BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

domingo, 29 de abril de 2012

CHAPA SEIS, DA MENTIRA

        Recebo ilustrado jornaleco da chapa 6 unidade na Previ onde na capa consta em manchete "Funcionários pós-98 elegem primeiro gestor para a Previ". Vamos ao dicionário e descobrimos a primeira mentira porque o cargo é para Conselheiro Deliberativo:

  (ges.tor)  [ô]  P.us. 

sm.
  1  Aquele que administra, gerencia negócios de outrem ; ADMINISTRADOR.

Quem faz isto na Previ são os seis diretores. Se o referido fosse candidato à diretoria de seguridade seria verdadeiro.

        Na página 3, observamos ao lado da foto, um breve resumido currículo do candidato a Diretor de Seguridade, Marcel Barros, funcionário do BB e sindicalista:

"É secretário-geral da Contraf-Cut e ex-coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários. Nessas funções, participou na última década de todas as negociações que resultaram em conquistas para os associados na Previ e na Cassi, como a utilização do Fundo Paridade e do superávit da Previ para melhorar benefícios  e suspender as contribuições. Formado em História. Foi conselheiro deliberativo da Cassi de 2008 a 2010 e desde 2009 é Auditor Sindical no BB pela Contraf-Cut."

        Para que mentir? As melhorias dos benefícios e a suspensão das contribuições estão previstas na Lei Complementar 109/2001 e deveriam ser implantadas com ou sem negociações. Se dissesse a verdade, diria que as negociações serviram exclusivamente para dar ao patrocinador 50% do superávit. Para este fim o sr. Marcel Barros foi muito útil (ao BB, jamais a nós aposentados) talvez para pagar o prêmio que recebeu, uma promoção (após deixar o BB para o sindicato) para AP06 que lhe garantiu um extra de 7.000,00 reais em sua folha de pagamento.

        Portanto, esta chapa 6 da Contraf-Cut é a chapa do Banco, apoiada por ele para dela servir-se futuramente. Algum aposentado, em sã consciência, pode imaginar um funcionário da ativa representando os interesses dos aposentados na Previ?

A Previ não é do BB. A Previ é nossa, dos funcionários da ativa e aposentados, mas, principalmente dos últimos, posto que os primeiros (da ativa) mais tarde se juntarão a nós. Se uma chapa desta porventura vencer, o Banco terá mais representantes nas cadeiras, camuflados como sendo nossos representantes.

        Por fim, caros aposentados, unamo-nos!!! Somente assim evitaremos esta situação escravizante (mais do que já está) para todos nós aposentados e pensionistas.

É matar ou morrer! É chapa 5 - Semente da União - na cabeça e no coração!!! 

sábado, 28 de abril de 2012

BRASIL, MEU BRASIL

        Paulo Salim Maluf está sendo procurado pela Interpol - a polícia internacional - acusado de crimes contra o sistema financeiro sofrendo processos nos Estados Unidos da América e também em outros países, embora o acusado tenha afirmado em alto e bom som que não possui contas em bancos no exterior.

        Como cidadão brasileiro nato, não existe, pelas leis brasileiras, possibilidade de extradição. O nosso querido Brasil parece proteger aqueles que cometem crimes. Aconteceu assim com o italiano Cesare Battisti que embora não fosse brasileiro nato foi surpreendentemente protegido pelo ex-presidente Lula. Os mensaleiros ainda não foram julgados e a pergunta que fica é quando o forem terão que devolver os valores subtraídos do erário público? Serão condenados? Muitos creem que não. O STF demonstra sua relação incestuosa com o executivo ao liberar à grande mídia informações de gravações entre Carlinhos Cachoeira e o senador Demóstenes Torres. Longe de mim querer dizer que há favorecimento ao partido do governo. O que quero dizer é que não faz bem à democracia, o poder executivo nomear membros do poder judiciário, porque este, obviamente, ficará refém daquele.

        Faço esta análise porque na política tudo está subordinado. Nós, aposentados da Previ, estamos nas mãos dos sindicalistas pelegos que tomaram conta das estatais mais rentáveis e dos gigantes dos fundos de pensão. Quem manda na Previ é o governo através do Ministério da Fazenda e via BB. Dilma não gostou da briga entre Ricardo Flores e Aldemir Bendine e também o Ricardo Oliveira. Flores já foi chamado ao Ministério da Fazenda para "acertar" sua saída da Previ. O Conselho Deliberativo da Previ é muito ágil para atender pedido do governo. Para mudar nossa data-base de junho para janeiro não têm tempo nem vontade para reunir-se.

