BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

segunda-feira, 31 de março de 2014

GENOÍNO JÁ LEVOU TORTA NA CARA NO EXTERIOR

      Apesar do caso ter ocorrido em 2003, é mais atual do que nunca, com as imagens de vídeo e áudio publicadas no Facebook em alta definição.

https://www.facebook.com/photo.php?v=443895902407444

       Só para sentir o clima no exterior onde há maior politização do que aqui em nosso ordeiro Brasil e ainda bem que aqui todos os políticos são tratados com respeito pelo educado povo brasileiro. O que não é compreensível é que somente agora tomamos conhecimento deste episódio. Por acaso, não foi dado destaque na época em que ocorreu, em 2003. Teria sido abafado para que não fosse divulgado.


  

sexta-feira, 28 de março de 2014

MINAS TAMBÉM É EXEMPLO

Gostaria, se possível, que fosse publicado no blog do Ari Zanella este meu pronunciamento quando da reunião hoje (27.03.2014) de um representante da PREVI com colegas aposentados na A.A.B.B. de Uberlândia(MG).Como fez o colega JOSE BEZERRA RODRIGUES de Salvador(BA).Não havia tantos aposentados como em Salvador mas tínhamos presentes uns 40 colegas de Uberlândia e região.


UM MOMENTO, POR FAVOR, UMA QUESTÃO DE ORDEM

Meu nome é EDUARDO PIVA, matricula no BB 2.746.910-7.
Sou sócio da PREVI, o maior fundo de pensão da America Latina e um dos maiores do mundo, há exatamente 39 anos, 10 meses e 32 dias.
Acredito que muitos colegas gostariam de fazer este pronunciamento que vou fazer agora mas por vários motivos não o fazem.Dedico este pronunciamento a todos os aposentados do BANCO DO BRASIL.
Não me sinto um intruso porque fui formalmente convidado pela PREVI e não estou querendo com isto obter quinze minutos de fama porque a idade não me dá mais esta condição.
1 – São muitos os colegas, espalhados por este Brasil afora, que demonstram inquietude e descontentamento pelo que vem ocorrendo com a nossa PREVI, contando com a complacência e beneplácitos dos dirigentes, tanto pelos escolhidos do REI quanto os nomeados por nós através do voto, que se acovardam e passam pro lado de lá, porque após a eleição tem um mandato garantido com salário polpudo e nós já não representamos mais nada pra eles.Somos uns verdadeiros OTÁRIOS como qualquer eleitor neste país, pra qualquer tipo de eleição.

 A)Transformaram nossa condição de sócios proprietários em meros assistidos e temos que nos conformar com as migalhas que nos empurram goela abaixo sem nenhum respeito as leis vigentes criando a cada dia resoluções que mais lhes convêm.
  B)Estas reuniões são um verdadeiro desperdício de dinheiro, pois a apresentação de resultados deveria ser compilada em relatórios e remetidas para o nosso endereço.Eu acredito pessoalmente, e,não digo isto representando qualquer associação ou partido político, que estes dirigentes fazem um sacrifício muito grande de viajar pelo país se hospedando em bons hotéis e com diárias altíssimas para ver de perto a cara dos PALHAÇOS QUE SOMOS NÓS.
  C)Nos fazem cumprir estas decisões ridículas e malfeitosas sendo que eles não cumprem nada do que deveriam.Decidiram a portas fechadas que não pagariam mais o BET sem apresentar uma explicação plausível e aceitável.Não cumprem o TETO DE BENEFÍCIOS e nos surrupiaram 7,5 BILHÕES DE REAIS do superávit .
  D)Cadê o cidadão MARCELO que foi eleito por nós?Lógico que não veio porque é um covarde.E tantos outros que, na época eu tinha orgulho de falar seus nomes porque éramos sindicalistas em defesa dos funcionários do Banco do Brasil: RICARDO BERZOINI, SERGIO ROSA,PAULO BERNARDO,FERNANDO AMARAL, e o condenado e fugitivo HENRIQUE PIZZOLATO e tantos outros que bandearam pro lado de quem tem a chave do cofre.
 E)Já não nos causam estranheza estes desmandos porque o nosso Governo que já controla o STF porque não controlaria a PREVI favorecendo os amigos como EIKE BATISTA, DANIEL DANTAS, JUNIOR DA JBS e tantos outros que não aparecem nos noticiários policiais.

Finalizando, gostaria de dizer da tristeza que nos dá sabendo que todo este circo que foi montado é patrocinado por nós mesmos os ASSISTIDOS.
E nós, vamos ficar calados?Não, temos que reagir denunciando, alardeando para todos os cantos as barbaridades que fazem com nós, idosos e proprietários da PREVI.
Estamos vivendo um regime de cleptocracia.
CLEPTOCRACIA é um termo de origem grega que significa, literalmente,”Estado governado por ladrões” cujo objetivo é do roubo de capital financeiro de um país e do seu bem comum.A CLEPTOCRACIA ocorre quando uma nação deixa de ser governada por um Estado de Direito imparcial e passa a ser governada pelo poder discricionário de pessoas que tomaram o poder político nos diversos níveis e que conseguem transformar esse poder político em valor econômico por diversos modos.A fase “CLEPTOCRÁTICA” do Estado ocorre na maior parte de sistema público governamental e é capturada por pessoas que praticam “corrupção política”, institucionalizando a corrupção e seus derivados como o “nepotismo”, o “peculato”, de forma que estas ações delitivas ficam impunes, devido a que todos os setores do poder estão corrompidos, desde a “Justiça”, os funcionários da lei e todo o sistema político e econômico.
Tudo isto considerado, me sinto no direito de me ausentar do ambiente, deixando os nossos administradores ou os seus asseclas inteiramente à vontade para venderem as suas ilusões da melhor forma que lhes aprouver.

