BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

MULHERES

A mãe dos blogs hoje referência aos existentes ligados ao PB1 é a Cecília Garcez. Sua última postagem foi mais uma vez sobre a sua eleição para a Anabb, onde por coincidência, ela aparece em primeiro com quase dez mil sufrágios. Penso que a expressiva votação lhe seja conferida pelo pessoal da ativa pois eles nada tem a se queixar da Previ. Não entendo como uma pessoa que passou "em branco" como ex-diretora de Planejamento, com uma atuação pífia, aliás, própria de quem está "satisfeita no cargo" com belo soldo que hoje atinge os 27.000 reais, mais o salário normal, e eventualmente "conselheiro" em empresas participadas; a esta  pessoa seja conferida uma votação tão estupenda e em contrapartida o Dr. Medeiros, nosso aliado e defensor, tenha ficado tão distante no caminho. Só enxergo este fenômeno pela maciça participação dos funcis da ativa. Não acredito que os aposentados e pensionistas tenham feito esta maldade ao Dr. Medeiros. E como os aposentados pouco se dão ao trabalho de votar, eis aí a resposta.
Aqueles que gostam da Cecília Garcez e também da Isa Musa de Noronha que me perdoem. Mas não vejo em nenhuma das duas tino administrativo gerencial. Se você, caro amigo, tivesse um empreendimento grandioso, próprio, contrataria uma delas para gerenciá-lo?
Sabemos que no caso da Previ, como diz o Cap. Nascimento em "Tropa de Elite" a culpa é toda do "Sistema" (O sistema é fogo!!! diz Nascimento).
Se o "sistema" é assim ferrenho como diversas vezes a ex-diretora de Planejamento dizia "não é bem assim...não é como a gente quer...na diretoria não é fácil..." então, enquanto candidatos, não façam promessas que não possam ser levadas a cabo. 
Infelizmente, nós aposentados e pensionistas, temos que reconhecer que não estamos bem unidos. Se estivéssemos, estas duas senhoras não estariam no topo como estão.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

A CESTA REVERSÃO

Há cerca de um ano tive uma conversa telefônica com o culto e previdente Carlos Valentim Filho - o homem da gaita. Falávamos na ocasião sobre a Ação Cesta-Alimentação. Dizia o mestre que alguns advogados, espertamente, haviam "feito" a cabeça de diversos magistrados para seguir a tese da verba indenizatória, paga não IN NATURA, mas sim EM ESPÉCIE aos funcionários da ativa e pelo princípio da ISONOMIA deveria ser estendida a todos os inativos.

Além do mestre Valentim, também o Sérgio Faraco tem a concepção de que qualquer verba, para se ter direito da mesma na aposentadoria, é preciso que sobre esta verba incida os descontos normais que darão a sustentação na inatividade. Como sobre a referida verba não incide desconto algum, em tese não teríamos direito algum. Este é o entendimento de muitos, também.

Todavia, com a recente decisão da II e IV Turmas do STJ, houve uma reversão de 180 graus no rumo da jurisprudência, há quinze anos sendo tomada, com a última em 13.04.2011 dada pelo relator Ministro Sidnei Beneti, RECURSO ESPECIAL Nº 1.242.496 - RN (2011/0049830-8) cujo deslinde foi totalmente favorável aos inativos. Esta mudança de rumo é inquietante. Por que somente agora, depois de 15 anos, alguns magistrados do STJ reverteram a situação?
Ingerência do poder executivo? De pessoas que não usam a toga?
Como é possível mudar uma decisão sabidamente estudada e aplicada por longo tempo da noite para o dia? Como diz o Dr. Gustavo Coimbra é inacreditável.
E aqueles que já vem recebendo a Cesta-Alimentação terão que devolver tudo?
O Judiciário assumirá os seu "erro"? Não seria melhor o judiciário continuar com a sua antiga jurisdição, ainda que equivocada, posto que 311,00 a mais no contracheque de cada aposentado não quebraria Fundo algum?

Presidenta Dilma Rousseff, a imprensa americana está elogiando a senhora, dizendo que é muito detalhista. Conhece os pormenores do detalhe. Uma ótima oportunidade para interferir a nosso favor. No Brasil, o poder judiciário é dependente do poder executivo. Pelo menos na prática isso é perceptível.

