO.

BLOG:www.ajccarvalho.com.br - Acesse, adicione, comente, se desejar



Anônimo disse...

Bolsa aos 61.000 pontos

Previ, libere a volta voluntária do BET retroativo à jan/2014

Estamos passando fome

Anônimo disse...

Senhores Diretores da PREVI:

Sugestão em face das postagens recentes no Blog do Ari Zanella:

“Porém, sei que a proposta do Carvalho, novamente muito justa, é isentar somente aqueles que já contribuíram com os 360 meses, quer na ativa ou como aposentado.” (Ari)
"d) a suspensão de contribuições observando-se a relação 360/360 (aqui sem ligação com o "excesso de superávit") teria como base a analogia à previdência oficial; ou seja, encerrado o período contributivo previsto, inicia-se o dos benefícios".
(Luiz Faraco - Florianópolis-SC)

Salvo melhor juízo, acrescento:
O fato que encerra a exigibilidade das Contribuições DEVE/deveria ser a Aposentadoria ou opção equivalente, NÃO NECESSARIAMENTE exigível que se verifiquem 360 meses de contribuição.
A Fórmula do cálculo do CA prevê a proporcionalidade a partir de 15 anos de contribuição: 180/360... 20 anos: 240/360... 30 anos 360/360.
É inadmissível que o BB a PREVI, a QUALQUER TEMPO tenham distorcido uma questão PURAMENTE ARITMÉTICA... implementando contribuições da ordem de 480/360... (40 anos???)
SE o divisor demonstrado nas Simulações do CA no site da PREVI, informando ...MMM/360, o Prazo MÁXIMO é 360 meses há exceção dos que ficam 32 anos... a fórmula seria 384/360? Caso a pensar.
INACREDITÁVEL, IMORAL, ILEGITIMO!!!
Pergunto: após a 361ª. Contribuição o BB também Contribui???
O Patrocinador paga a Cota Patronal da Contribuição a que estão sujeitos os Aposentados? Se não têm mais vínculo com o BB, este não tem porque pagar.
SE NÂO o faz, saibam que essa arrecadação AUMENTOU a formação do Superávit do qual o BB se apropriou em 1997...2002..2008...2012...2013... ufa!
É muito ponto sem nó, começou no Governo Militar, Sarney, Collor... (Delfim&Cia, Zélia), FHC-PSDB, PT, que assaltaram o INSS, PREVI(e outros).
Questões insolúveis. Porém que se resolvam pelo menos os pequenos descasos dos pre 67... Pensões, PP, Isenção da Contribuição 361ª. e seguintes.
Isentar a 361ª. e seguintes? Não!
Há que se Isentar no ato da Aposentadoria.
Quem fica 32 anos no BB engordando o CA, deve continuar contribuindo, pois quem saiu do BB com 20 anos de contribuição recebe Benefícios da ordem de 240/360.
Cobrar Contribuições de Aposentados, que não terão qualquer benefício futuro, significa ENRIQUECIMENTO ILÍCITO do BB, PREVI e demais Participantes que CONTRIBUIRÃO menos que 360 meses, com o MESMO DIREITO a se Aposentar na fórmula 360/360 !
É e sempre foi uma gigantesca ILEGALIDADE qualquer alteração de Regulamento que tragam prejuízos a qualquer Grupo de Associados... PRÉ-67...Aposentados, PÓS-24121997 do PB1 !
A Súmula 288 do TST sacramentou: qualquer alteração das Cláusulas dos Regulamentos dos Fundos de Previdência Privada só tem validade SE MAIS FAVORÁVEIS aos Participantes !
Participantes são somente os Associados/Empregados, NUNCA o Patrocinador.
Não há porque se duvidar da INConstitucionalidade do Resolução CGPC-26/2008.
A Isenção de Contribuições a partir da 361ª. pode ser Decisão Administrativa do CD e Conselheiros?.
Isso geraria direito a devolução das Contribuições?
Penso que não, a suspensão poderia ser homologada pelo CD e Conselheiros com base nos parâmetros de utilização do Suverávit.
Futura Alteração de Regulamento ou ato que for necessário ISENTARIA definitivamente os Aposentados de qualquer Contribuição. É o mais coerente.

Bom dia.

Marcelino Maus
F6752890

Anônimo disse...

EXTRA EXTRA EXTRA

PRESIDENTE DO BANCO DO BRASIL GUARDA 400.000,00( Quatrocentos Mil Reais ) em casa,em especie.

Esta em todos os jornais, sera o pagamento da propina dos diretores indicados para a Previ, pelo recebimento do BÔNUS.

