domingo, 5 de maio de 2013

REAJUSTE RETROATIVO, PERDA CERTA

     Diante das dúvidas remanescentes, retomo o tema do reajuste, agora bem clarificado. Teremos perda sim, com o reajuste retroativo a janeiro, de 3,819%, em detrimento a um possível aumento de mais de 7% em junho/2013. Os valores pagos em maio serão corrigidos, mas não incorporados. Receberemos um pouquinho mais em maio, devido à correção, todavia após o mês de maio, isto é, de junho em diante continuaremos com o aumento minguado de 3,819% de janeiro/13. Bem simples de entender. As correções de janeiro/fevereiro/março/abril ficarão para janeiro/2014.
     A Previ corrige os salários de forma diferente. Há os salários complementares e os suplementares. Nos primeiros, entre os quais eu me incluo, o aumento do INSS não existia na prática, porque o mesmo valor do aumento da parte do INSS é deduzida da parte da Previ. Até a parcela do BET, calculada sobre a parcela Previ, diminui. Na forma antiga, a compensação vinha em junho, onde o índice apurado incide sobre as verbas totais (INSS + Previ).
     Vamos exemplificar isso com um salário fictício em que a parte do INSS é de 2.000,00 e a parte da Previ é de 5.000,00:

o que era antes do aumento retroativo:

Janeiro/13 - 2.000,00 X 6,15% = 2.123,00
(Na prática o 123,00 era deduzido dos 5.000 da Previ que passavam, então, para 4.877,00 e o valor permanecia em 7.000,00 até junho.)

Junho/13 - aumento sobre os 7.000,00 com índice presumível de 7% = 490,00. 

Os novos valores ficariam:
-Valor do INSS - 2.123,00
-Valor da Previ - 5.367,00
-Total.............. - 7.490,00

O valor da parcela do BET subiria de 1.000,00 para 1.073,40.

Como será doravante:

-Somente em janeiro/13

-INSS = 2.000,00 x 6,15% = 2.123,00
-Previ = 5.000,00 x 3,82% = 5.191,00
-Total corrigido.................. =7.314,00

O valor da parcela do BET sobe de 1.000,00 para 1.038,20. (Diferença a menor 35,20 no bet)

     As cartas estão na mesa. Há perdas irrecuperáveis, isto é evidente. A Previ que era uma mãe já morreu. Hoje temos madrasta. O BB paizão também já morreu. Hoje temos um baita padrasto. E padrastos ou madrastas nunca são bons para filhos que não lhes pertencem.(Há exceções, sem generalizar)
Quem irá recompor as perdas acima? É quase certo afirmar que ninguém. E quando? É certo dizer que nunca. Por isso, preferiram a fórmula da retroatividade. Deixa mais dinheiro nos cofres da Previ. E para onde irá esta sobra no final? Para os cofres do BB.
É este o governo dos trabalhadores? Responda quem puder.

48 comentários:

Ari Zanella disse...

Ótima matéria no blog do Edgardo:

Comparando Demonstrativos

Não deixe de ler.

www.blogdoedear.blogspot.com.br

Ou clique à esquerda no link deste blog

Pensionista sem Voz disse...

Só não podemos nos esquecer q, se a Previ adiasse pro ano q vem a antecipação do reajuste pra janeiro e se tivéssemos este ano o reajuste em junho, teríamos então ano q vem a perda, pois o reajuste em 2014 seria calculado com base no INPC de junho a dezembro de 2013,o q tbm, provavelmente, daria uns 4% de reajuste ano q vem. De qualquer maneira teríamos perda, se não agora, depois. O grande erro foi termos achado q seria bom a antecipação do reajuste pra janeiro. Seria muito mais vantajoso pra gente se a PREVI tivesse deixado tudo como era antes.

Anônimo disse...

Prezado Colega Ari Zanella,

Quando da apresentação desta mudança do reajuste para janeiro unificando com o reajuste do inss todos nós sabíamos que neste primeiro momento da transição teríamos apenas um reajuste menor.