domingo, 27 de novembro de 2011

SEMENTE DE UNIÃO

Amigos,

            O blog cujo nome intitula este comentário é o responsável oficial pela criação, formação e lançamento da chamada "Chapa Limpa" que será a nossa chapa de oposição àquela que será interposta pala Anabb/Contraf-Cut/BB, também conhecida como "chapa subserviente" ou "chapa do status-quo".
             Leio no bbfuncionários@gruposyahoo.com - Resumo 1749 - artigo em Daisy Saccomandi instiga nosso grande colega Fernando Tollendal a participar da chapa de oposição e tendo como resposta "eu já não estou disponível para a luta ativa. Não desejo tornar-me chato e por isso não vou mais insistir no assunto."
             É bom lembrar que há cerca de um mês o colega Juarez Barbosa já havia iniciado um trabalho espetacular em seu blog www.previpb1emfoco.blogspot.com/ fazendo um belo leiaute com cronograma, votação para nomes e tudo o mais; exatamente para atender a recomendação do Tollendal: " Quanto ao programa, creio que sua elaboração deva necessariamente preceder a escolha dos nomes dos colegas que se comprometerão a executá-lo. Parece-me elementar. Caso contrário, ficaria evidente que os candidatos estariam apenas atrás de cargos, sem interesse maior por idéias. Gente assim, que pensa apenas em galgar postos bem remunerados, já há demais".
              Inútil insistir com nomes que publicamente já declinaram de possíveis convites. Até porque tudo deve ser escolhido por votação. Nomes como o nosso amigo Marcos Cordeiro de Andrade, João Rossi Neto, Fernando Tollendal estarão fora da lista. Já explicaram os motivos pelos quais não estão dispostos. Seria de bom alvitre que Daisy Saccomandi pedisse gentilmente ao Juarez Barbosa para reiniciar seu projeto. Então sim teríamos competência em ação. E principalmente VOTAÇÃO para escolher os nomes.
              Há também o excelente Raul Avellar, indicado por Marcos Cordeiro para coordenar os trabalhos. É preciso que haja uma rápida aglutinação para juntos ao Raul fazermos a locomotiva trilhar, caso contrário, não prosperaremos. O que me preocupa é não existir um comando único e centralizador. Por exemplo: alguns grupos estão no "Semente da União"; outros estão no Raul Avellar.  e-mail raulavellar@terra.com.br
               Resta saber como irá germinar esta "semente da união". No final sempre dá certo. Se ainda não deu é prova que o fim ainda não chegou.
               Longe de mim criar qualquer atrito ou polêmica. Eu quero de fato a UNIÃO. Fiquem à vontade para me criticar. Eu adoro ler suas opiniões. Só não gosto de "patchwork" (colcha de retalhos). 

sábado, 26 de novembro de 2011

A CRISE, A BOLSA E NÓS

Dilma Rousseff declarou que a crise europeia vai longe. Talvez dois anos na melhor das hipóteses. Falou isto instruída por ótimos economistas como Delfim Neto, Guido Mantega, Maílson de Nóbrega e outros conselheiros econômicos que permeiam nosso meio.
O termômetro doméstico, ou seja, a Bolsa paulista está patinando entre 53.000 e 57.000 há um bom tempo. A expectativa é de como fechará em 31.12 que é afinal, o resultado do jogo. Conforme disse dona Isa Musa, amparada em dados fornecidos pela Conselheira Deliberativa da Previ Célia Larichia, em correspondência cambiada com o colega João Rossi Neto, o ideal para a Previ e por extensão a nós também, seria um fechamento na ordem dos 62.000 pontos. Nesse caso não haveria interrupção do BET no próximo ano nem tampouco voltaríamos a contribuir. No presente, segundo Isa Musa, o rombo provocado pela queda na Reserva Legal (25%) está sendo coberto pelos Fundos Previdenciários cujo saldo ainda é de oito bilhões de reais.
Porém, se no último dia do ano o Ibovespa estiver abaixo dos 51.000 pontos, será então, um "Deus nos acuda" posto que a Previ estará em dificuldades.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

PARA REFLETIR

Abaixo transcrevo uma participação anônima no blog do Medeiros, no post "Decisões do Uruguai" onde o nobre causídico gaúcho teria se retirado de uma das frentes de batalha, porém, penso que por um período curto. Ele voltará!
A transcrição é exatamente para refletirmos sobre a posição de um advogado da ativa que se ufana de ser contemplado de benesses subtraídas ilegalmente de nós aposentados, porque como advogado que é (infelizmente assinou como Anônimo) deveria conhecer a Lei Complementar 109/2001. Eis a postagem para reflexão:


"AnônimoAnônimo disse...
Sr. Medeiros,
Muitos de nós, da ativa, pensamos diferente do sr. Eu não vejo mal algum no Banco se apropriar de parte do superavit. Aliás, vejo nisso até um direito do Banco, que nos deu maior PLR e dividendos aos acionistas. O futuro dos fundos de pensão já está selado: sofrerá com a queda das bolsas mundiais, ganhará com eventuais altas. E com a perda/ganho de seu patrimônio. A Previ nos deu 7 anos anos sem contribuir. Faço parte do Jurídico do Banco e agora temos que correr atrás de cerca de 1 bi para superar a não apropriação deste ano. Negócios com Banco-Autor, advogados atuando na área negocial, uma nova reestruturação do Juridico.
Novos tempos, bem diferentes do seu. Gostamos de desafios. Alias, se os aposentados não conseguem sobreviver com 20% a mais(provisórios, aliás), com emprestimos simples astronomicos, o problema é de cada um. Tempos individualistas, sim. Este é o meu tempo. Sempre votarei pela aprovação das contas da Previ, e quer, saber, ficando 7 anos se pagar(mais de 30 mil no meu caso) e com 20% pingando sei lá de onde(alta de bolsa não me ilude) está é bom demais. A sua saída me tranquiliza, porque agora, nós da ativa, podemos nos preparar para o que deve ser feito: trabalhar até onde der, no Banco ou fora dele. Alias, ja tenho mais de 32 de Banco e continuo na labuta. Aposentando, nada de vigens, vou é trabalhar. A vida anda em ciclos, na tese Hegeliana vencedora, e a hora, com a crise mundial, é de todos corrermos atrás e formarmos nossa poupança. Vou comprando um terreno ali, uma casinha aqui, para viver nos tempos pre-previdencia. Quem vive de passado é museu. Há toda uma tendencia nova que surge, um pensamento mais da batida forte na bola, que o sr. e sua geração, jamais compreenderão. Eu, por exemplo, nao tenho a menor ideia de para onde foi o pessoal de minha formatura, em 88, e nem quero saber. A vida é agora, e nao manda flores. Tem que ser guerreiro. E quando ficar velhinho, vou morrer sabendo que chegou a hora. É o fim do romantismo, ja tive duas mulheres(só 1 levou uma casa minha, que a outra nem entrou aqui, que nao sou trouxa. é uma nova familia, tambem. Raramente vejo meu filho. A minha geração(tenho 51 anos) é narcisista, guerreira e acima de tudo pragmática. Sonhadores como o sr. ou o pessoal do Ocupem Wall Street me enojam."