        São poucos os aposentados que têm a consciência do bem comum. A grande maioria está enclausurada, contente com o que ganha. Deixam ser levados pelos vaqueiros que vão conduzindo a boiada. São como diz a música de Zé Ramalho: "Eh...Oh...Oh...vida de gado! Povo marcado...povo feliz!" ( Música: Admirável gado novo). 

        Charles De Gaulle, ex-presidente francês, disse que o Brasil não era um país sério. Cazuza, escreveu uma música com o título "Brasil" e o Legião Urbana "Que país é esse?". Será que tinham razão?

terça-feira, 24 de abril de 2012

BOM PRA TODOS

        Resolvido meu entrevero de adesão ao programa "Bompratodos" que o BB está implantando em todas suas agências e que contempla a todos, clientes, funcionários da ativa e aposentados. Foi necessário que cancelasse uma portabilidade feita em janeiro/12. Mas, talvez nem tivesse sido necessário. Como tinha enviado e-mail à presidência do Banco questionando o porquê da impossibilidade de adesão ao programa, às dezoito horas desta terça-feira, recebi uma ligação de Brasília, do sr. Delano Valentim de Andrade dizendo-me que já havia contatado com o Gerente-geral da minha agência e que tudo deveria estar resolvido amanhã. Ao final, agradeceu-me por mantê-los a par de possíveis problemas na implantação do programa e que deixava seu telefone para retorno, caso não estiver resolvido até amanhã, quarta-feira, 25.

        No site da Previ estão os principais pontos do programa "bom para todos":

BB tem condições especiais para funcionários e aposentados




Os funcionários do BB – ativa e aposentados – já podem contratar operações de BB Crédito Veículo Funci, BB Crédito Salário Funci e BB Crédito Renovação Funci com novas taxas de juros, de acordo com as condições abaixo. As reduções são mais um diferencial do programa BOMPRATODOS.


BB Crédito Veículo Funci



A linha apresenta, para funcionários da ativa e aposentados, juros a partir de 0,99% a.m. As taxas reduzidas são extensivas aos parentes (cônjuge, companheiro, pais, filhos, irmãos e enteados) e estão disponíveis independentemente da adesão aos pacotes de serviço BOMPRATODOS.
Além disso, a linha permite ao funcionário a transferência de dívidas de veículos financiados, arrendados ou consorciados em outras instituições financeiras. Dentre as vantagens na transferência de dívidas, destacam-se a possibilidade de menores taxas e alongamento do prazo, com consequente redução do valor das parcelas.


BB Crédito Salário Funci e BB Crédito Renovação Funci



Os encargos das linhas foram reduzidos em até 20%, passando de 1,41% a 1,89% a.m. para 1,29% a 1,51% a.m., com prazo de até 96 meses.


Outras vantagens:



Com a adesão ao Pacote BOMPRATODOS, os funcionários da ativa e aposentados contarão com os seguintes benefícios, também:
- Isenção da tarifa do pacote
- Até 10 dias sem juros no cheque especial
- Serviço gratuito de SMS
- Redução na taxa de juros no rotativo do cartão para 3% a.m.
- Possibilidade de parcelamento do saldo devedor do cheque especial e da fatura do cartão em até 24 vezes com encargos de 3% a.m.
- Ourocard BOMPRATODOS (cartão espelho);

- Assessoria financeira.     

sábado, 21 de abril de 2012

PREÇO DE ETIQUETA (PRICE TAG)