Era não, foi o desejo da maioria de se fazer esta mudança, pois no começo do ano nós temos os reajustes de quase tudo,quem vive de aluguel como é meu caso já tinha que pagar novos valores, vem o acerto com a receita federal, para aqueles que ainda tem filhos na escola,vem a compra do material escolar,são tantos os descontos nos primeiros 03 meses do ano, afora as dívidas do final do ano natal e ano novo.

Vamos perder? Sim esta bastante evidente esta perca, mas para 2014 já unifica os reajustes e acaba de vez esta situação criada até certo ponto por nós mesmos que defendemos a mudança de data base.

Cada um tem um ponto de vista em relação a antecipação do reajuste para janeiro,mas para mim é melhor perder agora esta diferença e ganhar um possível aumento maior em janeiro de 2014, ainda mais com a certeza batendo a nossa porta de que os 20% do BET possa vir a acabar em Abril de 2014, porque até a próxima caravana com certeza estaremos com o pagamento garantido dos 20% do BET.

Também desde já antecipo para os colegas que até dia 20/05/2013 estarei ausente do blog, pois estou de viagem para Mato Grosso para resolver o processo do inventário do meu falecido marido,após 12 anos finalmente saiu o formal de partilha.

Atenciosamente

Rosalina de Souza
Pensionista

Anônimo disse...

EXTRA EXTRA EXTRA

BLOG DO JOSIAS

LULA AFIRMA QUE PT PRECISA RECUPERAR "VALORES" PERDIDOS.

ENTÃO DEVOLVA JÁ OS 50% ROUBADOS DOS APOSENTADOS E PENSIONISTA DA PREVI, QUE ESTA NOS COFRES DO BANCO DO BRASIL.

ACABE COM O VOTO DE MINERVA

PARE DE ROUBAR, PARE DE INCENTIVAR OS JOVENS COM BOLSAS DAS MAIS DIVERSAS.

AS LEIS DESTE PAÍS:

UM CARA ENTRA NA MINHA CASA ME MATA,SAI FICA 24 HS E SE APRESENTA SAI DE LA NUMA BOA.

UM PAI DE FAMÍLIA TOMA UMA TAÇA DE VINHO OU UMA LATA DE CERVEJA É PEGO NO BAFÓMETRO, SAI PRESO ALGEMADO PAGA UMA FIANÇA EM CIMA DO VALOR DO SEU CARRO,HÁ DIFERENÇA ENTRE EMBRIAGADO E AQUELE QUE TOMA UMA TAÇA DE VINHO OU UMA LATA DE CERVEJA, ONDE O PRÓPRIO POLICIAL TEM CONDIÇÕES DE VERIFICAR O ESTADO DE EMBRIAGUES DO CIDADÃO.

NÃO SOU A FAVOR DE BEBER E DIRIGIR, MAS É UM COMPARATIVO ENTRE AS LEIS DESTE PAÍS.

LULA-LÁAAAAAAA MENOS, MENOS, MENOS.

Anônimo disse...

CASSI - Os idiotas não percebem que não se condena uma gestão desaprovando contas, mas VOTANDO NAS ELEIÇÕES. CONTAS somente devem ser desaprovados se houver evidências de desvios de recursos, contabilizações criminosas. Uma gestão se condena VOTANDO NAS ELEIÇÕES. Bando de analfabetos, isso sim....

Anônimo disse...

Bom dia a todos, peço licença para fugir do assunto em foco. Este mes, farei 65 anos de idade. Sei que ao completar 65 anos, a pessoa tem direito a uma retenção menor do imposto de renda. Será que alguém pode me dizer de quanto é essa redução em termos percentuais ? Ser ela for significativa, eu poderei ter um alívio nas minhas finanças. Desde já agradeço e desejo a todos um domingo de m uita paz junto às suas famílias.

José Loureiro (MG)

Ari Zanella disse...