quarta-feira, 26 de março de 2014

TRÊS MESES DE SOBREVIDA

     Os diretores que não eram favoráveis ao alongamento do prazo, ao que parece foram "convencidos" a dilatá-los por mais três meses e com isso o ES pode continuar suspenso de débito das prestações também em abril, maio e junho. Coincidência com o período eleitoral na CASSI e na PREVI, contudo isso é só um mero detalhe. Prefiro acreditar que a dilatação tenha sido autorizada em função do grave equívoco, cometido por esta mesma diretoria, de suspender o BET e da volta das contribuições.
     Assim, os mais endividados podem respirar com a ajuda deste oxigênio por mais três meses. Não resolve o problema por completo cuja solução definitiva seria ampliar o prazo para 180 meses e igualmente ampliar o valor para 180 mil, posto que, pela limitação da MC com a saída antecipada do BET e com a volta das contribuições, tornou-se inviável alguém tomar sequer os 130 mil atuais.
     No meu caso, faço uso desta prerrogativa e irei canalizar a suspensão para abater meu CDC no BB cujos juros são bem maiores que os cobrados pelo ES.
     Tivesse o nosso fundo de pensão transparência e maiores cuidados para com os idosos sócios do fundo, e portanto, donos do dinheiro, já teria anunciado os seis meses, quiçá um ano, já no início de janeiro.
     Eta diretoria teimosa!...
  

segunda-feira, 24 de março de 2014

POLO PASSIVO ESTÁ PEGANDO

     A Ação Civil Pública ajuizada pela FAABB e associadas contra a Resolução 26, está encontrando obstáculos iniciais no judiciário, como se nota nos despachos do Juiz que pela terceira vez solicita que o polo passivo seja revisto, conforme despacho exarado em 14.03.2014 pelo MM juiz Paulo Ricardo de Souza Cruz. A emenda a inicial foi atendida em 20/03/2014. 



Processo:0006903-80.2014.4.01.3400
Classe:65 - AÇÃO CIVIL PÚBLICA
Vara:2ª VARA FEDERAL
Juiz:PAULO RICARDO DE SOUZA CRUZ
Data de Autuação:30/01/2014
Distribuição:2 - DISTRIBUIÇÃO AUTOMATICA (30/01/2014)
Nº de volumes:
Assunto da Petição:1030600 - INQUÉRITO/PROCESSO/RECURSO ADMINISTRATIVO - ATOS ADMINISTRATIVOS - ADMINISTRATIVO
Observação:DECLARAÇÃO DE QUE A RESOLUÇÃO 26 DO CGPC É ILEGAL POR AUTORIZAR, CONTRA TEXTO EXPRESSO DA LC 109/2001.
Localização:CO12 - CO-01-2
Adv WAGNER GUSMAO REIS JUNIOR (RJ00113677)
DataCodDescriçãoComplemento
20/03/2014 11:08:42210PETICAO / OFICIO / DOCUMENTO: RECEBIDA(O) EM SECRETARIA9263 EMENDA A INICIAL
20/03/2014 11:06:21182INTIMACAO / NOTIFICACAO PELA SECRETARIA: REALIZADA / CERTIFICADA DESPACHOA PETICAO 9263 SUPRE A PUBLICACAO
14/03/2014 13:18:00178INTIMACAO / NOTIFICACAO PELA IMPRENSA: PUBLICACAO REMETIDA IMPRENSA DESPACHO publicação
Intimem-se as autoras para, no prazo de dez dias, sob pena de extinção, promoverem nova emenda da inicial, no tocante à indicação do polo passivo, considerando que o Ministério da Previdência Social não tem personalidade jurídica própria, sendo mero órgão da União.
M2
25/02/2014 15:48:34176INTIMACAO / NOTIFICACAO PELA IMPRENSA: ORDENADA PUBLICACAO DESPACHO
25/02/2014 15:48:28154DEVOLVIDOS C/ DESPACHO
24/02/2014 15:42:35137CONCLUSOS PARA DECISAO
20/02/2014 12:31:07210PETICAO / OFICIO / DOCUMENTO: RECEBIDA(O) EM SECRETARIA43591 EMENDA A INICIAL
20/02/2014 12:29:41182INTIMACAO / NOTIFICACAO PELA SECRETARIA: REALIZADA / CERTIFICADA DESPACHOA PETICAO 4359 SUPRE A PUBLICACAO
03/02/2014 17:17:40176INTIMACAO / NOTIFICACAO PELA IMPRENSA: ORDENADA PUBLICACAO DESPACHO
03/02/2014 17:17:34154DEVOLVIDOS C/ DESPACHO
31/01/2014 15:28:50137CONCLUSOS PARA DECISAO
31/01/2014 15:09:27170INICIAL AUTUADA
31/01/2014 15:09:24218RECEBIDOS EM SECRETARIA
31/01/2014 12:37:44223REMETIDOS VARA PELA DISTRIBUICAO
30/01/2014 12:43:152DISTRIBUICAO AUTOMATICA

sábado, 22 de março de 2014

SÁBADO DE MANIFESTAÇÕES

     A pacata e ordeira Joinville teve neste sábado, dia 22 de março, duas manifestações opostas entre si, uma favorável e outra contra uma possível intervenção militar nos rumos da política brasileira. Os componentes da "Marcha pela Família em Defesa da Vida, da Liberdade e da Democracia contra o Comunismo" que se fixou na Praça da Bandeira (marco zero da cidade); e do outro lado, na Praça Dario Salles (contígua à primeira) o "Ato pela Liberdade - Ditadura nunca mais" que reuniu pessoas de diversas classes sociais.
Houve registro pela imprensa, principalmente do grupo RBS (Globo) conforme o link:
http://anoticia.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2014/03/centro-de-joinville-e-palco-de-duas-marchas-contrarias-na-tarde-deste-sabado-4454207.html
     Não somos de forma alguma favoráveis a golpes. Nossa preferência é o voto democrático. Todavia, temos uma democracia frágil, um povo facilmente manipulado, partidos corruptos, impostos escorchantes, infraestrutura precária, saúde na UTI, educação maquiada e inflação no gatilho armado.
     O que se observa é que o movimento de militares está tomando corpo. Já não são fatos isolados, chegam às praças e talvez, amanhã, às ruas.
     As instituições estão à prova. O poder judiciário não pode macular-se com decisões tendenciosas, como puderam ser percebidas no julgamento dos embargos infringentes do chamado mensalão. O poder legislativo está entregue ao poder executivo, totalmente submisso e sempre aberto às negociatas espúrias.
     Desta forma, nossa democracia está por um fio. A tão proclamada reforma política já deveria ter acontecido, não aconteceu e pode desembocar na foz das insatisfações populares. Menos para os beneficiários do Planalto, os 40% que apoiam a atual presidente, e que de algum modo estão satisfeitos com as benesses recebidas direta ou indiretamente.

PREVI E SUAS MALDADES

     

       Prédio da PREVI no Rio, por fora luxo, por            dentro as satânicas traquinagens.