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

TERMO DE COMPROMISSO

O Termo de Compromisso firmado em 24.11.2010 está aniversariando hoje. Entrou naquele Acordo lamentável de doação da metade do superávit ao BB. Foi instalado em fevereiro, não janeiro como estava previsto. Teve uma ou duas reuniões de trabalho, mas devido ao derretimento do então superávit de 4 bilhões, o Banco se afastou e ninguém cobrou mais nada. É sempre assim: quando não for para receber benefício financeiro o Banco se afasta e rasga os compromissos. 
À época, o termo foi firmado por representantes do BB, entidades nossas como a Faabb, a Contraf-Cut, a Anabb, a Aafbb-RJ, com a anuência do ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo e pelo ex-secretário do Ministério da Fazenda Nelson Machado. Tudo assinado, acordado para encerrar as decisões em seis meses. 
Nem mesmo os ítens que tinham a pré-concordância do BB foram levados a cabo, como a transferência da data-base dos aposentados de junho para o mês de janeiro. Que dirá outros pleitos para a melhoria dos benefícios como os 360/360 para quem efetivamente contribuiu ( a meu ver a maior injustiça a ser corrigida), o aumento do percentual das pensionistas etc.
Continua tudo como dantes no reino de Abrantes.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

O BRASIL VAI BEM, OBRIGADO.

Acaba de ser divulgado pelo Jornal Nacional da Rede Globo o "impostômetro" que, aliás, pode ser visualizado a qualquer hora no sítio www.impostometro.com.br
Até hoje, 23.11.2011, ultrapassou a casa de UM TRILHÃO e TREZENTOS BILHÕES DE REAIS. Até o final de 2011 atingirá sossegadamente a marca de 1,5 TRILHÃO. Em números é R$ 1.500.000.000.000,00. Ufa! Será que não errei?
"Que beleza" - diria um certo narrador esportivo do Sportv chamado Mílton Leite.
A equipe econômica do governo deve estar radiante. O Brasil é imbatível em arrecadação de impostos no mundo. Guardadas as proporções é o que mais arrecada. A alegria do governo está muito mais no fato de saber que ninguém reclama. Mas, reclamar de que? No Brasil não há miséria, não há fome, não há desemprego, a saúde está um show de bola, a segurança melhor que a dos Estados Unidos...aquele que reclama é o que não está satisfeito com nada!
Olhem o exemplo do ex-presidente Lula: poderia muito bem tratar-se no exterior. Em vez disso ficou aqui porque temos os melhores médicos do mundo.
Para os que reclamam de tudo, aqueles que acham que tem corrupção à solta, devo ponderar que no Brasil ela é muito ínfima em relação à arrecadação.
Os estrangeiros, então, adoram o Brasil. Perguntem ao Cesare Batistti se ele quer deixar o país? Esta pequena crise que está se abatendo sobre alguns países da zona do euro não irá nos atingir. É apenas mais uma "marolinha".
"Que beleza!!!" Um trilhão e meio!!! Ninguém segura este país!!!

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

O BETINHO

Alguns comentam o fim próximo do BET - o Benefício Especial Temporário. Talvez venha a ser pago mais alguns meses, até que a Previ feche o próximo balanço anual. Na distribuição de 2006, o aumento de 75% para 90% nas aposentadorias também foi, a princípio, temporário. Neste "Acordo" de 2010 deram um "jeito" e o transformaram em permanente. Tal qual o Renda Certa uma pequena percentagem foi beneficiada. Estes estão garantidos. Quem não está garantida é a grande maioria do BET 2010. Somente uma mudança no rumo da atual crise europeia, o que parece pouco provável no curto prazo, poderá salvar-nos.

Já o governo brasileiro não tem esta preocupação. Os impostos federais crescem mês a mês, acima de 11% cada mês, em relação a igual mês do ano anterior. A arrecadação já atingiu a casa do trilhão sem ainda o ano haver findado.

A educação financeira que a Previ tentou nos ensinar através de seu site não vale para o governo. Ele não precisa aprender a gastar pois o aumento na arrecadação sempre lhe traz tranquilidade. Nada obstante tenha a dívida interna quadruplicada nos últimos dez anos.

Nós do Plano de Benefícios nº 1 da Previ é que devemos nos disciplinar. Até parece que o patrimônio de mais de 150 bilhões de reais não nos pertence.
Se pararmos para pensar realmente na prática pertence ao governo que dá alguma coisinha além (digamos o BET) quando ele também leva o dele. E a divisão nunca é equânime: BB = 50% mais IR(Governo) 27,5%. O que sobra é nosso. E ainda temos que rezar para o "betinho" não acabar. 

domingo, 20 de novembro de 2011

O NOSSO TIME

Eis algumas entidades “amigas” que lutam pelos nossos direitos:


1º) AMEST – Associação dos Acionistas Minoritários de Empresas
                      Estatais, sede no Rio Grande do Sul com sucursal em
Brasília-DF, tem como presidente Luiz Afonso Barnewitz, como vice-presidente Sólon Flores Santanna e presidente do Conselho Marco Antonio Velho Pereira. Em Brasília, seu diretor é Fernando Arthur Tollendal Pacheco.
Seu objetivo é:       
XIV - Os interesses dos acionistas minoritários das empresas estatais, onde quer que se encontrem, propondo, sugerindo, denunciando, requerendo, exigindo, dando publicidade, divulgando e representando em quaisquer órgãos., estabelecimentos, entidades, instituições e foros, públicos e privados, incluindo-se aí todos os funcionários, pensionistas, aposentados do Banco do Brasil, e associados a PREVI, CARIM e CASSI, valendo isso também para os funcionários e associados de todas as empresas estatais.aposentados e pensionistas dos Fundos de Pensão, incluindo-se ai a FUNCEF E ASSOCIADOS DAS CAIXAS DE PREVIDENCIAS E COOPERATIVAS.


2º) UNAP-BB  - União dos Aposentados do BB – Possui uma TV e a Rádio Unap-BB na internet. A TV é usada mais para produzir e divulgar vídeos pelo youtube.
O site WWW.unap-bb.org/  não diz quem é quem nesta associação.
No final, escreve sobre “blogs de colegas” entre eles alguns que nada fazem por nós aposentados: Cecília Garcez e Romildo Gouveia.
Aliás, estes dois também constavam como “blogs que eu sigo” do grande Medeiros.

3º) @ACORDA-BB

@ACORDABB Funcionários Banco do Brasil
O Grupo Acorda-BB é um grupo apartidário e sem vínculos com sindicato, desenvolvido por funcionários do Banco do Brasil
Os componentes deste grupo são: (conforme o site acima)
Cleide Andrade Fernandes - São Paulo - SP
Daisy de Freitas Saccomandi - São Paulo - SP
Ebenézer Walter Araujo do Nascimento - Salvador - BA
Hamilton Omar Biscalquini - Piratininga - SP
José Milton Bertoco - Rolândia - PR
Laerte da Silva -  Penápolis - SP
Leopoldina Maria Corrêa Freitas - Fortaleza - CE
Maria de Lourdes Albara - Santo Antonio do Sudoeste - PR
Maria Luiza Portugal Gonçalves - Ribeirão Preto – SP

O Grupo Acorda-BB é um grupo apartidário e sem vínculos com sindicatos,  criado por funcionários do Banco do Brasil, com o objetivo de acompanhar  e divulgar as notícias e acontecimentos envolvendo o Banco e nossas caixas de assistência (CASSI) e previdência (PREVI).
Muitos recebem e-mails deste grupo através do

4º) Aqui estão os blogs e demais engajados em nossa defesa:

SEMEANDOOFUTURO-subscribe@yahoogrupos.com.br
ACORDA-BB-INFORMATIVO-subscribe@yahoogrupos.com.br


Deixei de mencionar a AAPPREVI porque já está representada por este humilde escriba e pelo presidente Marcos Cordeiro de Andrade.
Retirei alguns da postagem do Marcos Cordeiro, “Conselho Consultivo Vigilante” de 08 de novembro de 2011, principalmente o blog do Medeiros (desistência) e outros que a meu ver não estão especificamente no “campo de batalha”.


Não consegui enquadrar o sr. G. Giongo, a pessoa que criticou duramente o colega e amigo  Juarez Barbosa, no meu entendimento, o melhor de todos na EXECUÇÃO das ideias. Tem gente que tem ótimas ideias mas que na prática não florescem. Esse Giongo penso ser do grupo “semeando o futuro” de quem espero agora a formação da “Chapa Limpa”. Bons nomes não lhe faltam, já que não quis que o Juarez fizesse a tal votação, talvez porque não seja lá muito democrático.

Como disse, bons nomes não lhe faltam: Ruy Brito, Piani, Tollendal etc, nada obstante possa repetir a Chapa Limpa de 2006, talvez com algumas modificações.

Enfim, esperamos destas lideranças um novo caminho, um rumo a seguir. O tempo urge e não podemos deixar tudo para a última hora. O Juarez Barbosa com certeza não deixaria...

FALA DOUTORA

Meus amigos, como oncologista digo que ninguém está desejando mal ao Lula ou aos pacientes sofredores de câncer, mas sabemos que quando um governante passa na pele o que um paciente passa para ter o direito a um tratamento digno e justo, ou mesmo morre na fila esperando um medicamento, uma cirurgia ou simplesmente pela ineficiência do sistema, temos que nos revoltar!!!
Porque todos não tem o... direito de ter um diagnóstico no sábado e iniciar o tratamento na segunda, me digam um paciente que conseguiu essa presteza, ou que tratou linfoma com a droga de ponta que a Dilma usou, ou vai fazer infusão contínua com cateter e bomba de infusão de uso domiciliar???
Por que não nos exasperarmos por nem todos terem os mesmos direitos???
Somos diferentes porque não temos convênios, ou mesmo cargos importantes???
E a Constituição Federal não diz que temos todos os direitos e somos iguais???
Temos sim que aproveitar essa situação e mostrar que há diferenças nos tratamentos e lutar pelos direitos dos mais fracos. Não é justo que um paciente espere 30-40 dias para ter um diagnóstico patológico, ou aguarde na fila de cirurgias, simplesmente porque não há mais médicos se submetendo aos salários de fome que o SUS paga!
Pagar de 10 - 17 reais de honorários de quimioterapia por paciente/mês é simplesmente um achaque!
Pagar 1.200 reais por Mês para médicos da rede pública por 20 horas de trabalho, e fazê-los atender 18 pacientes ou mais em 04 horas é um abuso!
Eu quero sim que ele se cure e tenha um excelente tratamento, que com certeza já está tendo, mas e o paciente que atendi hoje que não teve a mesma sorte
e está morrendo no hospital com menos de 30 anos...
E as mulheres com câncer de mama que não conseguem usar o tratamento mais moderno?
E a fila da reconstrução mamária das mulheres mastectomizadas?
E as filas imensas da radioterapia, que só não são maiores pela abnegação de radioterapeutas que tratam os pacientes SUS em suas clínicas privadas, muitas vezes arcando com os custos do tratamento para verem seus pacientes melhor atendidos?