http://www.youtube.com/watch?v=diAJhDuZ6XU&feature=fvst
        O grande companheiro Chico Silva trouxe um comentário no post anterior sobre os novos posicionamentos ( novos, não tão novos assim ) do Banco do Brasil face à concorrência bancária. Chico está cem por cento correto. Somos nós que temos o dever de mudar nossas posições em relação ao BB. Sabemos que amigo não é. Os endividados, na maioria das vezes, precisam de orientação “de fora”, pois sozinhos a luta se torna inglória, tantos os percalços daqueles que sempre querem levar vantagens em tudo.
        O endividamento pode ser comparado a qualquer outro vício de nossa sociedade, como a dependência química, o cigarro e o álcool. Quem está dentro não sabe ao certo como sair. Ou sabe, mas falta-lhe disciplina ou força de vontade.
        Em nosso caso específico, na relação com os bancos, é fácil constatar aquele velho adágio sobre a sistemática bancária: eles nos emprestam um guarda-chuvas quando há sol e o pedem de volta quando começa a chover.
        Há dias passei em sala nas aulas de inglês a tradução da música “Price Tag”  (Preço de etiqueta) da cantora Jessie J. onde ela começa dizendo “parece que todo mundo tem um preço...como será que dormem à noite? Se as vendas vêm antes da verdade...” e mais adiante no estribilho da música:
“Não é nada com dinheiro, dinheiro, dinheiro
  Não precisamos do seu dinheiro, dinheiro, dinheiro
  Apenas queremos fazer o mundo dançar
  Esqueça tudo a respeito de dinheiro”.
        Quando chegaremos a este estágio em que o dinheiro não seja mais relevado? Só será possível dentro de nós, na nossa consciência, na relação íntima com Deus. Esqueçamos o preço da etiqueta...

sexta-feira, 20 de abril de 2012

BOM PARA TODOS (MENOS PRA MIM)

        O Banco do Brasil S/A está lançando um pacote de serviços, sob adesão, que embute as mais recentes quedas nos juros promovidas pelo governo federal. A exceção é que quem retirou do BB seu crédito de beneficío de salário está excluído desta regalia. Mesmo que você tenha tido dois proventos distintos e retirou somente um deles, ainda assim está excluído, ou seja, vai continuar pagando os juros estratosféricos.

        Este blogueiro foi hoje a sua agência de relacionamento para fazer a adesão. Saiu frustrado e deprimido porque um relacionamento de 37 anos com o BB é simplesmente jogado literalmente na lixeira, num tratamento claramente discriminatório e abusivo que receberá da parte ofendida um tratamento judicial à altura desta postura ditatorial.

        As diferenças nas taxas de juros no cartão de crédito são de fato abruptas. De 99,90% a.a. caem vertiginosamente para menos de 40% a.a.  Convenhamos, na conta do chá, dá uma enorme diferença. Tudo isto porque em janeiro deste ano usei a portabilidade de meu crédito de proventos do Estado de Santa Catarina em que atuo como professor, com salário bruto de R$ 1.500,00 (leciono apenas 20 aulas/semanais ou metade da carga horária) para a CEF. Ressalte-se que não mexi no crédito da Previ que é bem maior e continua no BB.

        De todo o modo, não será este percalço que me retirará a alegria de viver, a felicidade plena na crença inarredável e na confiança total em Jesus Cristo, que com toda a certeza, guia e ilumina nosso caminho. A minha fé banco algum pode tirar. Já não sou eu que vivo, é Cristo que vive em mim. Amém!

quarta-feira, 18 de abril de 2012

ESPERANÇA RENOVADA

        Acabei de falar sobre o tema mas agora minha esperança cresceu em progressão geométrica. O Dr. Medeiros declarou seu voto à chapa Semente da União para a Previ - Nº 5, e no meu entender este é mais do que um fertilizante para a Semente crescer e aparecer.
        Talvez tenha com o Dr. Medeiros alguma empatia - ou até telepatia - pois quando postei "Continuo Acreditando" na segunda-feira, já na terça-feira ele postou "Eleições Previ - Meu voto é..." em que nos revela sua maravilhosa decisão.
        Fico feliz pelo Edison de Bem e Silva, pelo Luiz Dalton e também pelo Raul Avellar. Afinal, ter um cabo eleitoral deste quilate não é nada desprezível. A acachapante derrota na Cassi deve ser esquecida. Agora os bons ventos começaram a soprar a nosso favor.
        Tenho certeza absoluta que com a ajuda substancial do Dr. Medeiros iremos disputar palmo a palmo o voto com os oponentes. Chapa 5 - Semente da União: é com essa que eu vou!!!

terça-feira, 17 de abril de 2012

MANCHETES INTERESSANTES

        O blogueiro Reinaldo Azevedo da Revista Veja publica no dia de hoje em seu blog  http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/ umas manchetes superinteressantes que cada brasileiro deveria ler a fim de se tornar um cidadão realmente politizado. Também na música "Te ver" do grupo mineiro Skank está escrito: "impossível não morrer de raiva com a política." Em todo caso, não são TODOS os políticos. Apenas alguns...
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
17/04/2012
às 6:15