     Não querendo ser ríspido - e já sendo - somos forçados a reconhecer que nosso fundo de pensão maquina, noite e dia, pacotes de maldades contra seus legítimos donos. A suspensão do BET e a volta das contribuições, totalmente desnecessários, foram tramados desde março de 2013 pelo traidor mor, o BB, pois a partir desta data a Cooperforte já sabia que não poderia renovar o empréstimo lastreado neste benefício. Já estava tudo acertado entre BB e diretoria da PREVI. Aceitaram nos receber na Novembrada para nos "avisar" de algo que já estava decidido. Nos tomaram por criancinhas inocentes, nada atenderam de nossas reivindicações, riram de nós pelas costas...
     A reação do brilhante colega Bezerra em Salvador - BA, na apresentação de resultados (que resultados? houve déficit ou superávit? corte de 25% nos vencimentos deveria ter "apresentação de resultados"?) foi um marco em nossa nova maneira de se manifestar. Ninguém deve dar mais ouvidos a esta tropa satânica. Só fazem nos prejudicar e ainda posam de "bonzinhos" querendo nos dizer "apesar da conjuntura mundial desfavorável, o PB1 deu lucro de mais de 3 bilhões", não enfatizam que nós, os verdadeiros donos deste plano mal administrado, arcamos com prejuízos de 25%. Isto não falam estes abutres. E todos devem saber que toda esta conjuntura passa pelos avais de Lula e Dilma, na execução do Ministério da Fazenda. Não é mais possível suportar essa invasão herética do governo que impõe sua vontade à revelia dos verdadeiros donos. O BET não seria extinto se não tivesse a PETROBRAS sido tão dilapidada pelo governo Dilma desde os tempos em que era conselheira da empresa. E também a VALE, quando por ingerência do MF e dos conselheiros de administração, concordou em pagar, sem qualquer contestação, valores de impostos do REFIS, de 6 bilhões a vista! Nestas duas empresas a PREVI tem grandes participações acionárias.
     Todas essas mazelas não são ditas nas tais "apresentações de resultados". Ficam escondidas dos donos da PREVI. Minha sugestão é que ninguém compareça a estas apresentações, deixem que vendam o seu peixe a poucos, melhor assim.

DELENDA CARTHAGO - QUEM NÃO REAGE AO ASSALTO, DELE FICA REFÉM. A PREVI DE HÁ MUITO FOI TOMADA DE ASSALTO!

sexta-feira, 21 de março de 2014

CURTO E GROSSO

Esta definição petista atribuída ao Roberto Campos não tem papas na língua: é clara, objetiva e cristalina. Que me perdoem aqueles que defendem os governos Lula e Dilma.
       Classe média brasileira é a mais prejudicada pela dupla


Roberto Campos fez um diagnóstico preciso da
árvore genealógica da esquerda,
ao afirmar que:

Trata-se de filhos de Marx numa transa adúltera com a Coca-Cola”.

e prossegue:

“Somente isso pode explicar a esquizofrenia de nossos artistas e intelectuais de esquerda,
que admiram o socialismo,   mas adoram também três coisas que só o capitalismo sabe dar:
 
“Bons cachês em moeda forte,  
ausência de censura e consumismo burguês”.

NA MOSCA !

Roberto Campos, grande economista, foi embaixador, ministro, senador e deputado.


Genial: O QUE É O PT, para ROBERTO CAMPOS:

Querem governar como Lenin , mas  VIVEM  como o banqueiro Rockfeller!


"O PT é o partido dos trabalhadores que não trabalham, dos estudantes que não estudam e dos intelectuais que não pensam".

" Grande parte dos que defendem o PT,
 mamam nos cabides de emprego da mãe Pátriaporque do trabalho sério..... eles fogem"

quarta-feira, 19 de março de 2014

VALEU MESMO, BEZERRA!!!

Esta foto, maquiada e editada, se assemelha às apresentações dos resultados da PREVI.  Em Salvador (BA),  o colega Bezerra desmascarou-as.


O blog do Ari Zanella se alia aos demais blogues para divulgar este grande feito de nosso amigo baiano José Bezerra Rodrigues, a quem agradecemos pela coragem e pelo alto grau de arrojamento.


Queridos(as) colegas e amigos(as)

Há poucos instantes enderecei um e-mail para alguns amigos/as, comentando sobre a reunião de PREVI, realizada hoje aqui em Salvador(BA), quando muitos que por certo gostariam de estar presentes, não o fazendo  por qualquer  motivo,  contudo omiti dados que julgo de  grande valia, para efeito de uma análise criteriosa sobre o tema.

 Trata-se do seguinte:

A) - Antes da reunião foi servido um excelente desjejum, pagos por nós, na qualidade de verdadeiros donos da PREVI;

B) - o auditório escolhido, diga-se por sinal de muito bom gosto,  estava simplesmente lotado, contando nunca menos com 200 pessoas e 

C) - após a minha fala, saiu comigo, a quase totalidade dos presentes, ficando apenas "UMA MEIA DÚZIA DE TRÊS OU QUATRO", quem sabe até para fazer as honras da casa, na qualidade de baianos sempre hospitaleiros que são.


Cordialmente, BEZERRA

******************************************************
Meu caro e prezado amigo Carvalho,

Como não sendo candidato a nada e nem tendo pretenções para tal, pode BOTAR A BOCA NO TROMBONE, distribuindo a rodo, a íntegra do meu singelo pronunciamento de hoje, mas que traduz todo o meu sentimento, além de outras mazelas,  ser taxado pelos meus administradores da PREVI, de quem sou um dos SÓCIOS, há mais de 20.800 dias,  de simplesmente  "assistido".O  Aurélio nos ensina  que esta pecha é o mesmo que "SOCORRIDDO". Senti o   meu coração apunhalado, ao ponto de notarem  o TIC-TAC, acelerado do  mesmo, como que ao invés de liberar gotas de sangues, soltava verdadeiros jatos de plasma e glóbulos vermelho e branco, como que  conduzindo maior quatidade daquela matéria nutritiva e oxigênio ao meu corpo. 
Abraços, BEZERRA.

******************************************************

UM MOMENTO, POR FAVOR, UMA QUESTÃO DE ORDEM

Meu nome é José Bezerra Rodrigues – matrícula no BB – 5.320.820-X.

Do alto dos meus 78 anos de idade, dos quais 20.836 dias, como sócio da PREVI e há pouco tempo integrante do grupo “Meia Dúzia de Três ou Quatro”, guardando na sua nomenclatura inicial, se tratar de coisa raquítica, mas que pode ser amanhã um fiel da balança, quem sabe?