Temos sim que falar, temos que mostrar à população que não é assim que ocorre no dia a dia de pacientes oncológicos, que ficam sentados dentro de ambulâncias o dia todo aguardando para voltarem para suas casas após terem feito seus tratamentos ou seus exames cedo pela manhã, aguardando aqueles que fazem exames e tratamentos á tarde.
Se vocês não sabem o câncer é uma doença que mais mata somente vindo atrás das doenças coronarianas.
Quase um problema de saúde pública!
E seus custos são altos sim, mas não justificam que para custeá-los temos que sacrificar pacientes que teriam chances reais de cura, que hoje mesmo a deonça se encontrando em estágios avançados chegam aos índices de 50 %.
Sinto muito se o Lula está passando por isso, mas com certeza não está lutando para ter seu medicamento e passando por um grave estresse para ver quando vai começar ou quando vão lhe chamar para iniciar seu tratamento!
Queria que todos os pacientes oncológicos tivesem o direito ao tratamento de ponta oferecido no Sírio ou no Einstein!!
Somente nós médicos sabemos o dilema ético ao dizer ao paciente que terá que fazer um tratamento, mas que talvez não tenha acesso no sistema, por exemplo a hormonioterapia extendida para câncer de mama após uso de Tamoxifeno, não é disponibilizada ao pacientes do SUS, porque não tem código para esse tratamento, haja visto que a tabela está desatualizada.

O SUS diz que paga tudo, as tabelas realmente não dizem qual tratamento o médico deve fazer, o médico pode prescreve o que quiser, entretanto, o valor pago pelo código da doença é ínfimo e não cobre os novos tratamentos, quem paga a conta???
Os hospitais filantrópicos???  Os hospitais públicos já tão sucateados...
Ou deixamos assim, e não nos indignamos, afinal eu não tenho nada a ver com isso, na minha família niguém tem câncer, e eu tenho convênio de saúde, para que vou me preocupar????
Quando a água bater naquele lugar, quero ver....
Sorry pelo desabafo!
Mas é irritante escutar tanta coisa de quem não tem a mínima noção do que seja a saúde nesse país, e isso que em Blumenau e no Sul do Brasil, vivemos num paraíso, comparado com o resto do país!
 
Dra. Liziane AnzaneloOncologista - Blumenau - SC

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

NINGUÉM MERECE


O presidente da Aapprevi não precisa de quem o defenda; ele, por si próprio, possui os dotes de bom advogado, nada obstante vou dar umas pinceladas nesta seara.
Pelo site a Aafbb-RJ, entidade que agrega mais de 30 mil associados, segundo apregoam por aí, emitiu um “Repúdio à calúnia” às demais Afas afirmando da decisão de tomar medidas administrativas e judiciais contra o Sr. Marcos Cordeiro de Andrade, presidente da AAPPREVI.
Não tenho procuração para defender quem quer que seja, até porque não sou laureado em Direito. Mas, afinal, do que está sendo o Marcos acusado? De difamação contra a honra. Mas a honra de quem?
Pelo que se deduz da nota, as pessoas que foram “desonradas” são:
1.   Gilberto Santiago
2.   Isa Musa de Noronha
3.   Loreni de Senger
4.   Célia Larichia
Das quatro pessoas citadas acima nenhuma delas teve seu nome manchado por injúria e difamação, até porque quando isso acorre é necessário lavrar o devido B.O. (Boletim de Ocorrência) em qualquer delegacia de polícia.
O que está por trás de tudo é uma inveja mortífera que teve seu nascedouro na cidade de Curitiba-PR, ocasião do nascimento da AAPPREVI, em fevereiro de 2010, quando o presidente da Aafbb-PR, Sr. Nereu João Lagos enviou emissários ao nosso encontro de fundação a fim de abortar o evento. Inveja também porque nossa Associação embora pequena, mas bem organizada; mesmo com menos de dois anos já realizou mais em prol da comunidade PB1 do que muitas das demais reclamantes Afas.
Marcos Cordeiro de Andrade trabalha gratuitamente 16/18h por dia, inclusive sábados e domingos, e cuida da nossa pequena mas retumbante Aapprevi como se cuidasse de um tesouro oculto que em algum momento renderá frutos aos seus associados. Refiro-me às Ações Judiciais em curso.
Nosso “know-how” foi oferecido às demais associações congregadas à Faabb, mas, como não é rentável, para eles deixa de ser “interessante”. Eles visam ao lucro, a Aapprevi não.
Além disso, os cargos na Aapprevi não são remunerados, bem o contrário das demais associações. Perguntem a um dirigente da Anabb quanto ganha. São muito bem remunerados.
Tal qual Jesus Cristo que veio proclamar a justiça divina na terra, dando voz e vez aos esquecidos e oprimidos; e por isso tão combatido pelos poderosos da época; Marcos Cordeiro de Andrade também é combatido pela “tropa de choque” das entidades que congregam a Faabb.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

