BANNER

Acesse aqui!
atendimento@anaplab.com.br
Joinville/SC: (47) 3026-3937
S.J. Pinhais/PR: (41) 3035-2095

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

SE EU FOSSE VOCÊ

Se eu fosse você, eu...

-Não seria mais sócio(a) da Anabb.
-Não votaria em ninguém apoiado pela Anabb nas eleições da Previ.
-Não telefonaria mais para o 0-800 da Previ.
-Não esperaria mais por melhorias no ES em 2011.

-Me associaria à AAPPREVI.
-Entraria com todas as Ações Judiciais possíveis para recobrar injustiças.
-Procuraria ajudar os menos afortunados do nosso Plano de Benefícios,
  principalmente as pensionistas.
..........................................................................................................

O Blog do Juarez Barbosa http://www.previpb1emfoco.blogspot.com/
traz hoje uma excelente matéria elaborada pelo blog Afabb-Tupã(SP) na qual é realçado que é a Previ que é o patrocinador do BB - não o alegado que o BB é patrocinador da Previ. Ora, patrocinador não tira dinheiro do patrocinado.
Não deixem de ler.

domingo, 30 de outubro de 2011

UM SINAL DO CÉU

A doença do Dr. Luiz Inácio parece ser um aviso muito claro do alto de que o ser humano é frágil, e todos os bens materiais são inócuos diante da vulnerabilidade do corpo humano. Evidentemente, qualquer doença pode atacar qualquer ser humano. Nenhum de nós estará livre ou isento. E não se trata aqui de fazer qualquer paralelo entre a conduta de uma pessoa com sua eventual desgraça. Longe disso! Não existe, jamais existiu  nenhuma causa-efeito, nem mesmo nas Escrituras Sagradas onde no Evangelho Jesus afirma que:

"Cuidais vós que esses galileus foram mais pecadores do que todos os galileus, por terem padecido tais coisas? Não, vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis. E aqueles dezoito, sobre os quais caiu a torre de Siloé e os matou, cuidais que foram mais culpados do que todos quantos homens habitam em Jerusalém? Não, vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis."  (Lucas 13:1-5)

O que eu quero dizer com isso? Que todos somos filhos do mesmo Pai, sendo muito agradável a Deus que o homem aja de acordo com a Lei e tenha um coração transbordante de amor e solidariedade, amando o próximo como a si mesmo.
O presidente Ricardo Flores foi escolhido a dedo pelo ex-presidente Lula.
Todos os ministros no governo Dilma que caíram por denúncias de corrupção foram mantidos no cargo (no início do governo Dilma) por exigência do ex-presidente. Também diversos foram acusados no chamado "mensalão" no primeiro mandato de Lula mas este de nada sabia. A resolução CGPC nº 26 também nasceu no segundo mandato de Lula, concebida aos arrepios da Lei Complementar 109/2001 pelos asseclas de Lula, José Barroso Pimentel (PT-CE), atual senador; Paulo Bernardo ex-planejamento; Ricardo Penna e Sérgio Flores.
Seguir as leis é cumprir a justiça e a própria CF que diz que "todos são iguais perante à Lei".
O BB apoderou-se de 7,5 bilhões de reais da Previ, ancorado na Resolução 26. Não fez isso por necessidade nem tampouco por estar "quebrado". Fez isso única e exclusivamente por ganância; para aumentar seus já vultosos lucros; para dar mais a quem já ganha muito: seus dirigentes e acionistas. Poderia neste contexto ter eliminado todas as demandas judiciais contra a Previ, resolvido todos os problemas dos associados e pensionistas com o realinhamento do Plano de Benefícios nº1 agindo em conformidade com a LC 109/2001.
Em vez disso preferiu subtrair dos donos da Previ, todos os seus associados/pensionistas, a fazer o que manda a Lei.
Cuidado, sr. Lula! Além dos 85 bilhões no último ano denunciados pela VEJA que foram desviados por corrupção, que daria para acabar com a miséria no país, existe no ar e até já chegou ao céu o grito das viúvas/pensionistas do PB1.