Amigo e colega

Não me contenho. Preciso informar-lhe. Existe no Google esse site: Yourwebsite.com. Ele é especializado em recomendar sites, que julga mais credenciados na exposição de matérias de DIREITO. Acabo de descobrir, por acaso, que o meu Blog do Ed está por ele recomendado como um dos mais competentes na exposição da Lei Complementar 109. Estou ombreando com o site jusbrasil. com. Imagine!...


Estou eufórico. Entendo que isto é prestígio para mim, para meu trabalho e esforço, e para a causa minha e dos meus companheiros, Participantes e Assistidos da PREVI e de todas as EFPC.




Edgardo

Ari Zanella disse...

Ao Anônimo 08:40

Votar não é não concordar com a (má) gestão dos recursos, desaprovar a maneira como a empresa está sendo conduzida. Senão, para que existe a votação? Bastaria a aprovação dos conselheiros ou de uma contadoria independente e pronto!
Não vejo burrice alguma. Aliás, você que é tão douto, poderia assinar o atestado?

Anônimo disse...

Professor Ari: Se o seu exemplo está correto, informando que o aumento em junho é sobre o INSS e a PREVI (2000+5000=7.000x7%=7.490,00) os meus pagamentos estão errados, pois o reajuste do INSS em janeiro o valor é diminuído da PREVI e este valor do INSS permanece INALTERADO até dezembro. O reajuste da PREVI é somente sobre o valor da PREVI. Se olhar o espelho de dez/11 e confrontar com o de jan/12, houve um reajuste no INSS de 6,07% e consequentemente uma redução da PREVI do mesmo valor. Em junho a PREVI reajustou 6,01% SOMENTE sobre a PREVI, pois o INSS permaneceu inalterado até dez/12. A diferença da soma do INSS+PREVI de jan/12 e junho/12 é de 4,86%.

Anônimo disse...



"Ao Mestre com Carinho

Grande Colega Edgardo, para você pode ser surpreendente, mas para nós que estamos acostumados a ler todo dia seu trabalho culto e salutar, é apenas um ato de justiça, que muito nos orgulha ! Cordialmente, Divany Silveira - Sete Laagoas-MG

Ari Zanella disse...

Pensionista sem Voz:

Você tem razão, se a perda não ocorresse agora, ocorreria ano que vem. É por esta razão que a Faabb, na pessoa da Sra. Isa Musa, enviou a "Carta Providencial" objeto de uma postagem aqui no blog. A PREVI TEM OBRIGAÇÃO, como nossa mãe que é, DE NÃO DEIXAR OS SEUS FILHOS COM PERDA.
Como professor? O Plano Um é rico. A atual diretoria ou o Conselho Deliberativo deveriam se reunir e DECIDIR: NESTA TRANSIÇÃO IGUALAR O REAJUSTE COM O DO INSS. OU SEJA: TOMAR COMO BASE O ANO CIVIL DE 2012. ESTA SERIA A ATITUDE MAIS COERENTE PARA QUEM, AFINAL, SÃO OS DONOS DO FUNDO. DE MODO ALGUM ISSO QUEBRARIA O FUNDO.
Aliás, os doutores em investimentos da Previ estão levando de goleada do fundo de Furnas (Blog do ED). Quem está de fora sabe que QUANTO MAIOR OS RECURSOS PARA APLICAR, MELHORES SÃO TAXAS OBTIDAS. É assim em todo lugar, menos na PREVI.

Anônimo disse...

As correções de jan,fev,mar,abr e MAIO ficarão para 2014.Eu não sou pt. Não votei nem no prefeito de januária que é pt e Colega do BB aposentado.Em suma,detesto o pt,entretanto,o partido dos trabalhadores,nesse caso,não tem culpa.Pedimos e previ atendeu.Houve correspondências também cobrando da Previc essa mudança.Dançamos.Um décimo terceiro sempre vazio.Parabéns Previ.Considerando uma folha Previ anual de 6 bilhões, há uma redução de mais ou menos R$ 3.200.000,00.Edmílson em Januária mg.