TOCANDO EM FRENTE

Mesmo com algumas defecções em nossa batalha, a guerra continua. Não haveria necessidade de guerra se do lado oposto não estivessem alinhandos BB/PREVI/GOVERNO/ANABB/PREVIC não necessariamente nesta ordem.
Um senhor gaúcho da capital, intrépido defensor de nossos direitos, ja deu o seu "Farewell to Arms" (Adeus às armas) segundo ele, cansado da falta de um engajamento efetivo ou prático de colegas em quem depositara muita confiança, e na hora "h" falharam. 
Às vezes, é necessário usar de sabedoria e pensar como São Francisco de Assis:
"Senhor, dai-me forças para aceitar as coisas que não posso modificar; coragem para modificar as que são possíveis; e, sabedoria suficiente para distinguir uma da outra." 
Penso que seja necessário lutarmos ainda mais. Que cada um de nós se doe de um modo mais intenso. Sem esperar nada em troca. Se Deus é por nós, quem será contra nós? Tenhamos mais fé e façamos nossa parte com mais determinação. Igual ao título da música de Almir Sater que diz "...como um velho boiadeiro tocando a boiada eu vou...estrada eu sou...", e que Deus nos ilumine para descobrirmos novas estradas que nos conduzam a novos horizontes. 

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

À UNAP-BB - COM ALGUM DESCONFORTO

A União Nacional dos Aposentados do BB - UNAP-BB - como é mais conhecida, congrega alguns baluartes aposentados dentre os quais Edison de Bem e Silva (RS), Egydio Piani (SP), Ruy Brito Pedrosa (RJ) entre outros notáveis.
Em São Paulo o grupo emite virtualmente o "bb-funcionários@yahoogrupos" com a participação dos 81 cadastrados. Foi ao ler um destes e-mails que deparei com um comentário de Daisy de Freitas Saccomandi sobre o assunto recorrente às próximas eleições na Previ. Enviei de pronto um e-mail à Daisy onde expus a necessidade de união de todos nós e aproveitei para tecer algumas considerações elogiosas à conduta proativa do meu nobre amigo e gerenciador do blog www.previpb1emfoco.blogspot.com , Juarez Barbosa.
Parece que este meu e-mail desencadeou na Unap um certo "ciúme de direitos" posto que um outro grupo do yahoo denominado "semeando o futuro" ( ou a discórdia?) respondeu diretamente ao Juarez com deselegância e agressão.
Este vilipêndio partiu do Sr. G. Giongo (SP) que faz parte da UNAP-BB. E é precisamente a este senhor a quem dirijo esta modesta postagem. Comecei a escrever dizendo que a UNAP é a UNIÃO dos aposentados do BB; seria mesmo, sr. Giongo? Não com esta sua atitude grosseira para com um colega que sozinho faz muito mais do que muitos de nós. Quero aqui isentar de qualquer culpa os outros integrantes que compõem a UNAP-BB. São todos probos e honrados. Para o Ruy Brito, o Edison de Bem e o Egydio Piani eu tiro não só o meu chapéu como também minha barba e meu bigode pois diante deles não sou mais do que uma criancinha.
Entretanto para o sr. G. Giongo toda a minha ojeriza.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

QUANDO HÁ VONTADE, ACONTECE

O governo federal através do Banco Central acaba de resolver uma queda acentuada nos juros para aquisição de veículos, onde o obediente BB já começa a por em prática. Guido Mantega sabe que as vendas precisam continuar aquecidas, até porque 35%  do preço do veículo, ainda na cegonheira, vai para os cofres do governo. Além disso existe o IOF triplicado na operação de crédito determinado pelo próprio Mantega desde o fim da CPMF. E quantos mais carros na rua maior é o consumo de gasolina cujo preço no Brasil é mantido extremamente alto, fato que não acontece em outros países. Quem ganha com isso? Governo e Petrobras.
Quem perde com isso? Eu e você. Você e eu.

A Europa vive uma séria crise. O "Federal Reserve" que é o BC americano recomendou aos bancos do Estados Unidos que se desfaçam de títulos ou investimentos em bancos europeus. Esta desconfiança é devastadora. Itália e Espanha estão no olho do furacão. A Grécia já caiu do 18º andar. O Lula agora não está podendo falar mas será que diria que é apenas "uma marolinha"?

O horizonte não é animador. A economia está muito globalizada. Que vamos perder não há a menor dúvida. A questão é apenas o tamanho do buraco.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

MUDANÇA NA CONDUÇÃO

Uma pessoa que aprendi a admirar nos últimos tempos foi o Juarez Barbosa. Pessoa sensata, de fino trato, proativo, lançou-se à frente para dar corpo à nova chapa limpa nascitura; todavia, malgrado os esforços, tem sido bombardeada pelo chamado "fogo amigo" do grupo semeandoofuturo@yahoogrupos.com.br
Lastimo profundamente a rasteira dada pelo referido grupo. Críticas pesadas também desestimulam porque passamos a ser alvo da inveja daqueles que na prática pouco fazem, apesar de muito escreverem. Deixemos, então, para os doutos do "semeando o futuro" essa tarefa. E que tenham o maior sucesso!
Quanto a este blog continuaremos apoiando qualquer chapa alternativa cuja doutrina seja de distanciamento da Anabb e voltada para as necessárias modificações na lei 108/2001 para o fim do voto minerva para o CD da Previ e para a volta do corpo social, extinto na referida lei.
Nossa conduta doravante será de apoio, sem envolvimento na formação de chapa. 
Obrigado ao Juarez, e vamos em frente, amigo!

domingo, 13 de novembro de 2011

CONVITE IRRECUSÁVEL

Prezado(a) colega participante ou assistido(a) de nossa PREVI - CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL.