Justiça já!!! Não podemos mais esperar.

sábado, 29 de outubro de 2011

PARA COMEMORAR COM WHISKEY (UÍSQUE)

Que afortunado o nosso ex-presidente Lula! Descobriu uma doença grave acidentalmente.
Menos mal que pode fazê-lo no Sírio-Libanês, um dos melhores hospitais do mundo.
Menos mal que foi descoberto precocemente.
O ator José de Abreu comentou sobre a doença do amigo e partidário:

"- Olha o destino: Dona Mariza tem uma dor de cabeça que não passa e Lula a leva ao hospital; como tinha que esperar os exames o médico resolveu aproveitar a presença do Lula lá e fazer um check-up! Sorte danada. Descobrir sem querer é um privilégio para poucos.."

Para a felicidade geral da nação, Lula não terá o mesmo vaticínio do presidente Hugo Chavez!
Para se festejar com o melhor uísque nacional!!!

O BAJULADOR


Obviamente referindo-se à defesa que fiz do Marcos na postagem “As coisas como elas são”. Será que defender a honra, a credibilidade, a honestidade, a nobreza de espírito, o altruísmo, pode ser confundido com bajulação?
O time da AAPPREVI é composto por homens e mulheres de elevada probidade e honradez. Quando um membro é atacado, todos os membros o são, por tabela. Realizamos um trabalho voluntário com o único propósito de ajudar os que mais necessitam. E graças a Deus estamos tendo excelentes resultados. E justamente por isso que somos atacados. Não se atiram pedras em árvores que não dão frutos.

Então, meu caro Anônimo, junte-se a nós. Trabalhe conosco. A recompensa é a satisfação de ter ajudado os menos aquinhoados.

“A messe é grande mas os operários são poucos.”

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

AS COISAS COMO ELAS SÃO

Um filósofo disse certa feita que "o homem não enxerga as coisas como elas são - mas, sim, como ele é..." Lembro disso para expressar a situação de duas pessoas em conflito. A primeira delas eu conheço bem. Dirige a AAPPREVI - Associação modelo de probidade administrativa, que nasceu para ajudar todos os que dela necessitam. Hoje em nosso país encontrar uma Associação igual à Aapprevi cuja honestidade e simplicidade é apenas reflexo ou extensão de seus diretores e presidentes que de tudo abdicaram para servir ao próximo de um modo acolhedor, defensor e participativo. As ações judiciais custeadas pela mensalidade de 10,00 (dez reais) ali incluídas todas as vicissitudes do início ao deslinde da Ação, são o nosso principal diferencial, inclusive oferecido às demais associações integrantes da Faabb pelo nosso grande benfeitor Marcos Cordeiro de Andrade, que presentemente, à semelhança do rei Herodes em relação a Jesus, está sob ataque de "poderoso" ex-presidente de outra Associação que possui cem vezes o número de sócios da nossa querida AAPPREVI.
Por ser sobejamente conhecido por todos, declino de nominar predicados ao soberano da Anabb.
Só gostaria de lembrar a este cidadão que José e Maria com seu filho Jesus escaparam da perseguição de Herodes. E quanto a Herodes, você conhece o seu fim?

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

O TIME DA ANABB

Há poucos dias recebi pelo correio envelope pardo cuja remetente era Cecília Mendes Garcez, onde recomendava o voto no "time" de Anabb, ou seja, nos asseclas de Valmir Camilo. Na contracapa do "material" lá estava a bela foto em tamanho 10X15 de um grande colega aqui da cidade, "candidato" regional de SC, nominado Alsione Gomes de Oliveira Filho, que atua como secretário municipal de Habitação no município de Joinville-SC, atualmente com 520.000 habitantes.
Prezo muito meu colega Alsione que hoje ligou-me no celular para pedir meu voto. Disse-lhe não. A continuidade na Anabb representará o seu fim. Ninguém pode servir a dois senhores. Pois a Anabb quer agradar primeiramente ao BB (está em seus Estatutos - defender o Banco do Brasil), desagradando sobremaneira os associados aposentados. É certo que se ela quisesse realmente estar a nosso lado já teria provocado a ADIN (felizmente a Anapar já o fez), já teria brigado com o BB pelo realinhamento do Plano 1, teria assumido posição firme na Previ a nosso favor em várias questões, afinal, é dela pelos menos uma diretoria e alguns conselheiros deliberativos da chapa 3 que até agora não disseram a que vieram.
Sinto muito, caro colega Alsione. A CF proíbe acumular cargos. Dê uma olhada no Cadastro Nacional dos Eleitos (http://www.canael.com.br/). Ali encontrarás os nomes, por exemplo, da maioria dos integrantes do "time" da Anabb. 