LEIAM ABAIXO

CONVOCO UMA TESTEMUNHA PARA AJUDAR A MANDAR OS MENSALEIROS PARA A CADEIA: LULA!;
Íntegra do discurso em que Lula pede desculpas pela existência do mensalão;
Mensalão precisa ser julgado logo, diz Peluso;
Diálogo em que dono de construtora íntima de Cachoeira diz que políticos têm preço foi revelado há um ano por VEJA!;
PT agora tenta adiar CPI do caso Cachoeira;
A verdadeira operação abafa;
Empresa de fachada do grupo de Cachoeira recebeu R$ 39 milhões da Delta e comprou terras no DF;
Irmão de Cachoeira também recebeu pagamento da Delta, a construtora do PAC;
Comitê cobra impeachment de governador do DF após denúncia;
MST invade em 15 Estados e governo suspende negociações;
Diplomata do Irã é acusado de abusar de menores em piscina;
A boca inumana de Cristina Kirchner e seu rompante chavista. Ou: Uma destruidora contumaz de instituições. Ou: Para o JEG, Cristina é a Dilma que deu certo!;
Haddad diz que não esconderá apoio de José Dirceu;
A MENTIRA CONTADA PELA FOTO DE LULA E SARNEY NO HOSPITAL. OU: A VERDADEIRA DOENÇA DO BRASIL É O DÉFICIT DE CULTURA DEMOCRÁTICA, NÃO O CÂNCER OU O CORAÇÃO ENTUPIDO;
No ataque à imprensa livre, Marco Maia não poupa nem a verdade. Ou: Totalitários vão perder de novo!;
Comissão de Ética da Presidência acolhe representação contra Ideli;
O MENSALÃO: É isto que os farsantes querem esconder;
O caso Cachoeira já não é o mais recente escândalo que envolve Agnelo. Ou: governo petista do DF montou estrutura ilegal para espionar adversários;
Os petistas querem usar uma quadrilha, a de Cachoeira, para inocentar outra: a dos petistas mensaleiros;
Irritada com Rui Falcão, Dilma se queixa, PT recua e agora já fala em “rediscutir” CPI; sobram críticas no partido até para Lula;
PF aponta nova ligação de Cachoeira com a Delta, a construtora do PAC;
Gravações atestam elo de assessor de Agnelo com o grupo;
Petistas, sob o comando de Lula, intensificam pressão sobre STF para melar julgamento

Por Reinaldo Azevedo

segunda-feira, 16 de abril de 2012

CONTINUO ACREDITANDO

        Com todos os prognósticos a nosso desfavor prossigo acreditando no sucesso da chapa da Semente na eleição da Previ. Mesmo que eu queira, não posso deixar de acreditar no Edison de Bem e Silva e no Luiz Dalton que já nos deram mostras convictas serem vinho da melhor pipa.
        Há sempre os que não acreditam. Também há os zombadores, os infiltrados, que a pretexto de serem realistas vivem a disseminar o pessimismo. A esses quero pedir que nem se aproximem. Se estão gripados que não contaminem quem ainda está bem sadio.
        Para os que ainda creem na esperança, no sonho, na vitória, não esmoreçam. Como dizem os gaúchos: "não está morto quem peleia."

sábado, 14 de abril de 2012

UMA MENTIRA DITA MIL VEZES...

O amigo José Chirivino Álvares,
da Rede-SOS nos brinda com o
seguinte texto:

CACHORRO FAZ MAL À MOÇA
Veja matéria da página 4

Foi com essa manchete estampada na primeira pagina, em letras de 10 centímetros de altura, que o vibrante matutino “A Voz de Mato Fundo” conseguiu ampliar em 100% a sua venda diária.
Já na página 4, a matéria se resumia a duas linhas:

Moça, do bairro do Serelepe, passou mal ao comer um cachorro-quente na birosca do Zé Bigorna, que jura ser a salsicha de gente conhecida. 


Pois não foi outra a história que me veio à cabeça quando lendo o Correio Braziliense de 12/04/2012, na página de Economia me deparei com essas manchete e matéria aí abaixo. Meias verdades, como todos sabem, são mentiras por inteiro.