1 - São muitos os colegas, espalhados por este Brasil afora, que demonstram inquietude e descontentamento pelo que vem ocorrendo com a nossa PREVI, contando com a complacência e beneplácito dos dirigentes, tanto pelos escolhidos do rei, quanto os nomeados por nós, através do voto, que não estão sabendo honrar a outorga. Vejamos:

A) Transformaram nossa condição de associados, que é o mesmo que sócios, em meros assistidos. Segundo o Aurélio, assistidos é o mesmo que socorridos. Socorridos coisa nenhuma, nós somos os legítimos e verdadeiros donos da PREVI.
B) Em eventos como este, gostaríamos, isto sim, na qualidade de sócios, não apenas engolir de goela abaixo, a apresentação de uma peça pronta e acabada, quase sempre ricamente encadernada e cheia de gráficos bem elaborados, porém discutir esses balanços, ainda na forma de rascunho, quando poderíamos questioná-los, pedir esclarecimentos e apresentar sugestões, para posteriormente serem fechados e publicados; será que agora não estamos fazendo apenas o papel de inocentes úteis, permitindo que saiam por aí apregoando, para Deus e o mundo de que os sócios da PREVI tomaram prévio conhecimento daquilo que poderíamos qualificar como malfeito?;
C) Permitiram, ao arrepio da lei, que uma simples resolução alterasse sua legitimidade, dando uma de João Sem Braço;
D) Esqueceram que os estatutos de uma sociedade, é uma lei orgânica que expressa formalmente os princípios que remem a mesma, razão pela qual, não podendo, nem mesmo o rei, macular esta assertiva. Corre a boca pequena, que o tal Teto de Benefícios, pode ser elevado a patamar comprometedor e danoso as finanças do nosso fundo de pensão, estendendo também estas benesses aos dirigentes da PREVI, que podem se acovardar e fingir que estão com os olhos fechados, diante de tamanha anomalia;
E) Permitiram que conselheiros, que têm a função pura e tão somente de aconselhar, referendassem, a mando de quem quer que seja, dispensa do pagamento de mensalidades, tanto do chamado patrocinador, quanto do pessoal da ativa, uma vez que as mesmas se destinariam à formação de um fundo de reserva para ser utilizado quando das futuras aposentadorias, evitando assim subtrair dos recursos suadamente pagos pelos colegas que o fizeram ao longo de muitos e muitos anos. Quem executa um comando errado, se responsabiliza pelas conseqüências, tanto civil, com criminalmente, correndo às suas expensas, os gastos com o processo. Quem pariu Mateus que o embale.

2 – Temos bem presente de que esses desmandos se passaram diante dos nossos olhos, sem que saíssemos da letargia, alimentando o saudosismo em pensar que o compreensivo empregador de outrora, seja o mesmo ganancioso de agora; b) – Que boa parte, se não a totalidade dos dirigentes da PREVI, escolhidos por nós através do voto, se deixaram picar pela mosca azul do poder, preferindo se ombrear com os escolhidos do rei, em detrimento dos legítimos e sadios interesses de seus eleitores, sempre esbanjando boa fé. Eleições vêm aí, quando poderemos corrigir falhas do passado e alterar fumos para o futuro.

3 – Já estão apregoando aos quatro cantos, de que quem decide as eleições da PREVI, são os colegas da ativa, que quase sempre votam sob pressão, chegando próximo a assédio moral, pois com renitência fica estampada na tela do computador de trabalho de cada qual, a expressão “Você ainda não votou”. Irritados, mas não subjugados, os pobres coitados dos funcionários, que até para se verem livres da infernização, devem ter engrossado o caldo da coluna dos 18 mil insatisfeitos da última eleição, que votaram em branco ou anularam o voto. Não perdem por esperar, pois quem ainda está vivo, não está morto.

4 – Na oportunidade queremos agradecer à empresa que nos brindou com este excelente desjejum, com quitutes tão deliciosos, que não temos por hábito saboreá-los com frequência, mas deixando claro que fomos nós aqui presentes, verdadeiros donos da PREVI, que patrocinamos o evento, encarregando os nossos administradores de fazê-lo.

5 – Tudo isto considerado, me sinto no direito de meu ausentar do ambiente, deixando os nossos administradores, inteiramente à vontade, para venderem o seu peixe, da forma melhor que lhes aprouver. Obrigado.

Salvador (BA), 19/03/2014
José Bezerra Rodrigues

segunda-feira, 17 de março de 2014

MAYDAY DO CARVALHO

COLEGAS:
Abaixo, sugestões que enviei à PREVI, para amenizar a situação financeira de milhares de colegas,  pela extinção antecipada do BET. Os Dirigentes dizem que estão sensíveis, mas o discurso não  corresponde à prática. Enquanto isto, estamos no final de março sem a implantação do Teto de Benefícios para os Dirigentes Estatutários do Banco, da Previ e das Subsidiárias, descumprindo determinações do Órgão Regulador.

Antonio J. CARVALHO

Acesse e adicione o BLOG DO CARVALHO clicando em : www.ajccarvalho.com.br


“Senhores Presidentes da Diretoria Executiva e do Conselho Deliberativo
Senhores Diretores e Conselheiros e Deliberativos:

1 - No dia 7 de janeiro enviei mensagem solicitando a continuidade do BET. Nas justificativas citei a Resolução 13 do CNPC – Conselho Nacional de Previdência Complementar - de 4/11/2013.  Outros 9.702 assistidos, relação anexa, fizeram solicitações semelhantes. Não houve resposta.
2 – Sei que a PREVI solicitou autorização para os funcionários da ativa usarem o saldo individual do BET para pagamento das contribuições. Porém, para os aposentados e pensionistas a PREVI limitou-se a suspender o pagamento das prestações dos empréstimos simples por 90 dias. O Banco não é beneficiário, mas, usa recursos do BET repassados por força da abusiva resolução CGPC 26/2008, contabilizado em fundos previdenciais, da forma que lhe convém. Esta prática não é de hoje.
3 - Diante da angustia de milhares de aposentados e pensionistas, proponho solicitar aos Órgãos Reguladores autorização para pagamento do BET até dezembro de 2014, conforme acordado em 2010, com base, por analogia, nos princípios da referida resolução 13 do CNPC, que concedeu prazos aos fundos de pensão deficitários para equacionar déficits, sem onerar os participantes. Conforme admitido pela PREVI, ABRAPP e analistas, 2013 foi um ano atípico. Diante da conjuntura adversa os fundos de pensão registraram resultados pífios. Mesmo assim, a PREVI registrou um superávit técnico de R$ 24,7 bilhões, equivalente a 22% das reservas matemáticas, valor este destinado à reservas de contingência.  A lei 109/2001 admite destinar até 25% da reserva matemática para compor a reserva de contingência. A PREVI optou por cumprir a abusiva resolução 26, questionada na Justiça e no Senado pelo PDS 275/2012. Ressalto que o Banco não assumiu o BET dos pré-67, cerca de R$ 2 bilhões, conforme acordo de 1997.
4 – Em sendo negada a continuidade do BET, proponho a concessão de empréstimo especial, independente do empréstimo simples, equivalente a 12 parcelas mensais do BET, para pagamento em 120 meses, a partir de janeiro de 2015, corrigido pelo INPC mais meta atuarial.  Citamos como exemplo: Um aposentado que recebia R$ 1.000,00 de BET se desejar, teria um empréstimo especial de R$ 12.000,00 (R$ 1.000,00 X 12 meses). A prestação nominal a partir de janeiro de 2015 seria de R$ 100,00. Ressalto que se todos utilizassem este tipo de empréstimo, o desembolso total da PREVI seria em torno de R$ 120 milhões, ou seja, 4,8% do superávit registrado em dezembro de 2013, o que não colocaria o plano em risco. Ademais, com a volta das contribuições houve aumento no fluxo de caixa para honrar compromissos junto aos assistidos.

Atenciosamente,

Antonio Jose de Carvalho – Matrícula: 0.983.371-4

DIRETORIA EM SINTONIA

     A diretoria da PREVI trabalha em perfeita sintonia...com o patrocinador! O sindicalista Marcel Barros trabalha de costas para os aposentados e pensionistas, aliado aos outros dois "faz-de-conta" que representamos os aposentados, de sorte que se explica o porquê de o voto de qualidade quase nunca ter sido utilizado.
     A mais nova surpresa no assim chamado ataque de maldades contra os velhinhos e pensionistas foi a proibição de utilizarmos a via da OrPag (Ordem de Pagamento) para créditos de proventos da PREVI. Antes foi a cobrança judicial da Cesta Alimentação, em flagrante desrespeito ao caráter alimentar da cesta. Já na virada do ano foi a intempestiva e desnecessária suspensão do último ano do BET, aliado à vingança do BB pedindo a volta das contribuições, ferrando todos os aposentados posto que ele, BB, vai utilizar para "pagar" sua parte, do dinheiro subtraído ilegalmente do BET. Aliás, se colocado no fiel da balança, o banco retirou muito mais da PREVI do que aplicou nela.
     A solução de tudo pode surgir nas eleições de 05 de outubro. O PMDB será o fiel da balança. Se ele resolver terminar com a festa petista, rachando a base aliada, poderemos ter novos tempos para o Brasil. Sem golpe militar, sem ditadura, o PT precisa ser defenestrado pelo voto! O próprio PMDB pode lançar candidato próprio ou apoiar alguém probo e que tenha na justiça seu principal pilar. Contudo, o primeiro passo será afastar do partido elementos perniciosos que insistem em prejudicar o Brasil, exemplo claro José Sarney. Afastar os medalhões da velha república, incluindo Collor de Mello, Renan Calheiros, e todos os mensaleiros tanto do PT como do PSDB e de outros partidos. Lula/Dilma também devem ser colocados no olho da rua. Mas, pelo voto. A arma mais poderosa que temos nas mãos. Acordem todos os que amam esta grande nação. Antes que seja tarde demais!
DELENDA CARTHAGO - SÓ A BANDA BOA DO PMDB PODE MANTER O BRASIL NA DEMOCRACIA, DEIXANDO DE APOIAR O PT.
DITADURA NUNCA MAIS!

sexta-feira, 14 de março de 2014

FIM DA ORPAG COMO MEIO DE RECEBER SALÁRIO?

     Recebo, incrédulo, esta informação do colega Lourival. Será que o Bacen também aderiu à recuperação de créditos dos bancos?



Prof.Ari,

Acabo de receber correspondência da PREVI dizendo que por exigência do Bacen o BB deixará de prestar os serviços de pagamento de benefícios por ORPAG, a partir de abril/14.
Dizem também que efeturão o crédito dos proventos de abril na conta corrente.Se isto acontecer já em abril, além de perder o os proventos por conta dos CDCs naquela agência, vamos perder também o 13 salário.A Previ diz ainda que caso não queira receber os proventos na conta corrente cadastrada em seu sistema, é para informar a nova conta corrente e agência mantida no BB para crédito.
Diz também que a Resolução 3.402, do Conselho Monetário Nacional garante o direito à abertura de conta não movimentável por cheques sem cobrança de tarifas e ainda faculta a transferências dos proventos na mesma titularidade em outra Instituição Financeira com disponibilidade no mesmo dia.Estou tentando conversar com a PREVI para saber como proceder.Eu acho que mesmo que a gente abra outra conta o BB vai abocanhar a parte dele no CDC. Esta história está mal contada. Já nem durmo direito com a falta de dinheiro por causa da retirada do BET e agora mais essa.Acabo de falar na PREVI e disseram que nada podem fazer.Se eu abrir nova conta no BB, creio que eles vão retirar a parte deles do CDC. Não vou receber nada.E agora José.
Vai chover reclamações nesse blog a respeito disso.Já comecei a ficar preocupado.


Lourival

quinta-feira, 13 de março de 2014

ES - SUSPENSÃO POR MAIS TEMPO

     

     Em resposta a uma indagação de nosso colega Jorge Teixeira, o Jorjão, a PREVI não confirmou nem descartou tal medida, ressaltando que a questão está em análise da equipe que assessora o poder decisório. Pelo visto, a decisão será técnica, sem o viés político do pleito. Analisem bem o que se pode ler nas entrelinhas do texto, inclusive com dados estatísticos.

Senhor Jorge Antonio,

Registramos o recebimento de sua solicitaçăo de informaçăo datada de 18.02.2014.

Em atençăo ao seu pleito, temos a informar que ainda năo foi definida pela PREVI a continuidade ou năo da medida adotada em janeiro de 2014, com relaçăo à suspensăo da cobrança das prestaçőes de Empréstimo Simples.