O RETORNO

Após um breve intervalo para tentar resolver problemas surgido no blog estou de volta. (I'm back). Lamento ter deixado milhares de leitores na mão por esses dias. Paciência. Mas antes tarde do que nunca. Depois volto com um novo post. Um grande abraço a todos e a todas.

sábado, 22 de outubro de 2011

ESTÁ ACONTECENDO EM 2011

Nos últimos dias, além da denúncia contra o ministro dos Esportes, jornais revelaram esquemas de corrupção no Amapá, com os quais foram surrupiados mais de R$ 1 bilhão dos cofres públicos nos últimos dez anos. Lá, deputados estaduais recebem até R$ 100 mil de verba indenizatória por mês. Ou seja, eles recebem até sete vezes mais do que um deputado federal e tudo isso acontece depois da Operação Mãos Limpas da Polícia Federal. As autoridades não se preocupam nem mesmo em apagar rastros. É a roubalheira à luz do dia, sem limite e institucionalizada. O perfil se repete no resto do País. Ainda assim, o brasileiro silencia, desconversa, segue adiante, recolhendo, calado, mais de um trilhão de reais em impostos em dez meses.

Nos últimos meses, contudo, se consolida na consciência nacional o sentimento de que a corrupção, de fato, inviabiliza o País. As reações do povo exigem tempo para se cristalizar, mas um dia elas vingam. Acontece no Chile, na Europa e até nos Estados Unidos, e não acontece no Brasil, na Índia ou na China. São países em que a população vive momentos de renda e de consumo, além da repressão de sempre. No Brasil, não temos indignados, temos céticos. De um lado, a mídia exibe o descontrole, desvario, desperdício e privilégios para os “encastelados” ao redor do poder. Seja no município, no Estado ou na União. A festa é única, colossal, insuperável, como a mídia exibe a cada dia.

Com o avanço econômico dos últimos anos, o País deveria exibir cenários muito melhores. Com investimento em infraestrutura, nível de educação melhor e mais segurança e saúde para a população. Temos o contrário: estradas e aeroportos em péssimas condições; nível da educação pior a cada ano; saúde pública aos escombros, e violência nas cidades e no campo. Desindustrialização e perda de competitividade, na economia. Quase nada funciona e tudo sai mais caro. Para os governos, sempre mais caro. O desvio é monumental, dito por órgãos de controle do próprio governo. Os partidos políticos são fraudes explícitas como este inventado pelo prefeito de São Paulo que nasce pronto em todo o País, abrigando os “desabrigados” e acolhendo os “necessitados”, numa escalada sem precedente de avanço cínico sobre o que é público. Não há oposição. Não há indignação. Há ceticismo, apenas. O ditado de que um dia a casa cai não vale no Brasil. Já caiu na Europa e nos Estados Unidos. Por aqui, continuamos fazendo de conta e “faxina” apenas para inglês ver. Como disse bem situado cidadão, “tudo está sob controle”. O roubo continua, à luz da democratização. Dia e noite, em praticamente todas as instituições.

aternes@terra.com.br*historiador e jornalista
( O texto acima está publicado no Jornal "A Notícia" deste domingo. Meu intuito é questionar: estamos imunes?)

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

ROBERTO CARLOS

Parafraseando o rei Roberto Carlos em sua música "eu te amo" podemos dizer: "Cartas já não adiantam mais...quero ouvir a sua voz...ou telefonar dizendo..."