PREVI GANHA R$ 24 BI
Correio Braziliense - 12/04/2012

Maior fundo de pensão do país registrou superávit em 2011, apesar da forte queda das bolsas de valores.
Patrimônio chegou a R$ 155 bilhões
O péssimo desempenho das ações em 2011 — quando o Ibovespa, índice que mede a lucratividade dos papéis mais negociados na Bolsa de Valores de São Paulo, caiu 18,1% — não impediu que a Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ) fechasse o ano passado com superávit acumulado de R$ 24,6 bilhões.
Segundo o presidente da Previ, Ricardo Flores, com a recuperação do mercado acionário, o primeiro trimestre do ano foi bastante positivo para a entidade.
Tanto que os ganhos no período chegaram a R$ 4,4 bilhões.
"O ano de 2012 começou bem melhor do que o passado", disse, lembrando que a caixa de previdência completará o terceiro exercício seguido de superávits.
"Como a regra para a distribuição dos resultados aos associados é de três anos seguidos de saldo positivo, os participantes da fundação podem esperar que o acréscimo no contracheque continue nos próximos anos", disse.
A distribuição dos lucros valerá, inclusive, para o patrocinador do fundo de pensão, o Banco do Brasil.
No triênio 2007, 2008 e 2009, quando a Previ acumulou um superávit de R$ 44,2 bilhões, R$ 1,8 bilhão foi destinado a aposentados e pensionistas e R$ 600 milhões separados em  conta especial para o pessoal do BB que continua na ativa.
Além disso, estão suspensas todas as contribuições ao plano mais antigo da fundação.
Graças ao bom desempenho dos investimentos em imóveis e a aposta acertada na queda das taxas de juros no país, o patrimônio da Previ — o maior fundo de pensão do país, que completará 108 anos no próximo dia 16 — aumentou cerca de R$ 3 bilhões em 2011, para R$ 155,6 bilhões.
"Adotamos duas estratégias que deram certo. Em 2010, compramos títulos públicos prefixados, que nos protegeram da queda dos juros. No ano passado, trocamos os papéis de curto para os de longo prazo", afirmou Renê Sanda, diretor de Investimentos da Previ.

Fica cada vez mais claro que o Governo e o BB querem cristalizar na cabeça da população que é legítima a repartição dos superávits do BP1 com a Patrocinadora. Uma mentira dita 1.000 vezes em jornais e outros periódicos acaba virando uma verdade.



From: josealvares@hotmail.com
Date: Sat, 14 Apr 2012 01:50:38 +0000
Subject: [REDE-SOS] CACHORRO FAZ MAL À MOÇA - PREVI GANHA R$ 24 BI - A distribuição dos lucros valerá, inclusive, para o Banco do Brasil.

ENTENDEU OU PRECISO DESENHAR?

        A pergunta do título foi feita por um Anônimo de uma das postagens anteriores e as urnas provam que tem alto índice de acerto e elevado grau de racionalidade. Quem, em sã consciência, alicerçado pela razão, não pelo coração, poderia achar que o poderoso braço sindical do Partido dos Trabalhadores - a Contraf-Cut - que já comanda muitos cargos em inúmeras estatais, perderia esta eleição da Cassi com cargos muito bem remunerados? Tampouco perderá as eleições para a Previ, considerada por eles muito mais importante.
        Os sindicatos, mais ainda as confederações, recebem verdadeiras fábulas do chamado imposto sindical - decretado ditatorialmente com desconto obrigatório na folha de cada trabalhador, sindicalizado ou não, anualmente, todo mês de março. Então, dinheiro não lhes falta para encarar qualquer parada. Assim como não falta dinheiro ao Instituto Lula. Alguém denunciou que a chapa um utilizou-se de empresa de telemarketing de Brasília para contatar via telefone os eleitores da Cassi. O abuso do poder econômico faz diferença. E fica tudo por isso mesmo.
        A ex-poderosa Anabb perdeu. Contra os sindicalistas nem o diabo pode. Uma mudança no panorama só aconterá quando a maioria do pessoal da ativa, do PB1, estiver aposentada. O lado forte do Sindicato estará, assim, fragilizado. Mas, até isso um dia acontecer já terão se refestelado à exaustão. Parafraseando Beth Carvalho: "da fruta que eles gostam eu como até o caroço".
        Da Semente da união restou o exemplo, a lisura, a democracia, a honestidade. E o reconhecimento de que "os filhos das trevas são mais espertos que os filhos da luz." 

quinta-feira, 12 de abril de 2012

CESTA PERDIDA

        Acabo de perder a Ação Cesta-Alimentação de número 2011.025416-4, nesta quinta,12, no TJSC em 2ª Instância, a Quarta Câmara, por unanimidade, deu provimento ao apelante (Previ) seguindo roboticamente a infeliz decisão tomada pelo STJ em outubro de 2011. "...conhecer do recurso, afastar as preliminares, e dar-lhe provimento."