Convidamos você, através deste e-grupo, Blog ou Entidade Representativa de nossos pares, a compor e/ou apoiar a Chapa “A PREVI PARA SEUS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS”, que estamos construindo para disputar as próximas eleições que ocorrerão na Previ em 2012.

Os que acompanham o dia-a-dia da gestão de nossa Entidade Fechada de Previdência Complementar percebem claramente que ultimamente estão acontecendo interferências indevidas e preocupantes do Governo em nosso Fundo, que precisam ser afastadas urgentemente. Para tanto, precisamos de gestores eleitos por nós que atuem com independência, responsabilidade, transparência e firme compromisso para com os seus representados, o que não anda ocorrendo ultimamente.

Se você é um(a) dos(as) colegas que concordam com a afirmação acima, está na hora de promovermos mudanças nos quadros de nossos representantes.

Acessando o endereço eletrônico abaixo você obtém a ficha de inscrição para se candidatar a uma das vagas em nossa Chapa. É só preenchê-la na própria tela do computador e enviá-la clicando em arquivo e em seguida, enviar por e-mail (na janela que se abrir colocar o e-mail jdeabarbosa@gmail.com).

https://docs.google.com/document/d/1NgWDSxtqXIM5txn3xU90Xp9BYVEJ4jEapgykv8RYYoM/edit?hl=pt_BR

Observar o prazo de remessa da ficha de inscrição no cronograma estabelecido no endereço eletrônico abaixo

http://previpb1emfoco.blogspot.com/2011/11/eleicoes-previ-2012.html

Para ter acesso a mais informações dos colegas que comungam deste mesmo pensamento, sugiro como ponto de partida uma visita ao Blog

http://previpb1emfoco.blogspot.com/

onde você poderá obter muitas informações importantes e direcionamento para outros Blogs, e-grupos e Entidades Representativas.

Seja bem-vindo em nossa justa luta para reconquistarmos o comando de nossa próspera Previ.

SEMPRE FOI ASSIM

Até parece que você não conhece a história da Previ!

Sempre foi assim...ela sempre foi invadida pelos governos...
Não é de hoje, não!
Para que se rebelar, então? As coisas não mudam mesmo!
Então vamos aplaudir as indicações de Lula. Flores é uma delas.
Vamos nos regozijar com os salários da diretoria de 42 mil/mês.
Com o voto de minerva do BB. Com a estupenda participação da Anabb nos cargos da Previ. Com a Contraf-Cut, Afabb-RJ, Anabb e todos os conchavos.
Com os conselheiros escolhidos a dedo para participarem das empresas nas quais a Previ é acionista. Vale, Weg, Neoenergia, Petrobras, Brazilfood e tantas outras.
Aplaudir o belo presente do ES parido no dia 09.11.
Por falar em 09/11 nos Estados Unidos esta data escrita em inglês é o dia 11 de setembro, pois em inglês o mês vem antes do dia.
O povo brasileiro é mesmo assim: pacífico, ordeiro, conformado. Até hoje não fez nenhuma revolução. Não temos um Che Gevara, um Bolivar nem tampouco um Fidel. Somos uma grande democracia com votantes desde os 16 anos. Todos os desvios de dinheiro público são exemplarmente punidos. Está aí o mensalão para provar. Sílvio Santos, do banco Panamericano, cometeu um pequeno deslize na contabilidade do banco. Quis, inclusive, dar sua emissora, o SBT, em troca do rombo. Nem precisou. O governo o amparou e a CEF comprou seu banco. Pelo menos assim ele só vai falar bem do governo na emissora.
Eu não entendo essa meia dúzia de gatos pingados querendo alertar nos blogs para se fazer mudanças. Criar chapa própria, para quê? Eleições é para quem tem cacife. E dinheiro. Muito dinheiro.

Oh! Coitado...Parece que não sabe que sempre foi assim.

sábado, 12 de novembro de 2011

ENTRE DOIS MUNDOS

O mundo sempre se dividiu entre capitalismo x socialismo, brancos x negros, ricos x pobres, burguesia x feudalismo, cristãos x muçulmanos, católicos x protestantes, gregos x troianos.....
É um dualismo que remonta ao jardim do Éden, o suposto paraíso. 
Aqui em nossa terra tupiniquim prevalece atualmente a democracia controlada pelos espertos partidários, sectários, seguidores da filosofia "vale-tudo". O primeiro passo foram as alianças, as costuras políticas, sempre a serviço deles próprios, nunca do interesse do direito. Aliás, muito usurpado com resoluções valendo mais que leis. Assim temos as Centrais Sindicais que recebem uma nota preta para apoiarem e usufruir do poder. Inclusive administrando quase todos os postos chaves das estatais e suas subsidiárias/controladas.
Daí chegamos na Previ, uma casa invadida pelos governos dos últimos anos. E cá entre nós também reina dois mundos distintos dentro do PB1. Como sempre desproporcional. Talvez uma centena de pessoas trabalhando arduamente para o cumprimento da lei contra milhares estagnadas, sem força ou vontade de lutar. O cenário não é animador. Mas nós temos pessoas acima da média lutando sem parar. Todos eles nós conhecemos muito bem. São nossos anjos da guarda nos defendendo das ciladas oportunistas dos governos de plantão.
Ao final do livro "For Whom the Bell Tolls", Ernest Hemingway desabafa:
Não me pergunte por quem os sinos dobram, eles dobram por você.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