A Faabb acaba de enviar email a Previ solicitando ES. Vai adiantar?
Praza aos céus que este email abra as portas da esperança.
E a Audiência pública da Senadora Ana Amélia? No protocolo já sofreu descaracterização. E a Carta de João Rossi Neto aos diretores da Previ?
E a Carta de Edson de Bem Silva ao Conselho Deliberativo da Previ, inclusive com cópia para Dilma Rousseff?

Dizem que um bom advogado conhece as leis; mas, o melhor advogado conhece o juiz.
Muitos de nós conhecem as leis, porém, ninguém conhece o juiz.
E quem é afinal é o juiz? Chama-se Ricardo Flores, indicado de Lula, faz tudo o que o chefe manda. Se alguém o conhecer, está resolvida a questão do ES.  Ou simplesmente conhecer o Lula que por tabela.....

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

AUDIÊNCIA PÚBLICA

A Senadora Ana Amélia Lemos protocolou junto à Mesa Diretora do Senado um
pedido de informações ao Senhor Ministro de Estado da Previdência Social, no sentido de que esclareça quanto será o impacto financeiro e atuarial do possível aumento do teto de aposentadoria dos diretores do Banco do Brasil às custas do plano de benefícios pertencente a todos os funcionários.
A informação foi dada pela Faabb que recebeu email do gabinete da Senadora. A notícia é muito alvissareira, mormente, quando se está tentando uma divulgação maior na mídia. Tal Audiência Pública será marcada proximamente, e terá presença certa de Isa Musa de Noronha que deverá acompanhar-se de nomes de expressão do PB1, inclusive talvez o próprio João Rossi Neto com quem teríamos. na minha opinião, um de nossos melhores defensores.
Aguardemos, pois, um pouco mais oxigenados.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

EMPRÉSTIMO COMPLICADO

Um colega me pergunta se sei de alguma nova sobre o ES. Minha resposta é não. Achei até que no período de greve seria utilizado como espécie de "moeda de troca". Como não houve necessidade a coisa morreu por aí mesmo.
Pessoalmente, vou deixar minha conta no BB explodir. Eles estão mesmo muito além dos 30% permitidos por uma Portaria ministerial. Antes eu cobria as parcelas com o empréstimo simples. Como o BB está impedindo o ES na Previ deixarei que a coisa estoure na Agência. Se quiserem renegociar que me chamem. Podem também me negativar o crédito. Que façam o que melhor lhes aprouver.
Minha alegação será a de que entrei em derrocada devido à intransigência do BB na questão do ES da Previ.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

A BOLSA ESTÁ PESADA

Sinceramente até hoje não entendi o porquê dos saldos das contas especiais como as reservas matemáticas que constituem a revisão do Plano sumirem da noite pro dia. Será que o saldo continua sujeito às intempéries da renda variável? Se não por que a preocupação em desaparecer o montante destinado ao BET? Não foi o que sobrou depois de tudo descontado, como IR, reserva disso e reserva daquilo? Se foi uma sobra a ser distribuída com que finalidade se reaplica no mercado financeiro? E se isso for verdade por que não aplicar no mercado aberto em vez de ações?
Como será que o Diretor de Planejamento está lidando com estas questões posto que é "discipulo" da ex-diretora Cecília Garcez que muito criticava o excesso de aplicação em renda variável. De certo o patrocinador e o governo estão a exigir cada vez mais investimentos em ações, segundo eles para a bolsa se manter ou cair menos.
Tivéssemos um planejamento inteligente, com proporções mais equânimes, como redução em renda variável e consequente aumento em renda fixa, teríamos com certeza superávits anuais.