Ari Zanella disse...

José Loureiro (MG),

A partir do mês que completou 65 anos você tem direito a lançar 1.637,11 em rendimentos isentos e não tributáveis. Ex. Quem tiver já completado 66 anos pode abater o valor de 19.645,32 ( o valor sofre alteração periódicas corrigido pelo governo ). Somente o valor que exceder a esse limite DEVERÁ SER DECLARADO.

Ari Zanella disse...

Ao Anônimo das 09:52

Uma vez reajustada em janeiro, a parcela do INSS permanece corrigida (com o mesmo valor) o ano inteiro. O que diminui é a parcela da PREVI.
E esta parcela (Previ) é corrigida, depois, pelo valor diminuído. O exemplo na postagem deixa isso bem claro. A correção de junho incide sobre as duas verbas (INSS + PREVI) PORÉM, o aumento em junho APENAS será ADICIONADO SOBRE A PARTE DA PREVI.

Anônimo disse...

Colega José Loureiro(mg). Parabéns,a partir deste mês de maio haverá uma de R$ 1.637,11 do valor para tributação.Valor relativo ao ano passado,atualizar em mais ou menos 4,5% R$ 1.711,00.Edmílson em Januária mg.

Anônimo disse...

Então, professor Ari, considerando que o INSS aumentou 6,07 e a PREVI 6,01 (sobre o valor diminuído)a diferença total de janeiro e junho sendo de 4,86%, há um prejuízo de 1,20%. Ou não?

Anônimo disse...

Permito-me discordar pois a majoração do INSS não altera o bruto dos benefícios, como bem já esclareceu, então:

Janeiro de 2013:
7.000,00 X 1,0382= 7.267,40, portanto reajuste de 267,40.
Nova distribuição:

P- 300 - 7.267,40 – 2.123,00 = 5.154,40;
P-400 – 2.123,00 (INSS)


BET = 5.154,40 X 20% = 1.030,88

Janeiro de 2014: Índice de 2013 cheio, ouseja de janeiro a dezeembro.

Anônimo disse...

Adendo.José Loureiro(mg).O décimo terceiro também abate. No seu caso, o mês de maio abate o mês completo.Então ,considerando o valor atualizado R$ 1710,78 x 9 =R$15.397,02.Edmílson em Januária mg.

Anônimo disse...

À todos que gentilmente me esclareceram, minha gratidão. Graças a vocês, não tenho mais dúvidas e acho que vai sobrar um "dindin" para ajudar a colocar as contas em dia.

Um grande abraço e fiquem com Deus.

José Loureiro (MG)

Anônimo disse...

Prof.Ari,
Pegando carona em mais uma de suas brincadeiras inteligentes vou discordar você por chamar a Previ e o BB de madrasta e padastro e vou chamar de mãe e pai desalmados que nunca deveriam ter assumido essa condição pelo mal que fazem aos filhos ( existem aos milhares)

Anônimo disse...

Um seleto grupo que podemos intitular como de “os amigos do rei” foi recentemente contemplado com um superagrado denominado de benefício especial de renda certa. Lembram? Nós, os integrantes da imensa maioria, conhecidos como “plebe”, “baixo clero”, “velhinhos trambiqueiros”, “chorões”, e por aí vai, também seremos agraciados com um novo benefício. Só que, diferentemente dos amigos do rei, este significa perda certa.

Luis-BH disse...

Está tudo muito bem explicado pelo mestre Edgardo.

Manifesto minha desconfiança sobre essa rentabilidade do investimento imobiliário (36,53%) divulgada pela Previ. O mercado imobiliário apresentou acomodação e desvalorização a partir do final de 2011. Portanto, creio que a rentabilidade real da Previ é bem menor do que os 12,62% anunciados.

Temos que fazer alguma coisa antes que nosso patrimônio se reduza a pó.

Anônimo disse...