É importante ter claro que diversos fatores precisam ser analisados, tais como:
- manutençăo do equilíbrio dos saldos devedores dos contratos, evitando endividamento excessivo dos associados;
- retorno mínimo exigido pelas normas estabelecidas pelo órgăo fiscalizador;
- garantia da perenidade do produto através da manutençăo de suas bases, a fim de que năo sejam comprometidos limites, prazos e outras características
das modalidades disponíveis aos associados dos Planos de Benefícios.

Informamos ainda que a Carteira de Empréstimo Simples possui 70.201 contratos, sendo que 24.356 mutuários manifestaram pelo desejo de suspender
a cobrança das prestaçőes de jan/fev/mar/2014.

Atenciosamente,

ANNA RAMOS
Geręncia de Atendimento
PREVI

terça-feira, 11 de março de 2014

MAIS VALIOSO DO QUE O OURO

Esse assunto diz respeito a todos nós.





VALE A PENA GASTAR 9 MINUTOS PARA ASSISTIR:


Veja o vídeo todo.
Assistam e divulguem,excelente abordagem.E ainda  temos tambem uma jazida de diamantes aflorada no estado de Rondonia maior que a da Africa do Sul na mesma situação.

     Um verdadeiro absurdo! Se o brasileiro pode viver bem melhor, como um país de primeiro mundo, apenas com a intervenção do governo brasileiro na administração deste metal, o nióbio, do qual detemos 98% das reservas mundiais, não se entende porque deixamos de "trabalhar" este precioso elemento. Houve no passado, um depoimento de alguém indiciado em que dizia que o mensaleiro José Dirceu ganhava muito dinheiro com o nióbio. É muito estranho que a Central de Inteligência do governo, nem o Exército brasileiro nada fazem para tomar posse do que é nosso, deixando que outros países explorem esta riqueza valiosíssima.
     O Diário do Nordeste, de Fortaleza, publicou em 30.09.2012 uma Carta do leitor José Batista Pinheiro, a seguir reproduzida:

"Somos grandes milionários bafejados pela natureza, todavia, ainda não nos apercebemos disso. O nosso nióbio é um metal mais precioso do que o ouro, pois sem ele as ligas super-resistentes não existiriam para fabricar os foguetes interplanetários, satélites, turbinas para motores a jato, mísseis, centrais elétricas, super aços, armamentos e outros produtos estratégicos. Assim o são em qualquer país do mundo. O Canadá detém a mixaria de 2% das reservas mundiais conhecidas, enquanto o Brasil possui 98% das reservas mundiais conhecidas. No Brasil, as reservas estão no Amazonas, no município de São Gabriel da Cachoeira, e em Roraima, na reserva indígena "Raposa do sol", sendo este o real motivo das constantes demarcações de terras desta reserva, sem a presença do povo brasileiro não índio, para total liberdade das ONGs internacionais e mineradoras estrangeiras. Há fortes indícios que a própria FUNAI esteja envolvida no contrabando do nióbio usando índios para envio do minério à Guiana inglesa e dali aos Estados Unidos, Europa e Ásia. Quem dita os preços deste valoroso e estratégico minério é a Inglaterra que nada produz. O Brasil apenas assiste a banda passar. A reserva do morro dos seis lagos, em São Gabriel da Cachoeira, no estado do Amazonas, é conhecida desde os anos 80, mas o governo federal nunca a explorou oficialmente, deixando, assim, o contrabando fluir livremente num "acordo" entre a presidência da república e os países consumidores, oficializando assim o roubo de divisas do Brasil. Embora ricos em potencial, nosso povo ainda passa sede e fome."

DELENDA CARTHAGO - PAÍS RICO É PAÍS QUE SABE EXPLORAR SEUS RECURSOS MINERAIS EM PROL DO SEU POVO E DE SUA GENTE.

domingo, 9 de março de 2014

TE CUIDA COM O FERRAÇO, PIMENTEL!

Associações querem suspender devolução de superávit a patrocinadora de fundo de pensão


Gorette Brandão

Os fundos de pensão podem ficar isentos da obrigação de restituir parte de seus superávits às patrocinadoras, denominação para as empresas, entidades públicas ou de classe que fundam o plano de previdência e contribuem para a formação das reservas. Uma sugestão propondo decreto legislativo para sustar dispositivos de portaria do antigo Conselho de Gestão da Previdência Complementar que permite a devolução está pronta para exame na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).
Encaminhada ao Senado pela União Nacional das Associações de Participantes das Entidades Fechadas de Previdência Privada (Unidas), a sugestão (SUG 4/2012) foi examinada pelo senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), que se manifestou favorável ao pleito. Assim, ele juntou ao relatório a redação de um projeto de decreto legislativo para suspender as disposições de resolução do Conselho de Gestão da Previdência Complementar (Resolução CGPC 26/2008) a respeito da apuração do resultado e da utilização de superávit dos planos de benefícios de entidades fechadas de previdência.
Ferraço acolheu ainda pedido da Unidas para que o tema seja debatido em audiência pública na CDH. A entidade sugere a participação de representantes do governo, inclusive da atual Superintendência de Previdência Complementar (Previc), autarquia do Ministério da Previdência responsável pela supervisão e fiscalização dos fundos de pensão, além de juristas e de dirigentes de seus associados.
Questão judicial
Para o relator, de fato motivam polêmica os atos normativos que, dentro de certas condições, permitem a devolução dos recursos. Depois de observar que a Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil também apresentou e protocolou sugestão de decreto legislativo (SUG 05/2012) com a mesma finalidade, ele observou que a questão já foi objeto de ações no Poder Judiciário, ainda sem decisão.
De acordo com o relator, o marco legal da previdência complementar, a Lei Complementar 109/2001, determina a revisão obrigatória dos planos de benefício, caso não seja utilizada a reserva especial por três exercícios consecutivos. “Para as partes que protestam contra a referida resolução, o conceito de revisão de plano aplica-se apenas à revisão das contribuições, de premissas atuarias e de benefícios, não implicando qualquer devolução de valores às patrocinadoras”, salienta Ferraço.
Na visão da Unidas, a portaria em questão “inovou” em relação à  Lei Complementar 109, um entendimento que Ferraço compartilha. A seu ver, diante da impossibilidade de abranger especificidades e responder a aspectos mais dinâmicos da realidade, o legislador cada vez mais trata apenas das regras e princípios mais gerais nas leis elaboradas. Segundo ele, isso aconteceu no caso da lei em questão, que trata de tema complexo. No entanto, como ressalva, a tendência de se deixar uma quantidade progressivamente maior de normas regulamentadoras a cargo das agências governamentais “não pode, jamais, propiciar o abuso de poder discricionário”.
Proposta antecedente
Ferraço destacou que já tramita no Senado um projeto de decreto legislativo (PDL 275/2012), do senador Paulo Bauer (PSDB-SC), que aborda a questão do superávit de forma idêntica à proposta da Unidas. Por se tratar agora de uma solução legislativa demandada por meio de manifestação direta da sociedade, ele disse que julgou por bem acatar, pois entende que vem reforçar a iniciativa precedente do colega.
De todo modo, Ferraço disse que optou por sugerir aprimoramentos na proposta recebida, no sentido de focar a questão principal, a suspensão apenas dos dois artigos que tratavam da hipótese de devolução do superávit (20 e 25), contidos na Resolução 26, de 2008. Outros dispositivos que a Unidas pretendia também derrubar foram mantidos pelo senador, por entender que esses se coadunam com a legislação e não põem em risco os direitos dos participantes e assistidos pelos fundos de pensão.
Tramitação
Se o relatório de Ferraço for aprovado, o projeto de decreto legislativo sugerido será formalmente registrado no Senado, como iniciativa da CDH. A partir daí, começará a ser analisado pelas comissões. Caso haja apoio nas comissões em que passar e em Plenário, a matéria seguirá para exame na Câmara dos Deputados.
Agência Senado
(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