O PROTESTO JUDICIAL

O Dr. Medeiros, nosso colega e ilustre advogado e contabilista, comenta hoje em seu blog sobre os 600 aposentados que entraram na justiça no chamado "Protesto de Ressalvas de Direito" entre os quais me incluo, e em sua parte final da postagem fala da "ganância desenfreada" dos dirigentes do BB - por extensão a PREVI - para levar apenas o lucro fácil à acionistas e funcionários da ativa (PLR) e altos dirigentes do BB, em detrimento de uma solução definitiva dos problemas dos associados da Previ.
Peço vênia ao ilustre Medeiros para reproduzir aqui a parte final de seu post:

"Considero que a ameaça sobre suspensão do BET que começa a ser veiculada em alguns blogs, de maneira subliminar, caso a bolsa se mantenha abaixo dos 57.000 , é uma reação inapropriada dos dirigentes da Previ contra as ações judiciais.  Eles achavam, em minha modesta opinião, que o ajuizamento da ADIN por parte da ANAPAR e da Contraf/Cut iria satisfazer aos descontentes e acalmar os ânimos dos mais exaltados. Enganaram-se. Existem diversos colegas inconformados, bem como algumas poucas associações e sindicatos que não se curvaram.

De qualquer maneira, mesmo que não queiram ajuizar no momento nenhuma ação, por receio de sucumbência ou de derrota, aqueles que fizeram o protesto judicial ressalvaram seus direitos e se garantiram contra a prescrição, além de demonstrar sua insatisfação com a ganancia do BB, que se apropriou da metade do superávit, não porque precisava para sanar desequilíbrio, mas unicamente para aumentar seus lucros e distribui-los para seus acionistas, dirigentes e funcionários da ativa. Em vez de aproveitar um momento histórico de um superávit extraordinário para corrigir diversas distorçoes do seu fundo de pensão, realinhar benefícios e encerrar questões judiciais, como a da cesta alimentação e renda certa, o BB preferiu investir no abocanhamento da metade do superávit, adonando-se indevidamente de nada mais nada menos do que sete bilhões e meio de reais. Uma fábula !  Que sumiu diante de nossos olhos !"

O grifo é meu. Bela colocação Dr. Medeiros. Aquilo que é bem escrito merece ser amplamente divulgado.

domingo, 16 de outubro de 2011

GENTE HUMILDE


Gente Humilde (Chico Buarque de Holanda)

Tem certos dias que eu penso em minha gente
E sinto assim todo o meu peito se apertar
Porque parece que acontece de repente
Como um desejo de eu viver sem notar
Igual a como quando eu passo num subúrbio
E muito bem vindo de trem de algum lugar
E aí me dá uma inveja desta gente
Que vai em frente sem nem ter com quem contar

São casas simples com cadeiras na calçada
E na fachada escrito em cima que é um lar
Pela varanda flores tristes e baldias
Como alegria que não tem onde encostar
E aí me dá uma tristeza no meu peito
Feito um despeito de eu não Ter como lutar
E eu que não creio peço Deus por minha gente
É gente humilde que vontade de chorar
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Para dizer a verdade, GENTE HUMILDE foi composta por nada menos do que FRANCISCO BUARQUE DE HOLANDA em parceria com nada menos do que VINICIUS DE MORAIS E GAROTO. A gravação do Chico Buarque é a melhor. Depois dele, Maria Betânia, Angela Maria, até Cauby Peixoto.
(Pesquisado por um colega Anônimo a quem muito agradeço a colaboração)
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A letra desta música pode ser alusão à grande diferença salarial entre os assistidos do PB1, muitos deles injustiçados pelas políticas salariais e mudanças de estatutos. Também às desamparadas pensionistas a quem estendo toda minha solidariedade.