Gostei do anônimo das 11,30 hs quando faz semelhança do Perda Certa com o Renda Certa. Legal.

Pensionista sem Voz disse...

Prezado Professor,

O mais justo seria isso mesmo q o Sr. sugeriu, mas a PREVI poderá alegar q não está previsto no Regulamento. Uma outra solução seria um reajuste, DE AGORA EM DIANTE, semestral. Veja como ficaria caso fosse adotado usando como exemplo um benefício de mil reais, com o INPC de 3,82% q já conhecemos e previsão de 3,5% a cada seis meses até dezembro de 2014:

1000 + 3,82% = 1038,20 até junho de 2012
1038,20 + 3,5% = 1074,53 de junho a dezembro de 2012
1074,53 + 3,5% = 1112,14 de janeiro a junho de 2014
1112,14 + 3,5% = 1151,06 de junho a dezembro de 2014

_____________________________
Podemos agora comparar duas situções,

1 - como era

em junho de 2013 - 1000 + 7,32% (3,82 + 3,5) = 1073,20
de junho de 2014 a junho de 2015 - 1070 + 7% = 1148,32

______________________________

2 - como ficou (aumento já em janeiro deste ano pra um benefício de 1000 Reais):

1000 + 3,82% = R$ 1038,20 durante o ano de 2013

1038,2 + 7% (supondo q o INPC de jan a dezembro de 2013 chegue a 7%) = R$ 1110,87 a partir de 2014 até janeiro de 2015

PERDA de R$ 37,47 com relação ao q era antes e de R$ 40,19 caso o reajuste passasse a ser semestral.
Qto o maior o benefício, lógico, maior a perda.

_________________________________

Num benefício total de R$ 7.000,00, pros q se aposentaram antes de 97, ficaria assim, usando os mesmos números do INPC usados anteriormente:

reajuste como era antes: R$ 8038,26 a partir de junho de 2014 a junho de 2015
reajuste como é agora: R$ 7.776,11 em 2014 até 2015 - PERDA de 262,14 Reais
reajuste semestral: R$ 8.057,49 a partir de junho de 2014 - diferença a mais de 19,23 Reais (não quebraria a PREVI)

________________________________

O rejuste semestral, como visto, não quebraria a PREVI e seria o mais justo. Além disso, nada impede q seja feito dessa forma, pois o regulamento diz claramente q deve ser feito "PELO MENOS UMA VEZ POR ANO" e nâo "APENAS uma vez ao ano".

Com cálculos simples (se tiver feito algo errado, me corrijam), podemos constatar o tamanho do nosso prejuízo, q não será temporário, irá afetar pra sempre nossos benefícios. Pra piorar, isso vem justo num momento em q a inflação mais pesou no nosso bolso. Espero q a FAAB consiga alguma coisa pra corrigir mais essa injustiça.

Anônimo disse...

Coitadas de nós pensionistas da Previ. Ganhamos 60% apenas sobre o suor dos nossos falecidos, e ninguém toca nesse assunto. Luta inglória e cansativa para nós viúvas. Ando tão triste colegas. Nem INSS eu e tantas outras, temos. Se eu morresse, seria um descanso. Vem Jesus, me leva...?

Minas Gerais.

Pensionista sem Voz disse...

Na msg anterior, na primeira simulação, onde escrevi "até junho de 2012" e "junho a dezembro de 2012", corrijo o ano pra 2013, não 2012.

Anônimo disse...

Querida Pensionista das 13:16 das Minas Gerais.

Habacuque: 3:17-19

"Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; Todavia eu me alegrarei no SENHOR; exultarei no Deus da minha salvação. O SENHOR Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas”.

Ainda que a pobreza e a miséria nunca venham a ser erradicadas; ainda que a violência e o grito de suas vítimas sobreponham-se ao louvor das igrejas; ainda que o ímpio governe, cremos nele e exaltaremos o Deus de nossa salvação.