        Se nos demais Estados da Federação, os demais tribunais se pautarem pela decisão do STJ, teremos, doravante uma justiça além de cega, também muito influenciada por fatores externos, notadamente o fator político, deixando de lado a decisão inviolável da cabeça do ministro para decisões previamente acertadas, combinadas, coletivas.
        É profundamente lamentável a submissão de um poder da república em quem se punha muita esperança. A corrupção, infelizmente, já chegou aos homens de toga.
        Em contrapartida, há na Previ, um considerável contingente que já obteve e continua a receber a cesta-alimentação. Haverá, então, doravante, um cisma: uns recebem, outros não. E onde fica a ISONOMIA? É um princípio e deveria valer. Ou todos recebem ou ninguém recebe...
        Mas não nos esqueçamos de que somos governados pelos companheiros. Para o BB pode ter aposentadoria indecente, pode barrar a revisão do plano, pode burlar a lei 109...; para nós TUDO precisa obedecer a Resolução 26, qualquer coisinha tem que passar pelo CD, pela CEST, pelo MF, pela diretoria do BB, pela Previc, pela Casa da Mãe Joana...
        O consolo só chega quando mudamos o foco. Nunca vi o justo no abandono. Confiai plenamente no Senhor. E somente Nele!

terça-feira, 10 de abril de 2012

CENTENÁRIO DO TITANIC

        Dia 15 de abril rememora-se o afundamento de um monstro dos mares, 42m de altura do nível do mar e 269m de comprimento, obra-prima do início do século XX. Ele zarpou da Inglaterra em 10 de abril de 1912 e fez escala na França e na Irlanda para que mais passageiros subissem a bordo. Seu destino era Nova York nos Estados Unidos da América do Norte. O navio tinha um sistema de telégrafos que funcionava 24h por dia e através dele recebeu várias mensagens alertando sobre a presença de "icebergs" no caminho.
        Saiu com toda a euforia e toda a pompa, considerado "inafundável" tamanha a confiança que punham em sua moderna tecnologia. Diziam, até, que "nem Deus poderia afundar o navio" em tom quase desafiador, nada obstante palavras ditas que carecem de comprovação porque não foram gravadas.
        O fim do Titanic a gente já sabe. Que lição podemos e devemos dele tirar? A lição da humildade, do reconhecimento de que para Deus nada é impossível. A fé, a esperança e a confiança em Deus devem sempre estar dentro de nós, tal qual a presença do Divino Espírito Santo.
        Fico refletindo o excesso de otimismo que muitos de nós, a imprensa e os economistas ficam colocando em nossa Previ. Temos muito dinheiro? Sim, é um belo patrimônio. Porém,  precisamos zelar, cuidar, conservar e preservar e principalmente rezar para que Deus ilumine o caminho de nosso Fundo, de sorte a não encontrar pelo caminho, nenhum "iceberg" traiçoeiro.

MUDANDO O DISCURSO

        Lá vem o professor Ari, de novo, malhando o coitado do partido que eventualmente está no poder no Brasil! Calma, gente! Não sou eu quem elaborou a mensagem, estou apenas repassando...

-------------------------------------------------------
Uma universitária cursava o sexto semestre da Faculdade. Como é comum no meio universitário, pensava que era de esquerda e estava a favor da distribuição da riqueza.
Tinha vergonha do fato de seu pai ser de direita e, portanto, contrário aos programas e projetos socialistas que previam dar benefícios aos que não mereciam e impostos mais altos aos que tinham mais dinheiro. A maioria dos seus professores tinha afirmado que a filosofia de seu pai era equivocada.
Por tudo isso, um dia, decidiu enfrentar o pai.
Falou com ele sobre o materialismo histórico e a dialética de Marx, procurando mostrar-lhe que estava errado ao defender um sistema tão injusto como o da direita.
No meio da conversa o pai perguntou:
- Como vão as aulas?
- Vão bem, respondeu ela. A média das minhas notas é 9, mas me dá muito trabalho consegui-las. Não tenho vida social, durmo pouco, mas vou em frente.
O pai prosseguiu:
- E a tua amiga Sônia, como vai?
Ela respondeu com muita segurança:
- Muito mal. A sua média é 3, principalmente, porque passa os dias em shoppings e em festas. Pouco estuda e algumas vezes nem sequer vai às aulas. Com certeza, repetirá o semestre.
O pai, olhando nos olhos da filha, aconselhou:
- Que tal se você sugerisse aos professores ou ao coordenador do curso para que sejam transferidos 3 pontos das suas notas para as da Sônia. Com isso, vocês duas teriam a mesma média. Não seria um bom resultado
para você, mas convenhamos, seria uma boa e democrática distribuição de notas para permitir a futura aprovação de vocês duas.
Ela indignada retrucou:
- Por quê?! Eu estudei muito para conseguir as notas que tive, enquanto a Sônia buscava o lado fácil da vida. Não acho justo que todo
o trabalho que tive seja, simplesmente, dado a outra pessoa.
Seu pai, então, sorriu e não precisou dizer mais nada.
'
O PT é o partido que tira de quem trabalha para distribuir para quem não trabalha'