sábado, 15 de outubro de 2011

DAS PALAVRAS ÀS MÃOS

Belíssimo o "grito dos assistidos" ora em foco no blog previplano1 do meu preclaro e dileto amigo Marcos Cordeiro de Andrade. Sempre sou favorável a que se abandone o discurso para abraçar as ações. De nada adianta apenas escrever bem. É preciso arregaçar as mangas e trabalhar. O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é na ordem do dicionário. E já que o autor da ideia declina da ideia de ser o "porta-voz" por que não o versátil Juarez Barbosa? Ele já tem o "know-how" de abaixo-assinados em relação a diversos assuntos. Meu voto é para que ele encabece o abaixo-assinado e seja o interlocutor. Aliás, poderíamos ter outros interlocutores na entrega ao presidente Flores. Alguns mais daqueles que o Marcos citou em sua postagem. Uma das minhas preferidas é a Cláudia do Rio. Porém, quantos mais presenças, tanto melhor. Claro que de acordo com a disponibilidade de tempo de cada um. As viagens ao Rio deveriam ser por nós custeadas, inclusive com pequena ajuda da própria Aapprevi, dentro das possibilidades.
O importante é fazer e não podemos mais nos omitir!!!

OS BANCÁRIOS LEVARAM

Proposta que prevê reajuste de 9% dos salários será encaminhada para aprovação em assembleias dos trabalhadores

Representantes dos bancários e a Federação Nacional de Bancos (Fenaban) chegaram a um acordo hoje para encerrar a greve da categoria, iniciada no dia 27 de setembro. A proposta será encaminhada para aprovação em assembleias dos trabalhadores.

A proposta prevê reajuste de 9% dos salários a partir de 1º de setembro de 2011, assegurando aumento real pelo oitavo ano consecutivo. O piso salarial para bancários que exercem função de caixa passa para R$ 1.900, para jornadas de seis horas. Para a função de escriturário, o piso salarial passa para R$ 1.400.

Na Participação dos Lucros e Resultados (PLR), houve aumento da parcela adicional de R$ 1.100 para R$ 1.400 e do teto da parcela adicional de R$ 2.400 para R$ 2.800.

Segundo a Fenaban, os outros benefícios ficam reajustados da seguinte forma: o auxílio refeição sobe para R$19,78 por dia; a cesta alimentação passa para R$ 339,08 por mês, além da 13ª cesta no mesmo valor. O auxílio creche mensal é de R$ 284,85 por filho de até 6 anos.

AGÊNCIA ESTADO

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

ENQUANTO O TEMPO PASSA (AS TIME GOES BY)

O título é uma canção de Frank Sinatra também cantada por muitos outros cantores. Fala do amor que sempre devemos ter enquanto a vida passa.
Que bom saber que a chuva cai em Valinhos-SP após três meses de estiagem. A natureza é nossa mãe mas ela não perdoa as agressões.
Voltando ao ES, é bem fácil constatar os débitos de todos os encargos do nosso empréstimo simples. Basta entrarmos no ícone do produto no site da Previ, e buscarmos o EXTRATO em ser; então veremos que o Valentim está coberto de razão. Evidente que quem tem menos de 69 anos o índice de quitação por morte (IQM) é bem menor, em consequência, com menos impacto no saldo devedor. A verdade é que hoje é difícil renovar com valor razoável mesmo tendo pago quase um ano. É sempre uma "merrequinha".
Finalmente, obrigado ao Jorge Teixeira pela sua esclarecedora análise das reuniões da diretoria da Previ. É realmente ali que a coisa pega. Se eles diretores decidirem o Conselho Deliberativo passa a régua.
Bom final de semana a todos a todas. Principalmente às queridas pensionistas.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

ES EMPERRADO - EXPLICAÇÃO DO MESTRE VALENTIM

O pessoal comenta muito sobre a elevação do limite e ampliação do prazo do ES.
Todavia, parece que ninguém acordou para um fato importante. Até 2009, a PREVI
corrigia o saldo devedor anualmente, a partir da 13ª ou 11ª prestação e, também,
o valor da prestação.
A partir da revisão de 2010, a PREVI passou a reajustar (INPC de 2 meses atrás)

o saldo devedor, os juros e o FQM três vezes por mês: no 1º dia útil, no dia da folha
e no último dia do mês, capitalizando tais atualizações, descontadas do montante das
prestações pagas.
Em consequência, quem pegou R$ 100 mil em outubro de 2010 e tem mais de 70 anos,

até setembro último, já pagou 11 prestações de R$ 1.603,50 (total de R$ 17.638,50)
e ainda deve mais de R$96 mil. Enquanto isso, o BB, relativamente ao CDC-salário,
cobra prestações iguais, sem nenhum reajuste, até o final do prazo, que pode ser de 96
meses também, o CDC estará quitado.
Tem mais, ao final dos 96 meses, o mutuário da PREVI terá liquidado pouco mais de