EXPLICANDO A PARCELA PREVI

  A Parcela Previ foi criada em 1997. Na época temia-se que a reforma da previdência oficial reduzisse o teto de 10 para 03 salários mínimos. Caso tivesse sido aprovado essa mudança nos tetos do INSS, a PREVI teria que desembolsar uma parte maior na complementação.
 Vamos a um exemplo de como funcionava o cálculo pelo estatuto vigente antes de 1997.
 Supondo-se um salário de R$ 5.0000 e o teto do INSS de R$ 1.000,00.
 Benefício global -> 5.000,00
 - Valor teto INSS   1.000,00
 - Complemento PREVI 4.000,00
 
  A partir do Estatuto de 1997 a PREVI deixou de considerar o valor pago pelo INSS e criou a pp. Naquela época os valores do teto do INSS e a PP eram iguais (R$ 1.031,05). Quem aposentou-se logo após a criação da PP não teve prejuízo. As distorções começaram a aparecer à medida que a PP passou a ser corrigida pelo IGPDI (Até 2004) e INPC após 2004.
 
 A redução nos tetos do INSS não foi aprovada, mas a parcela previ continuou aumentando via indexadores -IGPDI e INPC. Para agravar a situação os salários dos funcionários do BB sofreram um congelamento por 08 anos (1994 a 2002) o que tornava as novas aposentadorias cada vez mais aviltadas. A parcela Previ crescia enquanto os salários estavam congelados. Os complementos pagos pela previ se tornavam cada vez menores.
 
 Mesmo com a redução da PP aprovada pela Previ o problema continuou. Os colegas tem que observarem o seguinte detalhe: Se sua parcela previ foi maior do que o valor inicialmente pago pelo INSS, por ocasião de suas aposentadorias, as perdas estão bem caracterizadas.
 
 Outros detalhes implantados no estatuto de 1997, como a redução da idade mínima para a concessão de aposentadoria pela PREVI, que antes era de 55 anos para os homens, foi uma estratégia para o BB se livrar dos funcionários detentores de salários mais altos. O ônus foi transferido para o fundo de pensão.
 
 
 Atenciosamente.
 
 Gilvan Rebouças.
 

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

O CALVÁRIO PREVI

Tudo poderia ser mais fácil e simples. Mas a diretoria atual da Previ tendo como cabeça Ricardo Flores tem um grande prazer em pisotear e prejudicar os velhinhos cabeças-brancas. No episódio do Empréstimo Simples, dinheiro nosso mas guardado por eles, esta prática é sentida na flor da pele. Estabeleceram alíquotas absurdas para a tal da FQM chegando para os que têm 70 anos ou mais ao patamar de 2,5% (exatamente a metade do juros cobrados que são de 5% a.a.). Os demais diretores que poderiam interceder a nosso favor, seguem as determinações de Ricardo Flores, o braço direito de Lula. Não aumetaram um mês sequer o prazo por determinação deste diretor. Esbarramos nessa malfadada margem consignável que o BB não segue para nos conceder seus empréstimos.
Só nos resta rezar para que o Senhor tenha compaixão de nós e retire do nosso caminho pessoas como o sr. Ricardo Flores.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

09 NOVEMBRO - RENOVAÇÃO DO ES

Muitos se perguntam agora, devido ao lançamento da 2ª opção do Empréstimo Simples, qual a melhor escolha: renovar o ES já existente OU fazer um novo pela diferença? Vamos analisar as duas situações, assim cada um escolha a melhor:

1ª Situação: Se renovar pelo total (110.000) terá um custo maior na taxa de 
administração que é de 0,2% (220,00) paga sobre o total. 
Entretanto, para compensar, evita o acréscimo na 13ª parcela que em outubro de 2011 foi de 7,32%. Há de precaver-se, quem tiver 60 anos ou mais, pelo aumento da taxa do FQM (Fundo de Quitação por morte). Vai onerar mais, e seria desaconselhável fazer por esta primeira hipótese.

2ª Situação: Renovar pela diferença entre o saldo devedor do ES "em ser" e o novo limite de 110.000,00. Neste caso, o empréstimo antigo seguiria seu curso normal, apenas com o acréscimo do percentual a partir da 13ª parcela, pelo aumento do saldo devedor.
Seria feito um NOVO empréstimo no qual se pagaria menos pela taxa de administração (0,2% sobre o valor de empréstimo; exemplifequemos, se for de 10.000,00 a taxa seria de 20,00 (vinte reais). Mas essa diferença de 200,00 é compensada no caso da 1ª situação porque não haveria aumento na 13ª parcela.


Vejam a resposta dada pelo Presidente Financeiro da AAPPREVI, sr. José GILVAN Rebouças, a uma solicitação de um Anônimo no blog do Marcos:
-----------------------------------------------------------------------------------
Ao anônimo 12.28


Para quem está perto de completar 12 parcelas o ideal é renovar o antigo. A partir da 13a parcela o valor da parcela é reajustado. O reajuste da parcela para quem completou 12 meses em outubro/2011 foi de 7,32%
Outra variável a ser considerada na renovação é a mudança das taxas verificadas nas faixas etárias. Nesse caso a renovação não é recomendável, pois estará trocando uma dívida com juros menores por outra com juros maiores.
Atenciosamente.
Gilvan Rebouças