Colega estamos lutando com as armas que temos, temos que fortalecer a ANAPLAB, criar força entre a nossa classe de pensionistas, requerer já 100% para quem é funcionário admitido no BB até 16/10/1966.

Não tenho pena de você, porque não somos dignas de pena, mas sim de compaixão, porque compaixão é si por no seu lugar e ter a mesma dor que esta sentindo.

Receba meu abraço, meu carinho, minha atenção, queria poder estar aí ao seu lado para lhe dar um abraço.

Siga em frente colega, porque o justo vive é pela Fé.

Atenciosamente

Rosalina de Souza
Pensionista

Anônimo disse...

Colega das 13: 16 vc enlouqueceu? Nem pense em bobagens, não fale assim de vc!! Os dirigentes dessa previ quer mais é q morremos mesmos. E vc vai dar esse gostinho para eles? Para de pensar dessa maneira q vc acaba atraindo coisas ruins. Só Jesus pode nos levar, e parece q Ele não anda te querendo(que bom né?)
Fica triste não linda. Vc é muito importante para o Senhor e sua família. Nada de tristezas, choros e pensamentos negativos. Ore ao Senhor q encontrarás forças para seguir a vida. Entrega TUDO nas mãos do Pai q Ele resolve. Vc é especial para Ele. Puxa vida colega... Fala mais assim não, meu coração chegou a doer. Confia em Deus. Ore, peça ajuda a família aos amigos. Se puder, faça uns trabalhinhos em casa. Sei q vc sabe do q estou falando. Vai, tenta ao menos.
Vc consegue!! Não sei o seu nome, mas o Senhor Deus sabe. E vou está orando por vc. ACREDITA EM MIM.

Abraços e tenha fé.

Anônimo disse...

Quero ver no fim do ano se resolvem suspender o BET, com essa maravilha de reajuste minguado estamos a maioria condenados ao completo caos financeiro.
Nem quero dizer mais nada professor, é uma vergonha.
A coisa vai tolando montanha abaixo...

Vitor Hugo Silva

Ari Zanella disse...

Vítor Hugo,

Eu continuo acreditando que o BET vai ser permanente. #oremos

Unknown disse...

O Mestre Edgardo bem que merece o reconhecimento. Seu trabalho incansável tem propiciado a todos nos um melhor entendimento do que é EFPC. Obrigado, Mestre.

Luiz Faraco

Anônimo disse...

Concordo inteiramente com o anônimo das 10,40 h e complemento:

490,00 X 8( 7 meses + 13º) = 3.920,00 – 3.476,20 {267,40 X 13 (12 meses + 13º)} = 443,80, diferença anual bruta (não considerada a dedução do IRF e Cassi que, conforme a faixa do IR, pode cair para até 308,44).

Correção monetária e na hipótese de que em abril (divulgação em 8/5) o INPC seja de 0,50:
- Montante referente a janeiro: 267,40 X 1,0259% ( 1,0092X1,0055X1.,0060X1,0050) = 274,32;
- Idem fevereiro: 267,40X1,0165 (1,0055X1,0060X1,0050) = 271,81;
- Idem março: 267,40X1,011 (1,0060X1,0050) = 270,34;
- Idem abril: 267,40X1,0050 = 268,73;
- Maio = 267,40 (nihil).


Zanella, quanto a permanência do BET também concordo com você. A força do Governo e seu empenho para que o BB apresente resultados expressivos vai levar tudo para esse caminho e é aí que entra a imposibilidade da derrubada da Res.26, além de outras alquimias.

Por fim, uma perguntinha cretina: Se fizerem uma consulta geral sobre a permanência do BET mediante os 50% para o Banco QUAL ERÁ O RESULTADO??? ISSO É CARTA NA MANGA!

Ari Zanella disse...

17:19

Sou obrigado a concordar contigo.

Anônimo disse...

Professor Ari,

Por onde anda o Mestre João Rossi Neto, que não aparece com um dos brilhantes textos?.