30% da dívida e terá que liquidar o ES ou renová-lo pagando, pelo menos, prestações
de igual valor.
Na verdade, os "técnicos" da PREVI inventaram uma maneira de perenizar a dívida

decorrente do ES. Talvez resida aí, as dificuldades encontradas pela Diretoria da PREVI
para elevação do limite e ampliação do prazo.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

INSENSIBILIDADE

Moro na maior cidade de Santa Catarina. Existem nela mais de 500 aposentados do BB. Muito me doi a ausência de uma união perene entre eles. É um tal de cada um por si que me faz lembrar a passagem bíblica do livro de Apocalipse:
“Conheço a tua conduta. Não é frio, nem quente. Oxalá fosses frio ou quente! Mas, porque és morno, nem frio ou quente, estou para vomitar-te de minha boca” (Ap 3,15-16)."
O fenômeno se explica em parte porque muitos são da velha guarda que ingressaram no Banco na fase áurea, aquela que hoje representa um vencimento entre 15 a 25 mil reais/mês. Então permanecem alienados com raríssimas exceções como o grande colega incansável batalhador, amigo de todas as horas, Carlos Valentim Filho de quem muito me ufano ser conterrâneo.
Outros porém, causam pena e compaixão. Não enxergam o perigo a nos assombrar. As ameaças sobre o nosso Fundo de pensão. Outro dia visitei um colega com o qual trabalhei na mesma agência. À época era combativo, participante, líder, enfim "quente". Hoje me recebeu dizendo que está plenamente satisfeito com tudo e com todos. Que não poderíamos dizer nada contra Da. Dilma nem tampouco contra os antecessores. Muito menos contra a Previ. Ele é totalmente favorável aos 50% do superávit ao BB.
Então não é difícil descobrirmos o porquê somos tão poucos a lutar. Se fizermos uma pesquisa de campo veremos que a maioria dos 120.000 está contente com o "status quo". É para desanimar? Jamais. Morrerei lutando.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

EMPRÉSTIMO SIMPLES

Gostaria que estivesse enganado. Há pouco liguei para a Anabb com intuito de falar e perguntar para o William Bento sobre o ES, afinal é um dos conselheiros deliberativos da Previ. A telefonista da Anabb disse que saira para almoçar e que ainda não havia retornado. Se houvesse qualquer reunião para ser efetuada hoje no Rio para deliberar sobre o ES, o conselheiro William não estaria em Brasília, e sim no Rio. Ou talvez a reunião de hoje seja somente da diretoria executiva da Previ, onde reside o maior foco de resistência ao novo  prazo e valor do ES. A Previ nada informa. O telefone 0800 dela é pura perda de tempo. O site da Previ é uma piada de mau gosto. O BB que se julga dono do Fundo manda e desmanda. E não há interesse dele BB liberar mais crédito no ES. Afinal, ele tem seus CDCs para nos explorar. Estamos no mato sem cachorro. Infelizmente. 

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

AGRADECIMENTO SINCERO

Quero agradecer de coração as manifestações a favor do blog postadas no blog do Marcos Cordeiro, especialmente Juarez Barbosa, Rogério Luiz Carvalho e também um Anônimo. Também ao próprio Marcos por incentivar a leitura deste modesto blog.
Comprometo-me, doravante, a focalizar apenas assuntos pertinentes ao nosso PB1.
Tenho plena convicção que atingirei os objetivos desde que ajudado por esta legião de amigos. Sem ofensas pessoais, repito que devemos jogar no campo das ideias como convém a um regime democrático.
Aguardo para amanhã um anunciado da Previ sobre o ES. Sei que mais perguntamos mais negam. Diz a Previ "que todos os anos acontecem reajustes no ES". Já se passou um ano desde o último anúncio. Portanto, o próximo está mais que maduro.