Todos os dias temos mais um escândalo no BB-GULOSO.

Anônimo disse...

Vou votar na MARINA.

Motivo 1: é uma batalhadora que tem novas propostas, seu discurso é CONVERGENTE.

Motivo 2: PSDB e PT são raposas que assaltam o galinheiro há décadas.

Motivo 3: Marina é o nome da minha MÃE, FILHA e Cunhada.

Todos conhecem alguma Marina!

Marcelino MAUS
F6752890

Anônimo disse...

Prof.Ari, Carvalho, Dr.Medeiros,

A situação realmente está difícil.Nunca pensei que ficaria dessa forma contando com a poderosa Previ.Mas o que está me segurando é contar com esse trio que me dá esperança, informações que eu jamais teria e até descontração para fugir um pouco das desgraças.Sem vocês seria muito pior. Agradeço muito pelo grande bem que me fazem.

Henrique Soares disse...

Que tal direcionarmos nossa fé e nossas esperanças em outra direção? - Todos aqui, temos os mesmos propósitos e mesmos objetivos e, não é de hoje... Hoje, já temos até representantes junto a PREVI. E eles, no que se sentem ameaçados? Vai ser sempre assim. Quem nos representa lá dentro pode dormir tranquilo porque sabe que faz lealmente aquilo que estar ao seu alcance. Nós aqui de fora temos que agradecer e muito. Mas nosso armamento não os faz tremerem; seguem cumprindo as leis que os beneficiam. Não é neste país, que as mesmas leis que prendem são as mesmas que soltam? Quem nomeia desembargadores, ministros, Presidente do BB, da Caixa? Nós queremos o que mesmo? Queremos que eles percam um minuto pra ver o que já sabem, pra ver o que é justo, pra ver que cumprindo o que está escrito não lhes causará nenhum prejuízo? - Nunca obtive nada junto a ANABB, nunca obtive nada junto a AAFBB, nem o seguro invalidez. Sou peça nula com muitos menos no meu espelho. Mas o que também me chateia é que não vejo por parte de pessoas inteligentes aqui do blog, as quais não me enquadro, surgirem questionamentos óbvios. Um exemplo teria sido a afirmativa do Sr Dan ter falado em Camboriú que em novembro o ES será revisto novamente, por que essa revisão de agora foi em caráter emergencial... Já que a pergunta óbvia não foi feita a ele, cabe por minha parte uma afirmação: Ou o Sr Dan é sádico, ou sua equipe é muito incompetente.

Anônimo disse...

Amigo Ari.

No Brasil acontece de tudo. Até presidente do Banco do Brasil guardando dinheiro vivo DEBAIXO DO COLCHÃO. Ver essa notícia BOMBA na Folha de S.Paulo de hoje. É por isso que estamos passando por momentos muito difíceis. Ainda bem que o fim do governo PT está próximo. Eles terão que pagar por todos os males que estão nos fazendo (aposentados e pensionistas).

Anônimo disse...

MANCHETE DA FOLHA.COM DE HOJE


Presidente do BB pagou multa
para se livrar da Receita
Evolução do patrimônio de Aldemir Bendine foi alvo de
investigação do fisco; executivo nega haver ilegalidade

Anônimo disse...

Se o presidente não confia em deixar o seu dinheiro no banco que ele preside deve ter seus motivos para proteger seu capital.
Pessoal de banco mete a mão...

Anônimo disse...

O CD pode, sim, rever o retorno do BET. O Bet não foi SUSPENSO? Ou foi encerrado definitivamente?
Se foi suspenso pode voltar, até porque era para ser pago até dezembro/2014.
A situação, hoje, é favorável. O Termo de compromisso deve ser cumprido.

Anônimo disse...

Ao final do exercício de 2014, caso seja o fundo superavitário, haverá novo bônus aos diretores ?
Todos receberão ?
Os eleitos devolverão a "verba" ?

Anônimo disse...

Quanto à ideia de devolução de contribuições, o grupo que foi contemplado com o RENDA CERTA terá pouco a receber. Por esse motivo acho muito difícil a proposta prosperar.

João Rossi Neto disse...

Caro Ari,

Tudo bem que o investidor resgate suas aplicações na Bolsa de Valor, em momento de alta, pois, é um direito seu e decisão pessoal realizar os lucros, sobretudo para se precaver contra eventual queda nos preços das ações.

Quem lida no mercado de capitais, com assiduidade, sabe a hora ideal de entrar e de sair, ou seja, de comprar e de vender as suas ações e ter ganhos.