JBS BRASIL

     

     Líder mundial em processamento de carne bovina, mais de 185 mil empregados em todo o mundo, 340 unidades instaladas com atuação diversificada em ramos como o biodiesel, carnes, couro, colágeno, embalagens metálicas e produtos de limpeza. É a maior exportadora de proteína animal do mundo, vendendo para mais de 150 países e detentora de marcas famosas como Seara, Swift e Bertin. Nos rótulos de carnes bovinas aparecem as marcas Friboi e Maturatta (Swift), configurando quase um monopólio no setor. Sua maior concorrente é a Brasil Foods (BRF) que engloba as famosas marcas Sadia e Perdigão.
     A JBS tornou-se a primeira do setor a negociar papéis na bolsa de valores, em março de 2007. Somente em 2013, suas ações (código JBSS3 no novo mercado BM&FBovespa) tiveram valorização de 47% num ano em que a bolsa paulista obteve desvalorização de 15,50%. Pratica a governança corporativa num Conselho de administração formado por 11 membros, assessorado por outros quatro comitês: de Sustentabilidade, Auditoria, Financeiro e de gestão de riscos, Gestão de pessoas. Não são divulgados os nomes dos sócios pessoas físicas, como por exemplo, a diretoria executiva. Daí não se sabe ao certo qual a função que o filho de Lula, o Lulinha, exerce na corporação, sabe-se pela imprensa que os dois "cabeças" são os irmãos Joesley e Wesley, filhos do patriarca fundador do grupo que leva as iniciais de seu nome JBS (João Batista Sobrinho). Wesley voltou para comandar o grupo depois de permanecer 4 anos nos Estados Unidos da América.
     Apesar das investidas dos irmãos Batista em "conversas" com o Lula para pedir a participação da PREVI em outro negócio do grupo, a Eldorado Celulose, no ramo de carnes, aparentemente, há indícios de autossustentabilidade; e se o negócio da celulose for de fato promissor, os riscos devem ser assumidos pelo próprio grupo, pois é inadmissível um fundo de pensão correr riscos para terceiros. Sobretudo agora, quando a Friboi paga cachês milionários a apresentadores de TV e cantores, "convencendo", inclusive, o nosso rei Roberto Carlos, vegetariano há 45 anos, a fazer comerciais de carne bovina. Pelos menos em propaganda, dinheiro não falta ao grupo JBS.
           Wesley Batista, Roberto Carlos e Tony Ramos.

sábado, 8 de março de 2014

DE MULHER PARA MULHER

Às minhas Queridas Colegas Aposentadas e Nossas grandes Guerreiras Pensionistas,

A TI DEDICO:

Hoje eu quero dedicar um bom tempo a você.

A você que luta, que sofre e nunca deixa de acreditar em sua força, em seu poder, na sua vontade de querer ver o mundo com menos desigualdade.

Enquanto muitos caminham tentando, quase que sem sucesso, usando forças e idéias de formas aleatórias.

Você é a única que trilha seus caminhos sem se deixar corromper usando razões claras, iluminadas de forma a considerar o próximo acreditando sempre que ele tem o seu próprio lado a iluminar.

Não se detenhas e nunca ouça dos outros aquilo que afronta as suas idéias porque na corrida do aprimoramento você conseguirá ver a luz de um novo tempo.

Haverá sempre em você uma visão além, um sentimento que quase todos conhecem e muitos ignoram.

O amor, ele se transforma e se divide no conhecimento pela vida, de forma a encarar o mundo com mais facilidade de saber.

Parabenizo você pelo grande e importante papel: o dom de ser mulher!!!

Que tenhamos força para lutar por nossos direitos, nosso 100% pensionista, que nossa Associação ANAPLAB seja sempre nossos olhos e ouvidos em acreditar em dias melhores a todos nós, mas em especial as nossas Aposentadas, nossas Pensionistas, que os Varões aposentados olhem atentamente para as suas futuras pensionistas e não as deixem desamparadas, apenas com seus 60%, lutem para que elas recebam seus 100% que hoje ainda é pouco para o sustento do seu lar.

Um imenso abraço em cada colega aposentada ou pensionista dos planos PB-1 e Previ Futuro.

Feliz dia da Mulher.

São meus votos.

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4





                     

Nota do blog: A estimada Rosalina de Souza faz parte da Equipe ANAPLAB como Conselheira Fiscal. Agradecemos de coração a esta valorosa integrante de nossa equipe, hoje símbolo maior de nossas amadas pensionistas. 

sexta-feira, 7 de março de 2014

NUNCA DANTES TAMANHA MOBILIZAÇÃO




É, o clima lembra o período que antecedeu a revolução francesa.O terceiro estado (povo esclarecido) clama por justiça.Há uma enorme movimentação pela internet para reunir um milhão de pessoas na Avenida Paulista pela demissão de toda a classe política (ainda sem data marcada).Este e-mail de convocação já começou a  circular e está sendo lido por centenas de milhares de pessoas. É importante que você repasse para todos os seus contatos. A guerra contra o mau político, e contra a degradação da nação está começando. Não subestimem o povo esclarecido que começa a sair da inércia e de sua zona de conforto para lutar por um Brasil melhor.Todos os ''governantes'' do Brasil, até aqui, falam em cortes de despesas - mas não CORTAM despesas - querem o aumentos de impostos como se não fôssemos o campeão mundial em impostos. A história nos mostra que muitos governantes caíram e até perderam suas cabeças exatamente por isto.