domingo, 9 de outubro de 2011

PREVI - PLANO DE BENEFÍCIOS Nº 1

Sou antes de tudo um aposentado do BB. Por isso, a partir de agora, vou usar minha mente e também esse instrumento chamado blog, para, dentro de minhas limitações, interferir mais agudamente na defensoria dos menos aquinhoados e também das pensionistas do Plano de Benefícios nº1, o plano mais antigo e mais rico dos fundos de pensão da América Latina, mas que da maneira como está sendo dilapidado politicamente pelos últimos governos poderá, se não salvo a tempo, sofrer vários golpes a ponto de transformá-lo num Aerus - o fundo falido da Varig. Por isso, toda vigilância de nossa parte, ainda será insuficiente, tamanha a voracidade dos sindicalistas/petistas que ocupam postos-chaves em nossa Previ e também no patrocinaDOR que nos olham como concorrentes de seu "negócio".

Entretanto, estejamos sempre mobilizados, nos ajudando mutuamente. Não querendo ser melhor ou maior que ninguém. Apenas denunciando os desmandos com as armas que possuímos, a internet, que já se mostrou mais poderosa que uma bomba nuclear. Participe, comente, meu blog permite a participação de anônimo. Mas, sem ofensas gratuitas, ou seja, educadamente.

Ari Zanella, seu criado, postado às 23:30h, outubro 09, em Joinville-SC

sábado, 8 de outubro de 2011

O QUE DILMA PENSA DA CRISE INTERNACIONAL

Primeiro, foi o Financial Times; depois, El País e na seqüência mais jornais: artigos assinados lá fora por economistas e analistas internacionais não escondem a ironia diante da posição assumida pelo governo brasileiro em relação à crise mundial, até mesmo pessoalmente pela presidente Dilma Rousseff. Ela chegou a sugerir na ONU, em Nova York, segundo o Financial Times, que “o Brasil poderia resgatar países, cujo PIB per capita é três vezes maior do que o seu próprio’. El País lembra que “um país colocado em 152ª posição pelo Banco Mundial por seu carregado sistema tributário está aconselhando o mundo contra impostos restritivos”. E mais: “A presidente Dilma fala muito sobre a necessidade de combater o protecionismo uma semana depois de aumentar impostos sobre carros estrangeiros com colossais 30 pontos percentuais”.

www.gibaum.com.br

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

GÍRIAS (SLANGS) EM INGLÊS - www.teclasap.com.br

O que a gíria “PARTY POOPER” significa?2011-10-04 10:14:02-04

PARTY POOPER[desmancha-prazeres]
  • Don’t invite Ken. He’s a party pooper.
  • Não convide Ken. É um desmancha-prazeres.
A palavra poop significa cocô e é usada principalmente por crianças ou na conversa com elas. Party pooper é uma expressão humorística: “cocô de festa”, alguém que não participa da folia e ainda estraga a alegria dos outros.

domingo, 2 de outubro de 2011

JOSÉ DIRCEU - ETERNO VENCEDOR

Planície, nem tanto
O ex-ministro, deputado cassado e mensaleiro José Dirceu lançou, em Brasília, na semana passada, seu livro Tempos de Planície. Quem está na “planície” não está no “planalto” (nada a ver com a sede do governo, embora a alusão esteja incorporada) e significa quem perdeu o poder. No caso de Dirceu, não se registra tanta perda de poder: ele continua atuando como consultor para muitas empresas, abrindo portas e até recebendo figuras do atual governo em seu apartamento-gabinete no Hotel Naoum, em Brasília. E pelo padrão de vida que leva, viagens internacionais, restaurantes e hotéis caros no Exterior, é um consultor que, segundo analistas, não deve faturar menos de R$ 3 milhões por ano, numa estimativa modesta. Mais: em seus tempos fora do poder, também Delfim Neto usava as mesmas expressões, dizendo que “amigo é aquele que está com você no planalto ou na planície”.

(Retirado do site www.gibaum.com.br)