Tudo isso é correto e legal, são regras basilares para nortear as ações dos investidores. Discordo da divulgação antecipada de orientar a REALIZAÇÃO DOS LUCROS, em redes sociais, uma vez que pode induzir os seguidores desse formador de opinião a fazer maus negócios.

Além disso, sabemos que as vendas para realizar lucros reduzem o montante aplicado e afetam a trajetória de rentabilidade, o que, evidentemente não interessa aos associados da PREVI.

Queremos que o leite ferva e suba com consistência para propiciar novas revisões no PB1.

Por outro lado, as informações negociais divulgadas antes da realização dos negócios, incentivam a revoada dos investidores para desfazer suas posições, o que caracteriza apologia para as vendas, quebrando o cunho de confidencialidade que deve existir nas transações da espécie.

Acho que o colega que defende os interesses dos associados, deve fazer a venda de suas ações em secreto, realizar os seus lucros, porque agindo assim contribuirá melhor para a manutenção da rota de rentabilidade da BOVESPA. Vamos remar todos para o mesmo lado.


Goulart disse...

Por falar em Conselho Deliberativo-CD, hoje, dia 28 de agosto é dia de Reunião do mesmo não é mesmo? Esperamos, aposentados e pensionistas, que haja alguma novidade, para nós aposentados e pensionistas, principalmente, alguns Diretores ja com a conta recheada, do Bonus de 500.000 , retroativo e mais alguma coisa, vamos ver se sobra um pouco de boa vontade de dilatar o prazo do ES, e aumento de limite, por favor colegas, eu lhe peço em meu nome de aposentado e algumas varias pensionistas. Aguardamos, se possivel, NOVIDADES neste sentido. Obrigado aposentado de Cambé-PR, pertinho de Londrina-PR.

rafael campagnoli disse...

ENTREVISTA DO DIRETOR MARCEL NO SINDICATO DE BRASÍLIA NA SEGUNDA FEIRA.
COINCIDÊNCIA OU NÃO, HOJE A MÍDIA INFORMA QUE COMITÊ DA CANDIDATA DILMA CONVOCOU EM TORNO DE 100 ( CEM ) COMISSIONADOS EM INÚMEROS CARGOS DO GOVERNO FEDERAL PARA, IMEDIATAMENTE, PROMOVEREM AÇÕES PARA ALAVANCAR A CANDIDATURA DA ATUAL PRESIDENTE!
ATENÇÃO: SERIA UMA OPORTUNIDADE DE OURO FAZER CHEGAR AO MARCEL AS NOSSAS GRANDES E URGENTES DEMANDAS, PARA ELE "FICAR BEM DE NOVO COM OS APOSENTADOS " E MINIMIZAR A DEBANDADA DE VOTOS NO PT: FIM DAS CONTRIBUIÇÕES, RETORNO DO BET, REVISÃO DOS BENEFÍCIOS, REVISÃO DA RESOLUÇÃO 26 ( PEÇAM PARA O PIMENTEL FAZER UMA OUTRA, REDUZINDO O EXCESSO DE RESERVA ESPECIAL DE 25% PARA 15% ), REALINHAMENTO DO ES PARA 180 MESES COM 6 DE SUSPENSÃO ETC.
AGORA É A HORA ... É COISA VOLUNTÁRIA, É SÓ QUERER ...
AFINAL DE CONTAS, NÃO FOI POR ISSO QUE O MARCEL FOI CONVOCADO?

Anônimo disse...

Colega Marcelino (28/08/14 10:54)

Marina era uma de minhas opções no 2º turno, mas descobri que ela apoia os famigerados Conselhos de Política Social criados por decreto pela Presidente Dilma.
Em sã consciência não vou permitir que conselhos, cujos integrantes são indicados pelo poder executivo, venham a sobrepor suas decisões a dos que forem por mim legalmente eleitos.
Esses conselhos, como todos sabemos, não passam de réplicas dos antigos "soviets".

Luiz Faraco - Florianópolis-SC

rafael campagnoli disse...

Concordo com o Faraco. Mas a estratégia de quem criou a ideia dos conselhos é para prescindir do Congresso! A Marina ganhando a eleição, no meu modo de ver, repetirá a saga de Collor: adorado pelas multidões num primeiro momento, mas depois ficou isolado porque não tinha base de sustentação parlamentar pelo país afora, muito menos no Congresso! A não ser que ela faça coligação com o PSDB e alas do PMDB ... Está-se criando gigante com pés de barro. Como nova política se os políticos continuarão exatamente os mesmos, com exceções inexpressivas? A única chance seria uma constituinte, alterando substancialmente o nosso sistema político, composição das bancadas, gabinetes, proibição de comissionados além de um percentual diminuto etc ... Mas são apenas suposições de um aposentado desesperançado, refém do governo, BB, Previ etc

Anônimo disse...