Ele foi um dos grandes que lutou para que o reajuste em 2013 fosse feito em junho. com correção integral.

Quem deve estar satisfeito é o Diretor de Seguridade que aos poucos vai cumprindo suas promessas de campanha.

Aumento no ES 10 MIL E 120 PARCELAS.

REAJUSTE EM JANEIRO.

Agora só falta mesmo essa incorporação do BET em BEP ai ele tem reeleição garantida.

Entre incorporar o BET ou aumento do percentual das pensionistas, é certeza que sai o BEP.

Anônimo disse...

A cada três anos, a PREVI contabiliza o saldo do superavit do Plano de Benefícios 1 e, tanto pelo estatuto, quanto pela Lei Complementar nº 109, tem a obrigação de, consultados os dados atuariais, fazer a sua destinação voltada para melhorias nas aposentadorias e pensõesde seus assistidos.

a) Quando começa as tratativas para o assunto?.

b) Estamos no mês 05 de 2013 e até agora nada se falou, nada se cobrou,sobre a reserva de 2010,2011 e 2012.

c) Quando vamos tomar uma atitude.

Anônimo disse...

Obrigatoriedade do cumprimento da Lei Complementar nº
109, de 22/05/2001, especialmente quanto ao seu Artigo 20
que determina que seja feita, a quem de direito, a distribuição
do superávite acumulado em três exercícios seguidos. O de
2006, foi um desastre e, como tal, responsável pela enxurrada
de ações judiciais dos que se julgaram prejudicados. O de
2009, três anos depois,20% BET,7.5 bilhões nos cofres do bb à deriva. Apelando para um
velho bordão, resta um “fio de esperança”, na oportunidade em
que a nossa fortalecida Previ, ao experimento de uma recente
troca de comando, possa, efetivamente, oferecer aos seus
assistidos, uma contrapartida aos justos reclamos de tantos
quantos, como nós,2010,2011,2012 quem sabe um abono para dezembro de 2013.

Com a palavra os Colegas.

Anônimo disse...

Agradeço a dona Rosalina e o anonimo de 15: 56. Gostaria de saber quem eh você. Obriga
da.

Anônimo disse...

O anônimo das 17:57 lembrou muito bem.

Quando iniciarão as tratativas para uma nova melhoria em nossos benefícios, devido aos 3 novos superávits?

Com certeza, a intenção do patrocinador e da Previ será tornar o BET em BEP com os novos 3 anos de superávit. Vão nos enrolar direitinho. Se isso acontecer, está muito errado, pois esses novos superávits aconteceram mesmo com o pagto mensal do Bet, e então esse benefício temporário deverá ser acrescido de um novo benefício. Caso contrário, será enrolação e enganação.


Anônimo disse...

Com a antecipação do reajuste devemos também nos preparar para receber o 13° salário em dezembro com um valor a menor em aproximadamente 3%. Esses 3% jamais serão recuperados. É triste...

luiz carlos disse...

o BET mais virar BEP por conta da reduçao da reserva de contingência de 25 para 15% com 50% para o banco, claro.

Esta mais do que na hora dos nossos representantes iniciarem entendimentos com os Sindicatos para uma pauta específica dos aposentados. A contraf/cut "tirou" 5 temas para a "discussao" do dissídio de 2013 e em nenhuma estamos presentes e afora essa instituiçao(sindicato) o Banco não reconhece. Vamos convidar ou ir até ao sindicato discutir nossos pontoS de vista.

Anônimo disse...

Os sindicatos e os sindicalistas somente ajudam a quem ainda está na ativa. Podemos esquecer que venham a fazer algo por nós aposentados e pensionistas.

Imaginem,então, nossos representantes que são ex-sindicalistas fazendo algo por nós? Jamais farão!

CARLOS VALENTIM FILHO disse...