O Paraguai não tem Petrobrás e nem pré-sal e o preço da gasolina deles  é menos da metade do preço que nós pagamos aqui no Brasil!     GENTE!!! E SOMOS NÓS QUEM VENDEMOS GASOLINA PARA ELES!!!...
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

domingo, 8 de abril de 2012

AUDITORIA JÁ!

        Os colegas Wilson Luiz e Bernardo Mallmann dizem em seus excelentes comentários da postagem "Frases do Millôr" que a apresentação dos números da Previ não apresentam uma relação de causa-efeito, isto que dizer, são manipulados pelo patrocinador.
        A história remonta ao ano de 1997 quando o Banco "inventou", mesmo antes de fechar o balanço, um superávit extra de 5 bilhões, do qual se apoderou em troca dos pré-67. Depois, em 2003 e em 2007 favoreceu descaradamente os privilegiados do Renda Certa. Após a encomenda sob medida da Resolução CGPC 26, o Banco concretizou e legalizou as retiradas do assalto ao trem pagador.
        Um efeito cristalino da ação desta mão grande do patrocinador: nesse ano de 2011 o Brasil não foi tão afetado assim pela crise europeia, no entanto, o superávit foi de apenas 300 milhões de reais, para um patrimônio aplicado de mais de 150 bilhões. Ora, isto representa que nem o atuarial foi atingido.
        Há muitas evidências de manipulação. Por isso a necessidade de uma firme auditoria externa patrocinada pelo Ministério Público. Reproduzo os dois comentários objetos desta postagem.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

QUE A NOSSA PÁSCOA SEJA ABENÇOADA

        Sexta-feira santa, sábado santo e domingo da ressurreição! Três dias que simbolizam nossa passagem por esta vida terrena na qual apenas o sofrimento e a dor podem nos transformar em verdadeiros filhos de Deus. É igual à natureza em que o Jardineiro poda (corta) os membros das plantas que não as deixam produzir mais flores e frutos. O Jardineiro assim procede, não porque quer vê-las sofrer, mas porque sabe que se elas perderem parte de seu corpo, produzirão muito mais e não serão queimadas e lançadas ao fogo. Cristo não sacrificou apenas partes de seu corpo. Sacrificou-o por inteiro. Quando chegarmos no céu, veremos suas chagas nas mãos e nos pés. Elas ainda estão no Seu corpo glorificado. Talvez para lembrar, mesmo na glória, que todo o sofrimento não foi em vão. E também para demonstrar fielmente o que disse a Tomé, na segunda aparição no cenáculo, já ressucitado: "Põe teus dedos aqui, Tomé, e não sejas incrédulo, mas creia! Tu creste porque viste, mas feliz daquele que crer sem ter visto!"
        Uma feliz e abençoada páscoa a todos os leitores. Pode nos faltar o chocolate, jamais nos faltará Jesus. Olhemos ao redor e doemo-nos ao próximo. A caridade é extremamente agradável aos olhos do Senhor. Amém!

quinta-feira, 5 de abril de 2012

BRAVOS GAÚCHOS!!!

Dois advogados gaúchos processam o Senado
Nota do blog: E-mail recebido do amigo Heleno, mostrando as mazelas do nosso sistema democrático que a grande imprensa não denuncia.