Nenhum governante fala em:


1..    Reduzir as mordomias (gabinetes, secretárias, adjuntos, assessores, suportes burocráticos respectivos, carros, motoristas, 14º e 15º salários etc.) dos poderes da República.
2..    Redução do número de deputados da Câmara Federal, e seus gabinetes, profissionalizando-os como nos países sérios. Acabar com as mordomias na Câmara, Senado e Ministérios, como almoços opíparos, com digestivos e outras libações, tudo à custa do povo;
3..    Acabar com centenas de Institutos Públicos e Fundações Públicas que não servem para nada e, têm funcionários e administradores com 2º e 3º emprego;
4..    Acabar com as empresas Municipais, com Administradores a auferir milhares de reais/mês e que não servem para nada, antes, acumulam funções nos municípios, para aumentarem o bolo salarial respectivo.
5..    Acabar com as Câmara Estaduais, que só servem aos seus membros e aos seus familiares.
6..    Redução drástica da quantidade de vereadores, acabar com os salários de vereadores, diminuir os gastos das Câmaras Municipais e das Assembleias Estaduais.
7..    Acabar com o Financiamento aos partidos, que devem viver da quotização dos seus associados e da imaginação que aos outros exigem, para conseguirem verbas para as suas atividades; Aliás, 5 partidos apenas, seria mais que suficiente.
8..    Acabar com a distribuição de carros a Presidentes, Assessores, etc., das Câmaras, Juntas, etc., que se deslocam em digressões particulares pelo País;
9..    Acabar com os motoristas particulares 24 h/dia, com o agravamento das horas extraordinárias... para servir suas excelências, filhos e famílias e até, as ex-famílias.
10.Acabar com a renovação sistemática de frotas de carros do Estado;
11.Colocar chapas de identificação em todos os carros do Estado. Não permitir de modo algum que carros oficiais façam serviço particular tal como levar e trazer familiares e filhos, às escolas, ir ao mercado a compras, etc.;
12.Acabar com o vaivém semanal dos deputados e respectivas estadias em hotéis de cinco estrelas pagos pelos contribuintes;
13.Controlar o pessoal da Função Pública (todos os funcionários pagos por nós que nunca estão no local de trabalho). HÁ QUADROS (diretores gerais e outros) QUE, EM VEZ DE ESTAREM NO SERVIÇO PÚBLICO, PASSAM O TEMPO NOS SEUS ESCRITÓRIOS DE CONSULTORIAS A CUIDAR DOS SEUS INTERESSES.
14.Acabar com as administrações numerosíssimas de hospitais públicos que servem para garantir aos apadrinhados do poder - há hospitais de cidades com mais administradores que pessoal médico. Às oligarquias locais do partido no poder.
15.Acabar com os milhares de pareceres jurídicos, caríssimos, pagos sempre aos mesmos escritórios que têm canais de comunicação fáceis com o governo, no âmbito de um tráfico de influências que há que criminalizar, autuar, julgar e condenar.
16.Acabar com as várias aposentadorias por pessoa, de entre o pessoal do Estado e entidades privadas, que passaram fugazmente pelo Legislativo.
17.Pedir o pagamento da devolução dos milhões dos empréstimos compulsórios confiscados dos contribuintes, e pagamento imediato dos precatórios judiciais.
18.Criminalizar, imediatamente, o enriquecimento ilícito, perseguindo, confiscando e punindo os ladrões que fizeram fortunas e adquiriram patrimônios de forma indevida e à custa do contribuinte, manipulando e aumentando preços de empreitadas públicas, desviando dinheiros segundo esquemas pretensamente "legais", sem controle, e vivendo à tripa forra à custa dos dinheiros que deveriam servir para o progresso do país e para a assistência aos que efetivamente dela precisam.
19.Não deixar um único malfeitor de colarinho branco impune, fazendo com que paguem efetivamente pelos seus crimes, adaptando o nosso sistema de justiça a padrões civilizados, onde as escutas valem e os crimes não prescrevem com leis à pressa, feitas à medida;
20.Impedir os que foram ministros de virem a ser gestores de empresas que tenham beneficiado de fundos públicos ou de adjudicações decididas pelos ditos.
21.Fazer um levantamento geral e minucioso de todos os que ocuparam cargos políticos, central e local, de forma a saber qual o seu patrimônio antes e depois.
22.Pôr os Bancos pagando impostos e, atendendo a todos nos horários do comércio e da indústria.
23.Proibir repasses de verbas para todas e quaisquer ONGs.
24.Fazer uma devassa nas contas do MST e similares, bem como no PT e demais partidos políticos.
25.Rever imediatamente a situação dos Aposentados Federais, Estaduais e Municipais, que precisam muito mais que estes que vivem às custas dos brasileiros trabalhadores e, dos Próprios Aposentados.
26.Rever as indenizações milionárias pagas indevidamente aos "perseguidos políticos" (guerrilheiros).
27.Auditoria sobre o perdão de dívidas que o Brasil concedeu a outros países.
28.Acabar com as mordomias (que são abusivas) da aposentadoria do Presidente da Republica, após um mandato, nós temos que trabalhar 35 anos e não temos direito a carro, combustível, segurança, etc.
29.Acabar com o direito do prisioneiro receber mais do que o salário mínimo por filho menor, e, se ele morrer, ainda fica esse beneficio para a família. O prisioneiro deve trabalhar para receber algum benefício, e deveria indenizar a família que ele prejudicou.
Já que esses nossos políticos e governantes não querem fazer reformas de fato, não querem passar o Brasil a limpo, cabe a nós, povo esclarecido, fazer isto através da mobilização em massa e ir para as ruas (sem vandalismo, sem black blocs, que são contra o capitalismo), manifestar a nossa insatisfação.

Vamos juntos, vamos mostrar que no Brasil o povo esclarecido pode realmente mudar o rumo da história, já que pelas urnas vai ser difícil, por motivos óbvios.

(Texto que circula na internet)

DELENDA CARTHAGO - UM MILHÃO NA PAULISTA PELA DEMISSÃO DE TODA CLASSE POLÍTICA!!!!