Ari, segundo o Rafael, 14:41, temos mesmo que aproveitar essa oportunidade, renegociação total dos CDCs Banco do Brasil, todo mundo tem direito. Aposentado, não??? Vamso meter as esporas, o momento é por demais favorável. Agora é a nossa hora. Presidente do Banco do Brasil, guardando dinheiro em casa, candidatos do Pt caindo pelas tabelas. Vamos pra cima a hora do troco é agora ou dá ou descemos. kkkkkkkkkkk

Anônimo disse...


Que vergonha esse presidente do BB.
NÃO ACREDITA EM GUARDAR DINHEIRO NA PRÓPRIA INSTITUIÇÃO, A QUAL PRESIDE.
Mais vergonha ainda é pagar multa, quando diz que é dinheiro "legal".

Henrique Soares disse...

Pronto o Rafael Campagnoli, falou o que eu tinha vontade de dizer, mas não encontrava as palavras. É simples assim, como ele sugere. Quem se atreve a dar o toque no homem?

Anônimo disse...



28/08/2014
às 17:30 \ Política & Cia
Vocês acham normal alguém comprar um imóvel com dinheiro vivo? E guardar grandes somas “em casa”? E se este alguém for o presidente de um banco? E se for o presidente do maior banco do país? Pois bem…

LINK: http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/politica-cia/voces-acham-normal-alguem-comprar-um-imovel-com-dinheiro-vivo-e-guardar-grandes-somas-em-casa-e-se-este-alguem-for-o-presidente-de-um-banco-e-se-for-o-presidente-do-maior-banco-do-pais-pois-be/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+RicardoSetti+%28Ricardo+Setti%29

PRESIDENTE DO BANCO DO BRASIL GUARDANDO DINHEIRO EM CASA?
QUE NEGÓCIO É ESTE?
QUE BELO EXEMPLO PARA O FUNCIONALISMO!!!
PRA QUE BANCO??? ENTÃO???
ALÔ COLEGAS!!! MAIS UMA!!!ISTO É O PRESIDENTE. PODE?????

O LINK PÚBLICO ESTÁ ACIMA.

Anônimo disse...

Os sem teto provocaram aumento na reserva matemática, para garantir o equilíbrio atuarial, e, consequentemente, na reserva de contingência, tornando mais remota a formação de reserva especial, eis que todas são atreladas. O advento dos diretores "com bônus/2011", por sua vez, provocou ajustes da mesma natureza para garantir o equilíbrio financeiro do fundo. Bem, para tentar equacionar a conta, cortaram o BET e reativaram as contribuições, que não foi uma atitude prematura, conforme fora aventado, e, sim, para garantir a pagto. daquele seleto grupo.

Anônimo disse...

Ari,

Café com o conselheiro Consultivo suplente do PB-1.

Sempre na hora do cafezinho surge ideias e propostas.

Nas suas sugestões ao Nosso Historiador e Diretor Marcel J.Barros,ele tem mostrado reação no sentido de melhorar o P-R-A-Z-O dos pagamentos do ES.

Com a chefa mau nas pesquisas, e as cobranças do chapa 3, o home deve ta enfurecido, raivo, tenso, notei que ele emagreceu,sera efeito da pressão do Conselho Consultivo do PB-1.

Mestre conte mais sobre esse tema tão importante para os endividados do PB-1.

Em novembro vem mesmo melhorias reais ou apenas promessas?

Anônimo disse...

Colegas,

Tudo bem, tudo bem, mas qual é a alternativa?

Onde fica a saída? Eleger quem?

Constituinte? Formada por quem? Eleita por quem? Aprovada por quem?

Manoel/PE

Anônimo disse...

Posso estar enganado, mas quando entrei no BB, este presidente não ficaria no cargo + 10 minutos, mas a corrupção em nosso país, hoje, galopa solta. Os dirigentes não tem mais medida para o erro. Há países em que por muito menos, já teriam caçado o mandado desses. Na nossa casa de famílias bem criadas, o primeiro a dar exemplo foi o nosso pai, no país o exemplo deveria ser o mesmo. Vejam o mensalão. Precisa explicar mais alguma coisa. Peço-lhes não anulem, nem votem branco nas próximas eleições, mas votem no menos ruim, já é uma grande ajuda. E nos aposentados do BB, sabemos quem é o menos ruim.