DOIS ADVOGADOS GAÚCHOS CONTRA DOIS SENADORES E 3.883 SERVIDORES DO SENADO FEDERAL

Os advogados gaúchos Irani Mariani e Marco Pollo Giordani ajuizaram, na Justiça Federal, uma ação que pretende discutir as horas extras pagas e não trabalhadas, no Senado, e outras irregularidades que estão sendo cometidas naquela Casa.
A ação tramita na 5a. Vara da Justiça Federal de Porto Alegre e tem como réus a União, os senadores Garibaldi Alves e Efraim Morais e "todos os 3.883 funcionários do Senado Federal, cuja nominata, para serem citados, posteriormente, deverá ser fornecida pelo atual presidente do Senado Federal, senador José Sarney".
O ponto nuclear da ação é que durante o recesso de janeiro de 2009, em que nenhum senador esteve em Brasília, 3,8 mil servidores do Senado, sem exceção, receberam, juntos, R$ 6,2 milhões em horas extras não trabalhadas - segundo a petição inicial..
Os senadores Garibaldi e Efraim são, respectivamente, o ex-presidente e o ex-secretário da Mesa do Senado. Foram eles que autorizaram o pagamento das horas extras por serviços não prestados.
A ação popular também busca "a revisão mensal do valor que cada senador está custando: R$ 16.500,00 (13º, 14º e 15º salários); mais R$ 15.000,00 (verba de gabinete isenta de impostos); mais R$ 3.800,00 de auxílio moradia; mais R$ 8.500,00 de cotas para materiais gráficos; mais R$ 500,00 para telefonia fixa residencial, mais onze assessores parlamentares (ASPONES) com salários a partir de R$ 6.800,00; mais 25 litros/DIA de combustível, com carro e motorista; mais cota de cinco a sete passagens aéreas, ida e volta, para visitar a 'base eleitoral'; mais restituição integral de despesas médicas para si e todos os seus dependentes, sem limite de valor; mais cota de R$ 25.000,00 ao ano para tratamentos odontológicos e psicológicos" .
Esse conjunto de gastos está - segundo os advogados Mariani e Giordani - "impondo ao erário uma despesa anual em todo o Senado, de:
- R$ 406.400.000, 00 (quatrocentos e seis milhões e quatrocentos mil reais); ou
- R$ 5.017.280,00 para cada senador.
Tais abusos acarretam uma despesa paga pelo suado dinheiro do contribuinte em média de:
-
R$ 418.000,00 por mês, como custo de cada senador da República".
Mariani disse ao 'Espaço Vital' que, "como a ação popular também tem motivação pedagógica, estamos trabalhando na divulgação do inteiro teor da petição inicial, para que a população saiba que existem meios legais para se combater a corrupção".
Abaixo, resultado da pesquisa na internet pelo site  http://www.jfrs.jus.br/,  em 16.01.2010:
Consulta Processual Unificada - Resultado da Pesquisa

AÇÃO POPULAR Nº 2009.71.00.009197-9 (RS)
Data de autuação: 31/03/2009
Juiz: Vania Hack de Almeida
Órgão Julgador: JUÍZO FED. DA 05A VF DE PORTO ALEGRE
Órgão Atual: ADVOCACIA GERAL DA UNIÃO
Localizador: GR
Situação: MOVIMENTO
Valor da causa: R$ 6.200.000,00
Assuntos:
1. Adicional de horas extras
2. Horas Extras
PARA QUE O BRASIL INTEIRO FIQUE ATENTO E ACOMPANHE ESTA INICIATIVA.
SE DEPENDER DA "GRANDE MÍDIA", NINGUÉM FICARÁ SABENDO DE NADA.

terça-feira, 3 de abril de 2012

COMEÇOU O JOGO

        Os sufrágios agora são para a Cassi. Depois vem a Previ. As eleições estão mais animadas certamente porque temos chapa melhor conosco identificada, os valorosos membros da Semente.
        Apraz-me-ia sobremodo a maciça participação de aposentados. Nas últimas décadas nossa participação foi pífia. Espero que os blogues afins e o corpo a corpo dos abnegados proporcionem um incremento, mesmo que vegetativo, do número de participantes.
        Outra boa notícia vem do judiciário. Na ação Previ 1/3 patrocinada pela anabb, finalmente, o juiz ordenou "Precatório Formado". Após 12 anos, mesmo que se receba apenas no próximo ano, ainda assim, é boa notícia. Entretanto, uma outra ação, esta aqui no TJSC, em segunda instância, a cesta alimentação, foi marcada para julgamento em 12.04.2012. Haja coração!