Prof. Ari,
No exemplo dado de: "como será doravante" há um equívoco. O cálculo apresentado equivale aos casos de "suplementação", em que há separação entre valores pagos pelo INSS e pela PREVI.
Nos casos de "complementação" em que a PREVI complementa os valores pagos pelo INSS, o cálculo deveria ter sido sobre o total: R$ 7.000,00(no exemplo dado) e não sobre R$ 5.000,00.
Considerando que os índices do INPC nos meses de janeiro/2013 a março/2013 foram de 0,92%, 0,52% e 0,60% e prevendo para abril 0,70%, teríamos:
janº/13 - 7.000,00 x3,82% = 7.267,40 acrescidos de CM de 2,89%, que totalizaria R$ 7.477,43;
fev.º -idem, idem mais CM de 1,83%totalizando R$ 7.400,39;
marº - idem, idem,mais CM de 1,30%,
somando R$ 7.361,88;
abril -idem,idem mais CM de 0,70%, somando R$ 7.318,27;
A partir de maio até dezembro/13
reajuste mensal de 3,82%,elevando os 7.000,00 para 7.267,40.
Então, os ganhos nos 12 meses de 2013 totalizariam: R$ 3.397.07.
No sistema antigo,com INPC de 7%, aproximadamente, de 06/2012 a 05/2013, os ganhos alcançariam R$ 3.430,00 (R$ 490,00 mensais)totalizando perda anual de R$ 32,93, sem contar, claro, 13% salário e BET. Salvo erro ou omissão, como diria o Juarez Barbosa.

Abraço do Valentim

Anônimo disse...

Caro Valentim, no caso então quem tem suplementação é o pessoal que aposentou com a PP (parcela previ)?, os pós 98? isso é muito confuso, foi muita mudança naquela época, se puder responder se estou certo, fico-le grato.

Anônimo disse...

Grande comentário dos clgs das 17;57,das 18;05 das 20;00 e do Luiz Carlos 21;56 de ontem, 05/05, temos que tomar e cobrar atitudes, parece que as reservas de 2010, 2011 e 2012, estão caindo no esquecimento, o BET deve ser acrescido de novo benefício, estão querendo nos enrolar, quanto as competências não devemos esperar dos sindicatos e sim das nossas associações.Vamos continuar comentando sobre o assunto e deixar a palavra com o grande Ari, ele sim vai saber dizer se estamos certos.gde abço.

Anônimo disse...

Sou da opinião que temos que solicitar meio rápido as nossas associações, a iniciar com a Anaplab, Anabb, Faabb e outras Afas,
os motivos do porque tendo superavit, 2010, 2011 e 2012 e estando em maio, nem falam da distribuição do superavit, Estamos já
pela bola sete e não podemos esperar muito. Smj.

CARLOS VALENTIM FILHO disse...

Prezado anônimo das 11:59 horas,

Por força dos Regulamentos então vigentes, a complementação é recebida pelos que se aposentaram até 1997. A PREVI sempre complementa os valores das aposentadorias pagas pelo INSS. Por isso, o reajuste desse grupo ocorria sempre a partir de junho quando a PREVI reajustava o valor total dos proventos.
Em janeiro, o INSS reajustava a aposentadoria e a PREVI diminuía a complementação no mesmo valor.
Agora, com a transferência pela PREVI da data-base para reajuste do total dos proventos de junho para janeiro, todos terão reajuste no mesmo percentual em janeiro, pois INSS e PREVI adotam o mesmo índice (INPC).
A suplementação foi instituída pelo Regulamento de dezembro de 1997, em decorrência do Estatuto então aprovado, aquele que encerrou o PB-1, criou a PP, o PREVI FUTURO para os funcionários empossados a partir de 1998, além de outros penduricalhos.

Abraço do
Valentim

Anônimo disse...

Prezado Valentim, Agradeço muitíssimo os esclarecimentos apresentados, eu sou do PB1 e aposentei em 98 com a PP, agora percebo que meu caso é suplementação.obgdo.

Anônimo disse...

Por favor matemáticos de plantão, parem com seus cálculos. Voces estão enlouquecendo a cabrça dos velhinhos.